30/03/2022

Enel SP concluiu a instalação de 150 mil medidores inteligentes na Capital

A Enel Distribuição São Paulo, concessionária de energia elétrica que atua em 24 municípios da Grande São Paulo, acaba de concluir a instalação de 150 mil medidores inteligentes nos bairros de Perus e Pirituba, Zona Oeste da capital paulista e anuncia a segunda etapa, com a instalação de outros 150 mil medidores na região.

Os equipamentos fazem parte da primeira fase do projeto-piloto Smart Meter, que até o final do ano terá 300 mil dispositivos instalados nessas regiões. O investimento é de R$ 227 milhões, sendo R$ 121 milhões com recursos de Pesquisa e Desenvolvimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e R$ 126 milhões aportados pela Enel.

Os medidores contam com tecnologia desenvolvida pela Enel, com fabricação 100% nacional, contribuindo para a criação de uma cadeia de abastecimento local, geração de emprego e renda. Trata-se da primeira produção de medidores inteligentes da companhia na América Latina. O modelo fabricado no Brasil foi aprovado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) e atende às necessidades locais e respeita as características da rede elétrica e os requisitos das normas técnicas...

Fonte: Abc do Abc

Leia mais em:

https://www.abcdoabc.com.br/abc/noticia/enel-sp-concluiu-instalacao-150-mil-medidores-inteligentes-capital-152145

Sterlite capta R$ 600 milhões para antecipar projetos

Com objetivo de finalizar três projetos de linhas de transmissão a um custo de capital mais competitivo, a GBS Participações, controlada da Sterlite Brasil, acaba de levantar R$ 600 milhões em debêntures verdes no mercado de capital. A emissão é coordenada pelo banco Modal em parceria com o Itaú BBA e tem um prazo de 22 anos.

A empresa sondava este tipo de operação desde agosto de 2021. Em outubro, as negociações com os bancos se intensificaram e o negócio acaba de ser concluído. O montante deve financiar 80% dos custos dos projetos e os outros 20% estão já aplicados com capital próprio.

Os três projetos juntos - Solaris (Minas Gerais), Borborema (Paraíba) e Projeto Goyaz (Goiás) - devem acrescentar 463 quilômetros de linhas de transmissão com previsão de que todos estejam operando até setembro...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=345487&sid=105

Bandeira Escassez Hídrica deixará de vigorar a partir de maio

A partir de maio, a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) deixará de cobrar a bandeira Escassez Hídrica na conta de luz dos brasileiros. A informação foi apurada pelo Canal Solar junto à Agência nesta terça-feira (29).

Em vigor desde setembro do ano passado, a tarifa de escassez foi criada para compensar o aumento do custo gerado pela crise hídrica vivida pelo país naquele momento.

No final de 2021, os reservatórios das Usinas Hidrelétricas do Sudeste e Centro-Oeste, responsáveis por 70% da geração hídrica do país, chegaram a operar com menos de 20% da capacidade, o menor nível em 91 anos.

Na ocasião, duas das principais hidrelétricas do subsistema chegaram a operar no volume morto – termo utilizado por especialistas para se referir ao momento em que a água das represas fica abaixo do nível de captação...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/bandeira-escassez-hidrica-deixara-de-vigorar-a-partir-de-maio/

Governo indica Adriano Pires para presidência da Petrobras

O governo federal confirmou que deverá trocar o comando da Petrobras. Assim como feito no ano passado, apresentou a indicação de um novo nome para a presidência executiva da estatal, dessa vez a escolha recaiu sobre Adriano Pires que se tiver o nome aprovado em assembleia e pelo conselho, substituirá o atual mandante, o general Joaquim Silva e Luna.

Em nota o MME informou também o nome dos indicados para o conselho da empresa por ser o acionista controlador. A assembleia que deliberará sobre o tema ocorrerá no dia 13 de abril. A relação apresenta confirmou Rodolfo Landim para o exercício da presidência do conselho, conforme a lista de indicados apresentada em 08 de março. Foram feitas duas alterações a troca do nome de Silva e Luna pelo de Pires e a entrada de Eduardo Karrer, ex-presidente da Eneva, no lugar de Murilio Marroquim de Souza.

Na nota o ministério afirmou que “o Governo renova o seu compromisso de respeito a sólida governança da Petrobras, mantendo a observância dos preceitos normativos e legais que regem a Empresa.”…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53206632/governo-indica-adriano-pires-para-presidencia-da-petrobras

Sistema de armazenamento de energia será utilizado em subestação em Registro (SP)

Um consórcio formado pela You.On Energia, especializada em sistemas de armazenamento de energia, e a TS Infraetrutura, empresa de obras de engenharia e infraestrutura, assinou contrato com a ISA CTEEP para fornecimento e instalação de um projeto de armazenamento de energia em baterias de larga. O projeto será implantado na subestação de Registro (SP).

O investimento, autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), é de cerca de R$ 146 milhões e a previsão de entrega da obra é novembro de 2022. O sistema inclui um banco de baterias de 60 MWh, inversores, transformadores, softwares de gestão de energia e sistemas de automação, proteção e controle.

O projeto visa oferecer suporte ao incremento pontual da demanda do Litoral Sul Paulista, especialmente na época do verão, a partir de novembro de 2022…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/noticias/tecnologia/armazenamento/sistema-de-armazenamento-de-energia-sera-utilizado-em-subestacao-em-registro-sp

Projeto de lei propõe inserir o hidrogênio no marco regulatório do setor de energia

O Senador Jean Paul Prates (PT/RN) apresentou um projeto que visa incluir o hidrogênio no marco regulatório do setor energético brasileiro. Conforme o parlamentar, o uso do hidrogênio como combustível ainda é desconhecido pela maioria da população, mas já é encarado por especialistas no setor como uma fonte importante para a transição energética para um mundo descarbonizado.

O projeto de lei insere o hidrogênio nas definições e diretrizes da política energética nacional e coloca esta fonte energética sob a égide do marco legal e regulatório energético já em vigor. Além disso, estabelece metas para a inserção do hidrogênio nos gasodutos de transporte nacionais, o que serve de orientação e incentivo para investimentos no setor.

A proposta, apelidada de “Lei do Hidrogênio”, traz a definição legal de hidrogênio sustentável para abranger todas as tecnologias e fontes de geração consideradas ambientalmente corretas: solar, eólica, biomassas, biogás e hidráulica...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/noticias/politica/legislativo/projeto-de-lei-propoe-inserir-o-hidrogenio-no-marco-regulatorio-do-setor-de-energia

Auren Energia, antiga Cesp, conclui listagem no Novo Mercado da B3

A Auren Energia conclui nesta segunda-feira (28/03) seu processo de reorganização societária dos ativos de energia da Votorantim S.A. e CPP Investments. A nova empresa de energia renovável foi listada no Novo Mercado da B3. A companhia atuará como comercializadora de energia, atendendo a mais de 500 clientes, operando uma matriz 100% renovável, incluindo um pipeline de projetos que combina fontes hídrica e solar, bem como soluções híbridas. 

A intenção da consolidação foi anunciada em outubro de 2021 e a conclusão da transação ocorre agora em março, após a reorganização societária da Cesp ser finalizada e suas ações serem incorporadas à nova empresa.

A Cerimônia de listagem foi realizada na sede da B3, em São Paulo e contou com as presenças do CEO da B3, Gilson Finkelsztain; do Diretor-Presidente da Votorantim S.A, João Schmidt; do Head de Infraestrutura da América Latina na CPP Investments, Ricardo Szlejf; e do Diretor Presidente da Auren Energia, Fabio Zanfelice...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/noticias/negocios/empresas/auren-energia-antiga-cesp-conclui-listagem-no-novo-mercado-da-b3

Isa Cteep avança com projeto de baterias em larga escala

O consórcio formado pela You.On Energia, especializada em sistemas de armazenamento de energia (BESS), e a TS Infraetrutura, executora de obras de engenharia e infraestrutura, assinou um contrato com a Isa Cteep para fornecer um sistema de armazenamento de 30 MW alocado junto à subestação de Registro (SP). O projeto integra o investimento autorizado pela Aneel de R$ 146 milhões no âmbito do programa de P&D, com previsão de entrega da obra em novembro de 2022.

O escopo da iniciativa inclui um banco de baterias de 60 MWh, inversores, transformadores, softwares de gestão de energia e sistemas de automação, proteção e controle. O objetivo é suportar o incremento pontual da demanda do Litoral Sul Paulista, especialmente na época do verão, a partir de novembro de 2022, beneficiando mais de dois milhões de pessoas...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53206512/isa-cteep-avanca-com-projeto-de-baterias-em-larga-escala