23/03/2020

Aprovação de edital de leilões é adiada pela Aneel

Os editais dos leilões de energia existente e  de transmissão previstos para acontecer até o início do segundo semestre deste ano foram, novamente,  retirados de pauta  pela Agência Nacional de Energia Elétrica. Eles  estavam entre os processos da reunião desta terça-feira, 24 de março. O governo ainda não anunciou oficialmente o adiamento dos certames, que estariam mantidos por enquanto, segundo o Ministério de Minas e Energia.

Para o primeiro semestre, estão marcados os leilões de energia existente A-4 e A-5, que ocorreriam em 30 de abril, segundo o cronograma. O edital com as regras dos dois certames teria que ser aprovado com pelo menos 30 dias de antecedência, o que em tese coloca o dia 31 (próxima terça-feira) com data limite para aprovação do documento...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53130151/aprovacao-de-edital-de-leiloes-e-adiada-pela-aneel

Sistema para gestão de equipamentos será incorporada pela Eletrobras e Chesf

Voltado ao gerenciamento de equipamentos de transmissão, geração e distribuição, o Sistema de Análise e Diagnóstico de Equipamentos (DianE) tem sido utilizado pelas empresas Eletrobras na tomada de decisão quando incorporado à rotina da engenharia de manutenção. Atualmente, a ferramenta faz parte do cotidiano da Eletronorte, Eletronuclear, Eletrosul e Furnas, está em fase de testes na Amazonas GT e deve ser implantada em breve na Chesf e na Eletrobras, que participaram recentemente de um tutorial sobre o tema, nos últimos dias 10 e 11, na Unidade Fundão do Centro.

Desenvolvido pelo Cepel, o sistema apresenta acesso padronizado, arquitetura modular e evolutiva e consolidação de dados históricos. Além disso, como esclarece o pesquisador Christian Ducharme, gerente do projeto, pode interagir com outros sistemas, tanto do Centro como de outros fabricantes, como por exemplo, SAGE (Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia), SAP IU (Instância Única) da Eletrobras e CPC100 da OMICRON, aparelho bastante utilizado na área de manutenção de equipamentos...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53130029/sistema-para-gestao-de-equipamentos-sera-incorporada-pela-eletrobras-e-chesf

Grupo Proyfe prestará serviços de engenharia em maior parque de energia solar no Piauí

O parque energia solar São Gonçalo III, localizado próximo a cidade de São Gonçalo do Gurguéia, no Piauí, de propriedade da Enel Green Power, receberá serviços e obras de engenharia do Grupo Proyfe. O complexo terá capacidade de 215 MW e faz parte da terceira fase do projeto de construção do Parque Solar São Gonçalo, o maior parque de energia solar em construção na América do Sul. 

Quando estiver em plena operação, o complexo terá capacidade total de 860,64 MW e evitará a emissão de mais de 860 mil toneladas de CO2 na atmosfera por ano. Segundo a Proyfe, sua atuação será voltada a atividades de gerenciamento e supervisão das obras, compreendendo controle de qualidade da obra, gestão de medições, planejamento operacional, suporte ao proprietário, controle no atendimento à requisitos de segurança, saúde, meio ambiente e sustentabilidade no projeto de energia solar no Piauí.

Há 35 anos no mercado, o Grupo Proyfe presta serviços gerais de consultoria, engenharia e arquitetura. Com um foco multidisciplinar, as atividades abrangem todas as fases do ciclo de vida do projeto e da execução das obras...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/grupo-proyfe-prestara-servicos-de-engenharia-em-maior-parque-de-energia-solar-no-piaui.html

Foco na pandemia de Covid-19 posterga projetos de infraestrutura

O novo coronavírus foi um balde de água fria nos planos do governo de contar com o setor privado para ampliar a infraestrutura do Brasil este ano. Por mais que os cronogramas de concessões e leilões se mantenham, é pura falta de tempo de alterá-los. O Ministério da Infraestrutura (MInfra) está apagando incêndios, focado nas medidas emergenciais necessárias para lidar com a pandemia, que se alastra rapidamente pelo país. Não bastassem os problemas com a logística de transporte, o governo federal ainda precisa segurar o ímpeto de alguns governadores, que passam por cima de competências da União na tentativa de conter a contaminação em seus estados.

Para alinhar as ações no setor de transportes e garantir a livre circulação de cargas nas rodovias federais e estaduais, o MInfra fez a primeira reunião do Conselho Nacional de Secretários de Transportes (Consetrans), com a presença virtual de 22 representantes de estados e do Distrito Federal... 

Fonte: Correio Braziliense

Leia mais em:

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2020/03/23/internas_economia,835976/foco-na-pandemia-de-covid-19-posterga-projetos-de-infraestrutura.shtml