28/05/2021

Com licitações em diversos locais do país, segmento solar conta com oportunidades de negócios

Nos meses de maio e junho, por meio de licitações, o setor fotovoltaico brasileiro divulga oportunidades de negócios a prestadores de serviços e fornecedores, que poderão integrar processos concorrenciais nas regiões Sudeste, Sul, Nordeste e Norte nas próximas semanas.

Com o dia 28 de maio definido como prazo de abertura dos projetos, o Ministério Público do Estado do Acre procura contratação de empresa especializada para finalização da construção da unidade administrativa situada no município de Senador Guiomard, a qual necessita de sistemas de microgeração de energia fotovoltaica on-grid, além de outros serviços, para a sua conclusão.

A Prefeitura Municipal de Pimenteiras, localizada no Piauí, com objetivo de responder às necessidades das secretarias de Saúde, Administração e Educação do município, possui contratação de companhia para execução de serviços de instalação de sistema/usina de geração de energia fotovoltaica on-grid, abarcando o desenvolvimento do projeto, a aprovação ao lado da concessionária de energia local, o fornecimento de todos os materiais e equipamentos, a instalação e a confirmação do acesso junto à concessionária local...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-solar/com-licitacoes-em-diversos-locais-do-pais-segmento-solar-conta-com-oportunidades-de-negocios.html

Primeiro leilão de transmissão de 2021 é aprovado após manifestação favorável do TCU

Com previsão de R$ 1,3 bilhão em investimentos e geração de aproximadamente 3000 empregos, o Leilão de Transmissão nº 01/2021 foi aprovado nesta quinta-feira (27/5) pela Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL em reunião pública extraordinária. O edital passou pela verificação do Tribunal de Contas da União – TCU. O certame está previsto para ser realizado no dia 30 de junho na sede da B3 em São Paulo.

O leilão apresenta cinco lotes, para a construção e manutenção de 515 quilômetros em linhas de transmissão e de 2.600 megavolt-ampéres (MVA) em capacidade de transformação de subestações. Os empreendimentos, com prazo de conclusão de 36 a 60 meses, contemplarão seis estados – Acre, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo e Tocantins...

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://bit.ly/3vr2gUs

GE vê potencial para modernizar hidrelétricas

A General Electric (GE) enxerga um mercado promissor no Brasil para soluções voltadas à repotenciação e modernização de usinas hidrelétricas antigas, construídas há até 50 anos. A avaliação é que, mesmo com o avanço das fontes eólica e solar, os ativos hídricos continuarão com uma participação relevante na matriz nacional, o que exigirá melhor aproveitamento e flexibilidade do parque gerador já existente.

“Repotenciação [das usinas] é algo, de fato, muito promissor. Temos ainda os processos de modernização, automação e ‘digital’, com ciclo de reformas cada vez maior. Esses dois pontos são super relevantes, é o que enxergamos no ‘pipeline’”, afirmou Eduardo Cardoso, líder de vendas de Hydro na GE Renewables Energy no Brasil, em conversa com a imprensa realizada ontem.

O executivo lembrou, porém, que essas iniciativas enfrentam limitações regulatórias. Uma das alternativas para tornar esses investimentos atrativos aos empreendedores hidrelétricos é, por exemplo, o incentivo econômico à prestação de “serviços ancilares”, como controle automático de geração e controle de tensão e de frequência, que asseguram o correto funcionamento do sistema elétrico...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=338895&sid=105

ENGIE apresenta futuro baseado em energia renovável

São 72 usinas, 10.791 MW de capacidade instalada própria, 4.500 quilômetros de gasodutos, presença em 22 estados e 25 anos de atuação no Brasil.

No Dia Mundial da Energia (29 de maio), a ENGIE, maior empresa privada de energia do país, celebra sua história e projeta o futuro, baseado em energia renovável e cuidado com o ambiente e as comunidades das regiões onde atua.

Responsável por cerca de 7% da capacidade instalada na geração no país, a empresa prossegue ainda com a implantação de três grandes projetos: o Conjunto Eólico Campo Largo II, no Nordeste, e os Sistemas de Transmissão Novo Estado, no Norte, e Gralha Azul, no Sul. Em breve, inicia também as obras de implantação do Conjunto Eólico Santo Agostinho, no Rio Grande do Norte.

As soluções desenvolvidas pela ENGIE vêm contribuindo para uma redução de consumo de energia de seus clientes de cerca de 1.000.000 de MWh anuais. Na mesma medida, a empresa vem atuando na direção de reduzir o próprio consumo…

Fonte: Abinee - O Globo

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=338900&sid=105

Vinte anos depois, Brasil corre risco de um novo racionamento de energia

Ao mesmo tempo em que a Câmara dos Deputados dá os primeiros passos  para a privatização da Eletrobras, o Brasil ainda não sabe se corre ou não o risco de amargar novamente um racionamento de energia. Apesar das negativas do governo federal, alguns especialistas insistem que a situação do País é preocupante no que diz respeito ao nível dos reservatórios de água e que esse risco é real.

Ainda que o racionamento não seja necessário — na melhor das hipóteses — a falta de planejamento estratégico do Ministério das Minas e Energia deve pesar no bolso do consumidor comum.

Essa é a opinião de dois mestres no assunto: o físico e professor de Planejamento Energético da COPPE/UFRJ, Luiz Pinguelli Rosa, e o diretor do Instituto de Energia e Ambiente da USP, Ildo Sauer.

O ano de 2021 vem sendo atipicamente seco. E este é o grande problema. A chegada da água da chuva às barragens, monitorada desde 1931, atingiu nos últimos seis meses o volume mais baixo registrado nesses 90 anos…

Fonte: Carta Capital

Leia mais em:

https://www.cartacapital.com.br/sustentabilidade/vinte-anos-depois-brasil-corre-risco-de-um-novo-racionamento-de-energia/

Aldo Solar fecha parceria com chinesa para fornecimento de módulos

A fabricante chinesa Phono Solar assinou um contrato de distribuição com a Aldo Solar que prevê o fornecimento inicial de 100 MW em módulos fotovoltaicos de 450 W da série TwinPlus, que utilizam wafers de 166 mm e 182 e tecnologia multibarras. O objetivo do acordo é contribuir ainda mais para o desenvolvimento do mercado solar brasileiro.

O módulo monocristalino tem eficiência média da célula de 20,67% e baixos coeficientes térmicos, o que garante maior produção de energia em alta temperatura. Além disso, o módulo da Phono Solar oferece garantia de doze anos contra defeitos de fabricação e de 25 anos para até 84,8% da eficiência. A chinesa conta com uma ampla linha de equipamentos solares e é listada como fabricante de módulo fotovoltaico Tier 1 pela Bloomberg New Energy Finance, o que atesta a estabilidade financeira da empresa, mediante o cumprimento de uma série de requisitos de idoneidade…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53174457/aldo-solar-fecha-parceria-com-chinesa-para-fornecimento-de-modulos

GE Renewable Energy constrói robô subaquático para inspeção de turbinas hidrelétricas

A GE Renewable Energy lançou um robô para realizar inspeções subaquáticas de turbinas hidrelétricas. Com base em veículos submarinos operados remotamente (ROV) equipados com sensores e câmeras, a solução robótica da divisão de Hydro Solutions da GE é capaz de inspecionar áreas difíceis de serem alcançadas em qualquer tipo de turbina hidrelétrica sem a necessidade de tirar o equipamento da água.

O equipamento permite inspeções com resultados equivalentes às inspeções visuais fora da água, sem a necessidade de que uma equipe entre no limitado espaço de uma turbina. O projeto personalizado do ROV é o primeiro na área de avaliação de condições de hidrelétricas, uma vez que a nova solução é capaz de realizar inspeções entre as palhetas do rotor de uma turbina em aberturas menores que 200 mm.

O robô detecta os mesmos defeitos observados em uma inspeção visual convencional, como erosão, cavitação, corrosão, marcas de impacto e presença de corpos estranhos. A solução foi testada em cinco usinas hidrelétricas do Canadá, avaliando grades de proteção, comportas de captação, turbinas verticais e horizontais e os portões de jusante.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53174428/ge-renewable-energy-constroi-robo-subaquatico-para-inspecao-de-turbinas-hidreletricas

Aeris Energy produz a maior pá eólica do Hemisfério Sul

A fabricante de pás eólicas Aeris Energy bateu um novo recorde e produziu a maior pá eólica do Hemisfério Sul, com 79,7 metros de comprimento, do modelo Nordex 163. O recorde anterior, também conquistado pela companhia, era de cerca de 74 metros, sob encomenda da Vestas.

Para a produção desse modelo, a Nordex dedicou uma equipe in loco. Juntos, os profissionais de ambas as empresas atuaram no desenvolvimento para que o projeto fosse cumprido dentro dos parâmetros estabelecidos.

O processo todo, desde a instalação dos moldes, levou cerca de 6 meses, com início em dezembro de 2020. O tamanho da pá Nordex 163 equivale a um edifício de 27 andares. A primeira unidade teve como destino a Alemanha, para testes e homologação. A pá é para a turbina N163 com capacidade instalada de 5,7 MW.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53174453/aeris-energy-produz-a-maior-pa-eolica-do-hemisferio-sul

2W Energia alcança GD e lança plataforma digital

A 2W Energia lança no mês de junho sua plataforma de geração distribuída. O Wave vai atuar como um marketplace de créditos de GD, onde empresas ou pessoas físicas poderão aderir como consorciadas ou cooperadas dos centros de geração distribuída compartilhada da 2W. Ao mesmo tempo, a companhia vai disponibilizar ao mercado, por meio de aluguel, a capacidade de geração para ganhar escala na plataforma digital.

O Wave começa com a oferta de 5 MW, oferecidos exclusivamente para até 500 clientes do mercado de Minas Gerais, que poderão obter descontos de até 15% em suas faturas de energia elétrica. O produto está disponível no site https://2wenergia.com.br/ e a contratação será 100% digital. Com a novidade, a 2W Energia amplia seu portfólio de produtos e chega ao mercado B2C, oferecendo energia de fonte renovável também para residências…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53174448/2w-energia-alcanca-gd-e-lanca-plataforma-digital

CGT Eletrosul compra a totalidade da TSLE por R$ 217,5 milhões

A Eletrobras comunicou ao mercado que sua subsidiária CGT Eletrosul assinou contrato para a aquisição dos 49% restantes do capital social da CEEE-T na Transmissora Sul Litorânea de Energia (TSLE).

Com a concretização da operação, a CGT Eletrosul passará a deter 100% do capital social da TSLE, na qual já era acionista. A operação está condicionada à obtenção da anuência dos credores da TSLE. O comunicado informou ainda que a CGT Eletrosul irá promover futuramente a incorporação dessa SPE, no escopo da iniciativa de racionalização das participações societárias da Eletrobras.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53174445/cgt-eletrosul-compra-a-totalidade-da-tsle-por-r-2175-milhoes

Neoenergia desenvolve algoritmo para manutenção preditiva

A Neoenergia anunciou o desenvolvimento de um projeto em parceria com o Centro de Inovação da Iberdrola, localizado no Qatar, que visa utilizar inteligência artificial e data analytics na aplicação de um algoritmo capaz de predizer possíveis falhas nos equipamentos de telecomunicação e smart grids na rede de distribuição.

O resultado aponta para uma precisão de análise superior a 90% em ocorrências de até 24 horas, garantindo maior disponibilidade dos dispositivos e reforçando a confiabilidade no fornecimento de energia.

A inovação está sendo aplicada no Centro de Gerenciamento de Redes Inteligentes (Cegri), local que faz a gestão de todas as operações de telecomunicações e de redes inteligentes das concessionárias da empresa, além do monitoramento dos equipamentos digitais utilizados nas operações, como religadores, medidores, sensores e transformadores inteligentes…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53174373/neoenergia-desenvolve-algoritmo-para-manutencao-preditiva

Enel Distribuição Rio anuncia nova diretora-presidente

A Enel Distribuição Rio terá uma nova diretora-presidente a partir de 1º de junho, quando Anna Paula Pacheco assumirá o cargo no lugar de Artur Manuel Tavares, que ocupava a função desde 2018 e em acordo com a empresa decidiu partir para novos projetos profissionais.

A executiva trabalha no Grupo Enel há 20 anos e responde também pela diretoria de Regulação da empresa no Brasil. Como parte da mudança, Mihai-Constantin foi indicado como diretor de Operações de Infraestrutura e Redes da distribuidora, processo que ainda deverá ser decidido pelo conselho de administração da companhia.

De acordo com o Country Manager da Enel no Brasil, Nicola Cotugno, Anna terá como foco a interlocução com todos os stakeholders do estado, além de ampliar a atenção aos clientes. Já Mihai na área de Infraestrutura e Redes seguirá atuando para a contínua melhora da qualidade do fornecimento e o combate às perdas de energia, tema relevante no Rio de Janeiro…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53174243/enel-distribuicao-rio-anuncia-nova-diretora-presidente