27/03/2020

Live webinar series – COVID-19: Utility Crisis Management

The utility industry has been tested in unprecedented ways by COVID-19.

Utilities in the power and energy sector have had to rapidly implement coping mechanisms and strategies to protect staff, customers and their bottom line. But that adaptation has not been without its challenges, financial, operational and social.

Join this live virtual discussion where we bring you the best insights from key utilities around the world who have dealt with or are dealing with the challenge of keeping services operational in an age of social distancing and isolation...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/energy-grid-management/live-webinar-series-covid-19-utility-crisis-management/

O "bom, o mau e o feio" dos sistemas solares fotovoltaicos

À medida que cresce a preocupação com a contribuição dos combustíveis fósseis ao aquecimento global, a energia solar é uma fonte de energia cada vez mais atraente devido às suas emissões zero e suprimento infinito. À medida que os construtores passam a incorporar sistemas de energia solar em seus projetos, muitas opções estão disponíveis para aproveitar a energia do sol em instalações comerciais e industriais. Enquanto o curso da AEC Daily sobre "O bom, o mau e o feio" (The Good, the Bad, & the Ugly) dos sistemas solares fotovoltaicos possa não ser um espaguete ocidental dos anos 60, ele o guiará pelo oeste selvagem dos processos e opções de instalação.

Os telhados norte-americanos oferecem bilhões de metros quadrados de área de superfície para instalar sistemas fotovoltaicos, eliminando a necessidade de adquirir mais imóveis para construir uma instalação de geração de energia. Como os principais varejistas descobriram, os sistemas solares na cobertura aproveitam o espaço não utilizado. A produção de energia renovável no local oferece benefícios como a redução de emissões de carbono e a poluição do ar local. Os sistemas de energia solar também podem auxiliar projetos que buscam certificação em programas de construção ecológica, como Green Globes® e LEED®...

Fonte: Arch Daily

Leia mais em:

https://www.archdaily.com.br/br/935974/o-bom-o-mau-e-o-feio-dos-sistemas-solares-fotovoltaicos

Copel revisa planos, mas mantém otimismo para 2020

A crise provocada pelo surto do novo coronavírus veio como um banho de água fria para a Copel, que entrou em 2020 com ritmo acelerado e expectativa de um ano “extraordinário”. As turbulências fizeram com que a elétrica mudasse o foco para o curtíssimo prazo e revisasse o cronograma de alguns dos planos para o ano. Apesar disso, a companhia mantém a visão positiva para 2020 e espera que seus resultados superem os alcançados em 2019, disse ao Valor o diretor-presidente da elétrica, Daniel Pimentel Slaviero.

Um dos pilares do plano estruturado para atravessar o momento mais crítico da crise é a preservação do caixa. A companhia está reavaliando contratos e deve realizar a maior parte do investimento anual, previsto em R$ 2,087 bilhões, no segundo semestre. O presidente destaca a importância de realizar os aportes na distribuidora, orçados em R$ 1,07 bilhão, ainda em 2020, o último ano para aumentar a base de remuneração regulatória) antes da próxima revisão tarifária...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=327804&sid=105

Distribuidoras têm pacote para pandemia

Distribuidoras de energia elétrica anunciaram a imediata implementação de medidas extraordinárias para enfrentar a pandemia do novo coronavírus, aprovadas no fim da tarde da terça-feira, 24 de março, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A Enel Brasil, que atua nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Goiás, destacou, dentre medidas anunciadas, a suspensão, pelos próximos 90 dias, do corte no fornecimento de energia elétrica aos consumidores residenciais, rurais e urbanos, e serviços essenciais. “A decisão não inclui grandes clientes, como indústrias e comércios”, destacou a empresa, em nota.

A companhia salientou, ainda, a permissão dada pela Aneel para a emissão da conta de energia pela média do consumo dos últimos 12 meses, numa ação voltada para a redução da circulação de pessoas “Nos casos em que o procedimento for adotado, não serão alteradas as datas de vencimento das contas”, esclareceu a Enel...

Fonte: Abinee - Paranoá Energia

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=327701&sid=105