29/10/2021

Hidrelétricas desrespeitam lei ao não revisar capacidade

Com tolerância do governo federal e da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), hidrelétricas de todo o País descumprem a lei e deixam de revisar a capacidade de geração de suas estruturas, o que tem resultado em frustração de produção e, assim, gerado custos bilionários ao consumidor de energia.

A regra é conhecida. Desde 1998, um decreto (2.655) prevê que, a cada cinco anos, toda usina hidrelétrica deve revisar a sua “energia assegurada”. Esse cálculo, de competência da EPE e vital para o setor elétrico, permite a realização de simulações que apontam a contribuição de cada gerador e a máxima quantidade de energia possível de oferecer.

Ano após ano, as usinas têm perdido capacidade de geração devido a fatores como redução do volume de água, além de equipamentos, que podem ficar defasados. Na prática, as usinas não fazem essa revisão, porque sabem que qualquer redução na garantia física das usinas vai significar perdas financeiras, porque diminui o montante de energia que podem vender, independentemente de quem vá pagar por isso...

Fonte: Abinee - O Estado de SP

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=342782&sid=105

Equatorial Energia faz acordo para comprar Echoenergia

A Equatorial Energia assinou nesta quinta-feira um acordo para comprar a Echoenergia do fundo britânico de private equity Actis por 6,657 bilhões de reais, informou a companhia em fato relevante ao mercado. A notícia foi antecipada pelo site de finanças Brazil Journal e depois confirmada pela Reuters com fonte. As ações ordinárias da Equatorial Energia aceleraram as perdas diante da reportagem e caíram 3,9% ao final dos negócios, a 23,44 reais. A Equatorial destacou que a operação faz parte da sua estratégia de crescimento e permitirá a ampliação da sua capacidade operacional por meio da geração de energia renovável. A Echoenergia possui aproximadamente 1,2 GW de capacidade eólica, sendo 1 GW já operacionais e 0,2 GW em estágio de construção avançado, além de portfólio de projetos prontos para construir, os quais totalizam 1,1 GW de capacidade (10% eólico e 90% solar)...

Fonte: Uol

Leia mais em:

https://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2021/10/28/equatorial-energia-concorda-em-comprar-echoenergia-diz-fonte.htm

Brasil desponta entre maiores geradores de empregos em energia solar no mundo

O Brasil assumiu a sétima posição no ranking dos dez países que mais geraram empregos no mundo em energia solar fotovoltaica no ano de 2020, segundo relatório divulgado recentemente pela IRENA (Agência Internacional de Energia Renovável). Agora, o país está a frente de líderes históricos do setor, como a Alemanha e o Reino Unido.

Rodrigo Sauaia, CEO da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), celebrou o marco e destacou que o Brasil é uma nação solar por natureza, com condições privilegiadas para se tornar uma liderança de destaque mundial no setor.

“A energia solar fotovoltaica terá função cada vez mais estratégica para o atingimento das metas de desenvolvimento socioeconômico e sustentável do Brasil e dos demais países. Irá ajudar fortemente na recuperação da economia, sendo a fonte renovável que mais gera empregos no planeta”, ressaltou.

Ainda segundo o relatório da IRENA, o setor de energia renovável gerou 12 milhões empregos no mundo em 2020, com a participação majoritária da fonte solar fotovoltaica, responsável por mais de 3,9 milhões de postos de trabalho, representando um terço do total...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/brasil-desponta-entre-maiores-geradores-de-empregos-em-energia-solar-no-mundo/

Sun Mobi se associa a GET Energy Trading para viabilizar usinas solares

A Sun Mobi anunciou sociedade com a comercializadora GET Energy Trading, braço de comercialização de energia da gestora de investimento Prisma Capital, para ampliar a oferta de usinas solares em programas de assinatura. No total, as empresas pretendem viabilizar a oferta de energia solar em empreendimentos que somam 200 MW nos próximos três anos.

A GET Energy Trading fez um investimento direto na Sun Mobi incluindo aportes primários e secundários, passando a deter 50% de participação na empresa. Já foram anunciados investimentos de R$ 16 milhões na ampliação da usina Wanda Maria Bueno, em Porto Feliz-SP. A expansão desta usina permitirá a ampliação dos serviços de assinatura de energia solar para consumidores residenciais e empresariais atendidos na área de concessão da CPFL Piratininga já a partir de fevereiro de 2022.

Além da construção de novos complexos solares próprios, com foco inicial nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, a parceria prevê a contratação de usinas de terceiros, tanto existentes quanto novas, permitindo que os investidores daqueles ativos foquem na gestão de suas plantas, enquanto a Sun Mobi se responsabilizará pela captação e relacionamento com os consumidores finais.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53191834/sun-mobi-se-associa-a-get-energy-trading-para-viabilizar-usinas-solares

Enel SP tem lucro de R$ 353,6 milhões no primeiro trimestre de 2021

A Enel São Paulo fechou o terceiro trimestre de 2021 com um lucro líquido de R$ 353,6 milhões, mais do que o dobro dos R$ 159,3 milhões registrados no mesmo período de 2020, segundo demonstrações financeiras divulgadas nesta quarta-feira, 27 de outubro. No acumulado dos nove meses do ano, o lucro foi de aproximadamente R$ 700 milhões.

A receita líquida da companhia totalizou R$ 6,257 bilhões no período, ante R$ 3,861 bilhões no mesmo intervalo do ano anterior, aumento de 62%. O Ebitda da companhia (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou em R$ 890,3 milhões de julho a setembro deste ano, ante R$ 598,3 milhões em igual período de 2020, aumento de 48,8%.

A companhia encerrou o 3T21 com um aumento de 1,6%, no número de unidades consumidoras faturadas em relação à quantidade de unidades consumidoras faturadas no 3T20. Observa-se, no trimestre, crescimento mais moderado no mercado cativo e para o mercado livre, destaque para a classe comercial e industrial com aumento de 36,9% e 19,9%, respectivamente no período...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53191860/enel-sp-tem-lucro-de-r-3536-milhoes-no-primeiro-trimestre-de-2021

Em relatório, OCDE destaca reputação sólida, competência técnica e transparência da ANEEL

A ANEEL reuniu, nesta quarta-feira (27/10), autoridades do Governo Federal, reguladores internacionais, associações setoriais, agentes do mercado e representantes da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) para o lançamento oficial do relatório “The Governance of Regulators – Driving Performance at Brazil’s Eletricity Regulatory Agency”, (versão em português). O evento híbrido, ocorreu às 11h, no Palácio Itamaraty e contou com transmissão ao vivo pelo YouTube.

Produzido pela OCDE por meio de processo de Peer Review (revisão por pares), o documento reflete o grau de amadurecimento da ANEEL e servirá como ferramenta para validar as melhores práticas já adotadas e para aprimoramento dos processos regulatórios e de governança da Agência.

Participaram da cerimônia os Ministros das Relações Exteriores, Embaixador Carlos Alberto França e de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o diretor-geral da ANEEL, André Pepitone, os diretores da Agência Elisa Bastos e Hélvio Guerra, além de especialistas da OCDE, representantes de agências reguladoras internacionais, lideranças da ANEEL e dos ministérios...

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://bit.ly/3vQ1qSg