27/11/2019

Smart cities market surpasses $900 billion, growth continues

The global smart cities market was valued at $900 billion in 2018 and is projected to expand at a whopping 18% between 2019 and 2029, according to a new study published by Persistence Market Research.

Data from the United Nations suggests that the proportion of people living in cities across the world will rise from approximately 50% in 2018 to 75% in 2050... 

Fonte: Smart-Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/business-finance-regulation/smart-cities-market-surpasses-900-billion-growth-continues/

Energia solar e microrredes: tendência mundial, mas alvo de ataques no Brasil

Nos últimos 3 anos, as empresas (comércio, pequenas indústrias e serviços) impulsionaram o setor de energia solar. Apesar de representarem cerca de 20% do número de sistemas, este público é responsável por mais da metade da capacidade de “miniusinas” solares instaladas no país, afirma a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Não à toa, empresários viram na solução das micro usinas, muito mais que uma energia renovável, mas uma oportunidade de reduzir custos e ter autonomia; independência das redes controladas por empresas de distribuição de energia...

Fonte: Inova Social

Leia mais em:

http://inovasocial.com.br/inova/energia-solar-microrredes-brasil/

Piauí é o terceiro maior produtor de energia eólica do Brasil, aponta associação

De acordo com os dados divulgados pela Associação Brasileira de Energia Eólica (ABE Eólica), o Piauí o terceiro estado que mais produz energia eólica do Brasil. Entre o mês de janeiro e agosto de 2019, o Piauí entregou 676,5 MW médios de energia, perdendo apenas para a Bahia (1.815,9 MW) e o Rio Grande do Norte (1.331,0 MW).

Os números são boletim Info Mercado Mensal da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que indicaram o crescimento de 14,7% da geração de energia eólica em operação comercial no país...

Fonte: G1

Leia mais em:

https://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2019/11/26/piaui-e-o-terceiro-maior-produtor-de-energia-eolica-do-brasil-aponta-associacao.ghtml

Pará é o estado com mais pessoas vivendo sem energia elétrica na Amazônia Legal, aponta pesquisa

O Pará é o estado do Brasil com o maior número de pessoas vivendo às escuras. De acordo com pesquisa do Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA) divulgada nesta terça-feira (26), 990.103 brasileiros moradores da Amazônia Legal não têm energia elétrica em casa. No Pará, esta é a realidade de mais de 409 mil pessoas, apesar de o estado ter diversas hidrelétricas, entre elas, a de Tucuruí e de Belo Monte, considerada a maior hidrelétrica 100% nacional...

Fonte: G1

Leia mais em:

https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2019/11/26/para-e-o-estado-com-mais-pessoas-vivendo-sem-energia-eletrica-na-amazonia-legal-aponta-pesquisa.ghtml

CEO da Enel não vê base para governo de Goiás cassar concessão da Enel

O CEO global da Enel, Francesco Starace, não vê fundamento para qualquer revés na concessão da Enel Distribuição Goiás e mantem a disposição do grupo em continuar com a distribuidora. O governador Ronaldo Caiado (DEM) quer anular a privatização e encampar a distribuidora por eventual má prestação do serviço. Há um projeto sendo elaborado na Assembleia Estadual nessa direção....

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53119171/ceo-da-enel-nao-ve-base-para-governo-de-goias-cassar-concessao-da-enel

Alupar compra fatia e assume controle de transmissora baiana

A Alupar Investimento concluiu a aquisição de 1% da participação acionária da Empresa de Transmissão Baiana (ETB), adquirindo o controle da companhia ao ter 51% de participação no ativo, que passa a ser 100% consolidado pela Alupar. A informação foi publicada através de comunicado ao mercado nessa terça-feira, 26 de novembro.

O montante pago na transação foi de R$ 1,3 milhão, equivalente a 2.230 ações, e que correspondem a 1% do capital integralizado pela Apollo 12 Participações, corrigido pro rata die pela taxa de inflação medida pelo IPCA, acrescido de juros de 7,3% ao ano, computado desde a data de integralização até o efetivo pagamento, conforme Acordo de Acionista firmado em no ano passado entre as partes...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53119155/alupar-compra-fatia-e-assume-controle-de-transmissora-baiana