26/06/2020

Equatorial acerta parceria para criação de microrrede inteligente no Centro de Lançamento de Alcântara

Na última terça-feira, 23 de junho, foi assinado um convênio entre o Centro de Lançamento de Alcântara e a Equatorial Energia para viabilizar a construção e o desenvolvimento de uma microrrede de energia elétrica inteligente nas dependências internas do CLA, que irá permitir mais segurança, resiliência e qualidade para a energia usada nas atividades críticas do centro de lançamento aeroespacial, localizado na cidade de Alcântara, no Maranhão. Com o investimento da ordem de R$ 10 milhões, a implantação, pesquisa de melhorias tecnológicas e o desenvolvimento  dessa microrrede faz parte do programa de P&D da Equatorial e conta com a Universidade Federal do Maranhão como parceiro tecnológico de desenvolvimento.

O projeto implantará geração de energia local com fontes renováveis, sistema de armazenamento de energia e sistemas automáticos de controle, chaveamento e monitoramento da microrrede, com objetivo de garantir uma rede de energia que pode ser automaticamente isolada em caso de interrupções no fornecimento regular, garantindo a continuidade das atividades, principalmente em momentos de lançamento de foguetes. Isto irá garantir mais segurança e qualidade para as atividades críticas realizadas no CLA...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://canalenergia.com.br/noticias/53138556/equatorial-acerta-parceria-para-criacao-de-microrrede-inteligente-no-centro-de-lancamento-de-alcantara

Shell registra novos projetos de geração de energia solar

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) acaba de receber o registro de dez novos projetos de geração de energia fotovoltaica por parte da Shell.  As usinas serão instaladas no município de Várzea da Palma, em Minas Gerais. Desta maneira, a empresa consolida o estado de Minas Gerais como o centro estratégico da produção de energia fotovoltaica.  Cada projeto tem potência instalada variando de 46 MW até 49 MW, e as dez usinas somam 467 MW, registradas como produção independente.

Segundo Gabriela Oliveira, gerente de Novas Energias da empresa, a empresa, no Brasil, está focada no segmento de energia solar, até pelo fato de a eólica já ter sido bem desenvolvida. “O segmento de energia solar está mais iniciante em termos de entrada de novos players”, afirmou a executiva, acrescentando que, nos últimos dois anos, estavam focados mais fortemente em desenvolver o portfólio. “Agora, vamos começar a retomar as conversas com clientes, já com produtos para oferecer, uma vez que alguns de nossos projetos, principalmente o de Minas Gerais, estão em nível de desenvolvimento bem avançado.”...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/shell-registra-novos-projetos-de-geracao-de-energia-solar.html

Energia solar cresce na pandemia e gera 37 mil empregos

Entre janeiro e maio deste ano, a energia solar ganhou uma capacidade adicional de 1.236 MW, o suficiente para abastecer cerca de 4.800 residências. O resultado representa um crescimento de 27% na capacidade instalada, em relação ao consolidado do ano passado. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). 

A fonte fotovoltaica acumula 5,7 GW de potência operacional. Essa capacidade se divide entre os sistemas centralizados, que são as grandes usinas, e os pequenos projetos residenciais e comerciais, modalidade conhecida como geração distribuída. A geração centralizada é ligeiramente maior do que a distribuída, porém, no ano passado, o segmento residencial foi o que mais cresceu. 

Esse setor é um grande gerador de empregos. Desde 2012, foram criados 165 mil empregos na cadeia de geração solar. Nos primeiros cinco meses deste ano, mais de 37 mil trabalhadores foram empregados na indústria. Mesmo com a pandemia, a abertura de vagas continuou. Somente em maio, o setor adicionou 7,2 mil empregos, afirma a absolar...

Fonte: Plantão dos Lagos

Leia mais em:

https://plantaodoslagos.com.br/categoria/economia/energia-solar-cresce-na-pandemia-e-gera-37-mil-empregos/

Genpower Energy revoluciona a forma como a energia será entregue a milhões de pessoas no Brasil

Em 21 de Março, a CELSE recebeu seu certificado de operação comercial aprovado pela ANEEL. Isso permite as operações comerciais na Central Elétrica de 1,5 GW da UTE Porto de Sergipe. O primeiro projeto integrado de GNL com produção de energia no Brasil, tornando o projeto na usina termelétrica mais eficiente da América Latina. O projeto também inclui um terminal dedicado de importação e regaseificação de GNL usando o Golar Nanook, um navio tipo FSRU novo, com 170.000 m3 de armazenamento de GNL capaz de fornecer mais de 21 milhões de m3 por dia de gás natural.

O projeto desenvolvido pela "Genpower" revoluciona a maneira como a energia é entregue a milhões de pessoas no Brasil, permitindo que o país atenda à sua crescente exigência de capacidade de demanda por energia usando uma usina de grande porte alimentada por GNL, um combustível mais limpo e confiável. Essa importante conquista facilitará a transição do Brasil para fontes de geração de energia de baixo custo, menor emissões de carbono, além de promover o uso de GNL para equilibrar e diversificar seu suprimento de energia...

Fonte: Rádio Caçula

Leia mais em:

https://www.radiocacula.com.br/noticias/brasil-mundo/genpower-energy-revoluciona-a-forma-como-a-energia-sera-entregue-a-milhoes-de-pessoas-no-brasil

Governo pode criar por decreto estrutura de governança tecnológica para o setor energético

O Ministério de Minas e Energia (MME) deseja aprimorar a governança dos recursos de pesquisa, inovação e eficiência no setor energético criando uma estrutura de governança específica. Iniciados no final de 2019, os trabalhos foram desacelerados devido ao redirecionamento de esforços do MME para conter a crise do coronavírus. O debate surge em meio ao fantasma de um eventual contingenciamento de recursos dos fundos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e do Programa de Eficiência Energética (PEE), ambos da Aneel.

Segundo Agnes da Costa, chefe da Assessoria Especial em Assuntos Regulatórios da Secretaria-Executiva do MME, essa nova estrutura de governança que está sendo desenhada seria criada por decreto presidencial. O objetivo final é permitir ao MME ter uma visão geral das pesquisas em andamento e com base nessas informações promover políticas públicas que incentivem a inovação no setor energético brasileiro, incluindo mineração...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53138392/governo-pode-criar-por-decreto-estrutura-de-governanca-tecnologica-para-o-setor-energetico