29/11/2021

Confira as 5 maiores usinas fotovoltaicas do Brasil

Segundo dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), o Brasil possui cerca de 670 UCs (unidades consumidoras) com geração própria de energia a partir da fonte solar.

Atualmente, Minas Gerais lidera o ranking estadual com cerca de 120 mil UCs. Em segundo lugar, está São Paulo, com aproximadamente 110 mil, e Rio Grande do Sul, que possui em torno de 95 mil sistemas fotovoltaicos.

Com relação à classe de consumo, quem aparece no topo da lista é o segmento residencial, com 515 mil unidades consumidoras, seguido do setor comercial, com 95 mil, e o meio rural, que conta com 50 mil sistemas.

Não há dúvidas, são milhares de usinas espalhadas pelo Brasil gerando economia e sustentabilidade. E quando o assunto é potência nominal, você sabe quais são as 5 maiores plantas do país?

O Canal Solar realizou um levantamento com base no último boletim mensal de geração fotovoltaica do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico).Confira...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/confira-as-5-maiores-usinas-fotovoltaicas-do-brasil/

UK connects 10 millionth household on DCC’s smart meters network

The 10 millionth property was connected in London on the 26th of November by EDF, which fitted both a gas and electricity meter along with a communications hub and pre-payment interface device.

In addition to the 10 million households connected to the network, 41 million devices including smart meters, in-home displays, communications hubs, and smart energy control devices are connected to the network.

A total of 16.3 million smart meters are using the system for data telemetry of which some 6.4 million are first-generation and 9.9 million are second-generation smart meters, according to the statement.

The smart meters alone that are connected to the network are helping the UK to reduce 472,185 tonnes of carbon emissions per annum.

The DCC says some 646 million messages have been transported via the network in October alone. The messages include meter readings, tariff information, prepay credit top-ups and smart heating controls.

Approximately 1.7 million energy switches were made in October via the network...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-meters/the-uk-connects-10-millionth-household-to-dccs-smart-meterss-network/

Brasil chefia projetos de hidrogênio verde da Engie

O Brasil terá papel relevante na estratégia da holding francesa Engie para atingir a meta de chegar a 4 gigawatts (GW) de capacidade global de produção de hidrogênio verde até 2030. De acordo com o vice-presidente executivo de desenvolvimento de negócios globais de hidrogênio verde do grupo, Raphael Barreau, o país tem forte potencial para atrair projetos devido à abundância de água e ao bom preço da energia gerada por fontes renováveis.

A energia elétrica é usada na eletrólise, processo que dá origem ao hidrogênio. No caso do hidrogênio verde, a eletricidade usada vem de fontes renováveis. Barreau, recém-selecionado para ocupar a divisão da companhia para o segmento, vai ficar baseado no Brasil.

O executivo aponta que a complementariedade entre a geração eólica, solar e hidrelétrica no país garante fornecimento constante de energia limpa, o que ajuda a baratear o custo das unidades de eletrólise. “Muitas empresas estão olhando a produção do hidrogênio verde para exportação no Brasil, estão percebendo que a produção aqui vai ser muito mais barata do que em outros países”, afirma...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=343420&sid=105

Basf assina contrato de compra de energia renovável com concessionária Engie

A companhia alemã de produtos químicos Basf SE informou nesta segunda-feira, 29, que assinou um contrato de compra de longo prazo para energia renovável na Europa com a concessionária francesa Engie SA. Os detalhes financeiros do negócio não foram divulgados.

Segundo a companhia, a Engie fornecerá até 20,7 terawatts-hora (TWh) de eletricidade renovável para vários locais da atuação da Basf em um prazo de 25 anos. O contrato entra em vigor em 1º de janeiro.

A eletricidade virá inicialmente de parques eólicos onshore em toda a Espanha, onde Engie é um investidor de capital ou gerente de energia, de acordo com a Basf. Mais adiante, a empresa francesa fornecerá energia a partir de ativos espanhóis existentes ou de futuros parques eólicos onshore e offshore.

Na semana passada, a empresa anunciou a criação de uma nova subsidiária para atividades de energia renovável chamada Basf Renewable Energy GmbH.

Fonte: Isto É Dinheiro

Leia mais em:

https://www.istoedinheiro.com.br/basf-assina-contrato-de-compra-de-energia-renovavel-com-concessionaria-engie/

Ministério de Energia divulga estudo prevendo 'revolução tecnológica' no setor energético

O setor de energia poderá passar por adaptações tecnológicas que representarão uma revolução similar à ocorrida com as telecomunicações. Em termos práticos, significa, entre um número ainda inimaginável de possibilidades, transformar medidores de energia e demais equipamentos em unidades de inteligência artificial e, a partir da digitalização de dados e procedimentos, ampliar como nunca a qualidade e os serviços prestados pelas empresas do setor. O potencial da digitalização do setor energético vai muito além do que se pode imaginar nos dias atuais, conforme sugere um estudo divulgado nesta sexta-feira (26), em Brasília, pelo Ministério de Minas e Energia (MME). Foi o que disse à Agência Brasil o diretor do Departamento de Desenvolvimento Energético do MME e coordenador do projeto Sistemas de Energia do Futuro, Carlos Alexandre Príncipe Pires.

O estudo Uso de Novas Tecnologias Digitais para Medição de Consumo de Energia e Níveis de Eficiência Energética no Brasil é, segundo ele, "uma ideia lançada no ar" para mostrar à comunidade e, em especial, às empresas do setor energético, "um horizonte inicial" sobre o impacto que a digitalização de equipamentos e serviços pode ter para o Brasil...

Fonte: Uol

Leia mais em:

https://economia.uol.com.br/noticias/agencia-brasil/2021/11/26/ministerio-de-energia-divulga-estudo-prevendo-revolucao-tecnologica-no-setor-energetico.htm

Eletrobras prepara venda de até R$ 3,5 bi em participações

O Conselho de Administração da Eletrobras aprovou na última quinta-feira, 25 de novembro, o Plano de Alienação de participações societárias minoritárias da companhia, que define a lista de participações que serão vendidas e o formato da venda, de forma a atender a meta de R$ 3,5 bilhões em alienações, conforme previsto no Plano Diretor de Negócios e Gestão 2021-2025 (“PDNG 2021-2025”). A lista de empresas que serão alienadas não será divulgada neste momento por se tratar de informação estratégica.

TSLE – A Eletrobras comunicou ainda no mesmo dia que a transferência das ações da Transmissora Sul Litorânea de Energia (TSLE) detidas pela CEEE-T para a CGT Eletrosul foi concluída. Pela aquisição, a CGT Eletrosul pagou R$ 217,5 milhões e passa a deter 100% do capital da TSLE. Após a operação, a CGT Eletrosul irá promover as ações necessárias visando a incorporação da TSLE, no escopo da iniciativa de racionalização das participações societárias da Eletrobras.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53194810/eletrobras-prepara-venda-de-ate-r-35-bi-em-participacoes

ONS e CCEE ampliam GTs para discutir dados e modelos do PMO e PLD

Com o objetivo de ampliar as discussões e promover o aprimoramento dos dados de entrada e modelos satélites utilizados no Programa Mensal de Operação Energética (PMO), na Programação Diária e no cálculo do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), o Operador Nacional do Sistema Elétrico (NOS) e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) anunciaram a ampliação dos grupos de trabalho do Comitê Técnico PMO-PLD.

São ao todo cinco novos Grupos de Trabalho que visam contribuir para a aproximação entre os resultados dos modelos de planejamento, programação e formação de preço e a realidade operativa do Sistema Interligado Nacional (SIN). As atividades são complementares aos estudos desenvolvidos pela Comissão Permanente para Análise de Metodologias e Programas Computacionais do Setor Elétrico – CPAMP, que avalia periodicamente aprimoramentos metodológicos da cadeia de modelos principais: DESSEM, DECOMP e NEWAVE.

As atividades serão iniciadas ainda neste ano e os grupos serão permanentes, implementando um olhar mais abrangente e integrado para os modelos satélites, dados de entrada e fatores que influenciam no PMO e PLD. Para acompanhar as ações, os agentes podem se cadastrar no site (www.ctpmopld.org.br) a qualquer momento e acompanhar as atividades...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53194765/ons-e-ccee-ampliam-gts-para-discutir-dados-e-modelos-do-pmo-e-pld