26/07/2021

Em baixa, setor elétrico é boa aposta de longo prazo

A redução da oferta de energia pela crise hídrica tem impactado ações do setor elétrico. Na bolsa, papéis do setor figuram entre as maiores quedas do ano, com Alupar (ALUP11) Light (LIGT3), CPFL (CPFE3) e Cesp (CESP6) acumulando respectivas quedas de 36%, 25%, 20% e 16,5% no período.

Embora pressionadas, esse é um bom momento para investir em ações do setor, visando ganhos no longo prazo. Isso é o que diz Bruno Lima, analista-chefe de ações do BTG Pactual Digital.

“Quem pensa em um horizonte mais dilatado, existem bons ativos para se posicionar, principalmente porque a parte de geração hídrica sofreu muito e, historicamente, apresentam bons resultados”, afirmou na Abertura de Mercado desta segunda-feira, 26. Segundo Lima, há boas oportunidades também no setor de distribuição elétrica, menos afetado pelos impactos da crise hídrica...

Fonte: Invest Exame

Leia mais em:

https://invest.exame.com/me/abertura-de-mercado-em-baixa-setor-eletrico-e-boa-aposta-de-longo-prazo

Cepel e Isa Cteep firmam novos acordos na área tecnológica

O Cepel e a Isa Cteep acabam de firmar novos acordos para aplicação de tecnologia desenvolvida pelo Centro em diversas áreas de atuação da companhia.

De acordo com o Cepel, com as transformações que o setor elétrico passa e o papel cada vez mais exigente dos consumidores de energia, o momento é mesmo de investir na cooperação tecnológica para impulsionar a inovação e a eficiência. Para a Isa Cteep, a cooperação tecnológica e a articulação com importantes entidades, como o Cepel, são fundamentais para estratégia de negócio. E ressaltou que acreditam em alianças fortes e duradouras para alcançarem resultados de excelência.

Somente na área de automação, supervisão e controle, Cepel e Isa Cteep têm parceria estabelecida há mais de 15 anos. A empresa é usuária da plataforma SAGE em seus centros de controle principal e de retaguarda, além de em diversas subestações. Também utiliza o Sistema de Análise de Perturbações – SINAPE e o Concentrador de Dados Fasoriais SAGE-PDC. Recentemente, foi implantada a aplicação de Sequenciamento de Manobras do SAGE que é base dos processos de preparação de subestações (APRC) e de Apoio à Recomposição do Sistema (SIAPRE), além da possibilidade de aplicação em diversas manobras previstas nas instruções de operação...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53181448/cepel-e-isa-cteep-firmam-novos-acordos-na-area-tecnologica

A energia eólica no Nordeste registrou mais um recorde de geração média na última quinta-feira, 22 de julho, sendo capaz de atender toda demanda da região no dia. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) identificou a marca inédita de 11.399 MW médios, montante suficiente para atender a 102% da carga do Nordeste durante o dia inteiro pela primeira vez.

O recorde anterior do tipo, segundo o Operador, foi identificado em 21 de julho, quando foram gerados 11.094MW médios. De acordo com dados do ONS, a energia eólica hoje representa 10,7% da matriz elétrica brasileira e a expectativa é que chegue ao fim do ano atingindo 11,2%.

Elbia Gannoum, presidente da ABEEólica, declarou que estamos passando pelo período de “Safra dos Ventos’, época do ano de maior geração eólica e que vai até novembro. Ainda de acordo com a executiva, durante essa época é possível esperar novos recordes, no entanto, esse dia foi especial, pois foi capaz de atender toda uma região do País durante um dia completo, o que é um feito inédito.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53181483/geracao-eolica-bate-novo-recorde-e-atende-toda-demanda-no-nordeste

Expansão da geração e transmissão passa por leilões combinatórios

O futuro da expansão dos sistemas de geração e de transmissão no Brasil deverá passar por uma revisão da metodologia. No segmento de geração a já discutida contratação de reserva de capacidade e energia. Em transmissão, além dos tradicionais certames, um Leilão de Certificado de Preferência de Acesso à Rede Básica. São alguns dos pontos que constam dos relatórios que a RegE Consultoria entregou ao Ministério de Minas e Energia no âmbito da contratação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) a pedido do MME.

A ideia é a de realizar leilões combinatórios para expansão dos sistemas de geração e transmissão de energia elétrica. Esses estudos foram conduzidos ao longo do primeiro semestre e trataram da contratação, com abordagem via leilões combinatórios, de lastro e atributo, de instalações de geração e transmissão e de instalações de geração e gás natural.

Entre os pontos abordados pela consultoria está a de que vislumbra-se até oito produtos a serem contratados por leilão combinatório proposto. Esses seriam definidos a partir dos requisitos de energia e de reserva do SIN, bem como da declaração de necessidades das distribuidoras, consumidores livres, autoprodutores e comercializadores interessados em participar da licitação…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53181467/expansao-da-geracao-e-transmissao-passa-por-leiloes-combinatorios

Crise hídrica pode ser um catalisador para aprovação do PL 5829

“A crise hídrica reforça para o mercado consumidor que é possível gerar sua própria energia”. Esta é a análise de Leandro Martins, presidente da Ecori Energia Solar.

De acordo com ele, tal período de seca, considerado o pior dos últimos 91 anos e que desencadeia a recessão energética, pode ser um catalisador para a aprovação do PL 5829, que visa a criação do Marco Legal da GD (geração distribuída). “Este pode ser um bom momento para que as forças sejam intensificadas”.

“De toda forma, com a aprovação do projeto de lei, o setor solar espera sentir um aquecimento com uma busca maior por geradores fotovoltaicos. Entretanto, um possível aumento na procura atrelado à queda do dólar não significa que haverá a possibilidade de repassar um preço mais baixo para os distribuidores”, ressaltou o executivo...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/crise-hidrica-pode-ser-um-catalisador-para-aprovacao-do-pl-5829/