31/03/2021

AES Brasil ganha mais fôlego para investir

Uma das maiores geradoras de energia renovável do país, a AES Brasil entrou em nova fase ao concluir, nesta semana, a migração para o Novo Mercado da B3 e uma reestruturação societária que lhe permitirá triplicar a capacidade de investimento em novos projetos.

“O mercado já nos vê como uma empresa na vanguarda do ESG [sigla em inglês para temas ambientais, sociais e de governança], temos um histórico inegável. Começam a nos valorizar também como uma empresa de crescimento, enxergando nossa capacidade de atender os clientes e trazer novos produtos”, disse ao Valor Clarissa Sadock, que assumiu a presidência da geradora neste ano.

As mudanças começaram em meados do ano passado, quando a controladora americana AES Corporation adquiriu a fatia do BNDESPar na antiga AES Tietê, que era o veículo de crescimento do grupo AES no país até então...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=337464&sid=105

Congresso amplia subsídios e isenções de energia no Norte jogando a conta para todo o País

O Congresso Nacional ampliou os subsídios para empresas de energia elétrica da região Norte e aumentou a isenção na conta de luz para consumidores do Amapá, após o apagão que atingiu o Estado no ano passado. O custo da ampliação desses benefícios será dividido por consumidores de todo o País e pode chegar a R$ 400 milhões. As mudanças ainda dependem de aval do presidente Jair Bolsonaro.

Os chamados "jabutis" foram aprovados em cima de uma medida provisória assinada por Bolsonaro no ano passado para isentar os consumidores do Amapá por mais de 20 dias de apagão e racionamento em 13 municípios do Estado. Para compensar os consumidores pelo blecaute, o governo havia concedido gratuidade nas contas de luz por 30 dias.

Para bancar a isenção, o governo abriu um crédito extraordinário de R$ 80 milhões no Orçamento. Desse total, o Executivo desembolsou R$ 51,3 milhões para transferir recursos à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que cobre o benefício e é dividida entre todos os consumidores do País...

Fonte: Abinee - O Estado de SP

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=337465&sid=105

Equatorial arremata CEEE-D em leilão por R$ 100 mil

O leilão de privatização da CEEE-D acabou e a Equatorial foi a vencedora. A companhia apresentou uma proposta de R$ 100 mil pela distribuidora gaúcha. O certame, que durou poucos minutos, resumiu-se nesta quarta-feira, 31 de março, a apenas a leitura da  proposta entregue previamente, na última-sexta-feira.  Houve apenas essa interessada pela concessionária gaúcha.

A CEEE-D é a concessionária de distribuição de energia para cerca de 1,7 milhão de consumidores em 72 municípios no Rio Grande do Sul, nas regiões sul e centro sul do estado, litoral, campanha e região metropolitana de Porto Alegre.

O leilão estava proibido de ser realizado até meados da manhã de ontem por conta de uma decisão liminar concedida pela no último domingo, 28 de março, que havia suspendido o leilão ao atender ação popular apresentada junto à Comarca de Bagé, em decorrência de suposta ilegalidade do edital do leilão...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53168091/equatorial-arremata-ceee-d-em-leilao-por-r-100-mil

Vivo lança, na região Norte, sua primeira usina de geração solar fotovoltaica

A Vivo lançou, na região Norte do país, sua primeira usina solar fotovoltaica, que foi construída e será operada pela Athon Energia. A planta encontra-se situada em Marabá, no Pará, e conta com 2.190 MWh de capacidade por ano, os quais irão abastecer 632 unidades consumidoras da companhia na região, como sites, lojas e equipamentos de transmissão.

Segundo a empresa de telefonia, o empreendimento estima a construção de outras quatro usinas fotovoltaicas para a região com diversos parceiros, planejadas para entrar em atividade ainda em 2021. Duas dessas unidades serão desenvolvidas no Pará, e as outras duas em Rolim de Moura (MO) e Boa Vista (RR).

“A implantação das usinas na região Norte é uma prioridade para a Vivo. Nosso modelo de geração distribuída contribui para minimizar perdas no sistema, alivia a carga da rede de distribuição, evita impacto no meio ambiente e ainda contribui para o desenvolvimento da comunidade local”, apontou Caio Guimarães, diretor de patrimônio da Vivo…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/usinas-de-energia-solar/vivo-lanca-na-regiao-norte-sua-primeira-usina-de-geracao-solar-fotovoltaica.html

Investidores e empreendedores do setor solar passam por incertezas devido à conjuntura político-econômica

Segundo Rodrigo Sauaia, presidente executivo da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), a conjuntura político-econômica atual, compreendendo o rumo das reformas estruturantes, culmina em incertezas para investidores e empreendedores do segmento solar. O relato foi realizado durante webinar viabilizado pela Fundação Getúlio Vargas.

“De uma forma geral, para os empreendedores, consumidores e investidores que estão nessa cadeia, viabilizando os projetos, ainda restam muitas incertezas em relação a essas mudanças político-econômicas. Temos entre essas questões o câmbio. Como ele vai oscilar ao longo dos próximos meses e anos? Lembrando que os projetos têm um período de maturação que varia de dois a três anos. É difícil antever no momento tão diferente que estamos vivendo”, afirmou o dirigente…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-solar/investidores-e-empreendedores-do-setor-solar-passam-por-incertezas-devido-a-conjuntura-politico-economica.html

Copel inicia operação de nova linha de transmissão entre PR e SC

A Copel colocou em operação no último domingo, 28 de março, a nova linha de transmissão de energia que conecta as subestações Curitiba Leste (PR) e Blumenau (SC). O investimento total no projeto foi de R$ 192 milhões.

De acordo com a companhia, com a entrada dessa linha, o Paraná poderá receber mais energia elétrica proveniente do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina para consumo no Estado ou exportação para o Sudeste através de outras interligações, e a região leste de Santa Catarina também será beneficiada com uma alternativa de suprimento, reduzindo a dependência da operação da Usina Termelétrica Jorge Lacerda para atendimento da demanda por energia.

A Copel destacou que a rede tem 144 km de extensão e opera em 525 kV – tensão extra-alta, que permite o transporte da eletricidade por longas distâncias. A implantação demandou a montagem de 279 torres metálicas para sustentação de 1.728 km de cabos elétricos. O empreendimento integra o pacote de obras do Lote E, arrematado pela Copel no leilão Aneel 005/2015 e vai gerar uma receita anual para a empresa superior a R$ 31 milhões…

Fonte: Canal Energia 

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53168034/copel-inicia-operacao-de-nova-linha-de-transmissao-entre-pr-e-sc

Processamento de dados em nuvem é tendência em alta no cenário mundial de energia

Contar com um centro de processamento de dados próprio deixou de ser um fator crítico para muitas empresas de larga visão. Elas estão preferindo redirecionar investimentos, que seriam imobilizados em ativos de TI, para alavancar seu foco central de negócios. Essa tendência, bastante consolidada em termos globais, está em crescimento no Brasil e já tem o setor elétrico emergindo como um dos seus principais impulsionadores.

Um panorama geral sobre essa realidade e seus desdobramentos atuais e futuros foi a temática central da segunda edição do webinar Energy Tech Talks. O evento, promovido pelo Grupo CanalEnergia by Informa Markets, em 17 de março, em formato virtual na plataforma Zoom, contou com a participação de um time de especialistas da Amazon Web Services (AWS).

Todo o conhecimento tecnológico desenvolvido pela gigante Amazon, ao longo de mais de duas décadas de bem sucedida atuação global no setor de e-commerce, está hoje concentrada na AWS. A empresa, criada em 2006, se tornou um motor expressivo do faturamento do conglomerado à medida em que, com muita competência e profissionais altamente preparados, trouxe soluções sob medida para cada camada do mercado...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53167888/processamento-de-dados-em-nuvem-e-tendencia-em-alta-no-cenario-mundial-de-energia

Cemig espera concluir saída da Taesa ainda em 2021

Após concluir a venda de sua participação na Light, a Cemig empenha-se agora em avaliar a alienação de sua parte no capital social da Taesa, numa decisão que ainda não foi tomada, mas que deve acontecer devido ao planejamento estratégico da companhia, que prevê novos desinvestimentos para priorizar a partir desse ano às áreas de geração, transmissão, distribuição e venda de energia em sua concessão.

Em teleconferência ao mercado nessa segunda-feira, 29 de março, o presidente da estatal mineira, Reynaldo Passanezi Filho, admitiu que espera que o processo de venda das ações na transmissora seja finalizado ainda em 2021, podendo obter alguns ganhos econômicos, e que apesar de ter sido um investimento bem sucedido, deixou de ser em outros casos.

“Esperamos que a venda saia esse ano, mas pode ser feita depois também, visto que qualquer desinvestimento numa participação grande tem que ser muito bem analisada. É uma visão que estamos anunciando”, comentou, ressaltando que os estudos foram iniciados pela área técnica e jurídica para levantamento dos modelos e alternativas…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53167919/cemig-espera-concluir-saida-da-taesa-ainda-em-2021

Enel inaugura sala de realidade virtual para capacitar colaboradores em SP

A Enel Distribuição São Paulo acaba de inaugurar uma nova sala de realidade virtual para o treinamento de eletricistas. O local foi instalado no Centro de Treinamento da concessionária em Guarapiranga, na Zona Sul da capital paulista. O novo espaço permitirá aos profissionais da companhia uma imersão em cenários próximos à realidade diária da operação de uma rede elétrica, simulando situações de perigo e adversidades dentro de um ambiente controlado.

Com uma carga horária estimada em 8 horas, o treinamento em realidade virtual irá compor a trilha de desenvolvimento dos eletricistas da concessionária. Atualmente, os colaboradores são submetidos a uma série de capacitações técnicas, teóricas e práticas, que são feitas todos os anos para qualificação e aprimoramento nas atividades em Redes de Distribuição Elétrica na concessionária.

O uso da realidade virtual tem por objetivo aumentar o nível de conhecimento técnico do trabalho em campo e manuseio dos equipamentos, por meio de aprendizagem ativa e da personalização do nível de complexidade das ações em campo, simulando as atividades de risco e algumas situações inesperadas. Deste modo, a nova sala irá contribuir para ampliar a segurança na execução dos trabalhos pelos eletricistas…

Fonte: Ti Inside

Leia mais em:

https://tiinside.com.br/29/03/2021/enel-inaugura-sala-de-realidade-virtual-para-capacitar-colaboradores-em-sp/