23/02/2022

Privatização da Eletrobras: sob clima tenso, acionistas aprovam venda da companhia

Após várias suspensões sob um clima tenso, os acionistas da Eletrobras aprovaram o processo de privatização da estatal em Assembleia Geral Extraordinária que aconteceu de forma virtual na tarde desta terça-feira.

A aprovação pelos acionistas era tido um passo essencial para permitir o processo de venda da estatal. Em Assembleia, assim, foi aprovado o aumento de capital da empresa que será feito através de uma oferta de ações.

Segundo uma fonte presente no encontro virtual, a assembleia foi "tensa" com muitos questionamentos em relação ao balanço financeiro da estatal.  Apesar de o balanço financeiro da estatal não ter na pauta, os acionistas minoritários questionaram os dados financeiros da companhia.

O encontro começou às 14h, foi suspenso a primeira vez duas horas depois e, em seguida, sofreu com algumas interrupções até ser aprovado por volta das 20h.

A pauta da Eletrobras contou com 12 itens. Todos os itens foram aprovados. União e BNDES não votaram...

Fonte: Abinee - O Globo

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=344847&sid=105

Match ambiental: Elera e Lumen firmam acordo de compra e venda de certificados de energia renovável

A Elera Renováveis, geradora do grupo canadense Brookfield Asset Management, concluiu a venda de 100 mil certificados de energia renovável (I-RECs) à Lumen Technologies, um dos maiores grupos globais de tecnologia empresarial, com atuação em mais de 60 países. A transação, na prática, legitima que a eletricidade consumida pelos complexos de data centers que a plataforma internacional opera no Brasil provem integralmente de fontes renováveis.

Ao optar por formalizar essa garantia, sinalizando cumprimento de compromissos ambientais assumidos em escala mundial, a Lumen Technologies tornou-se a primeira companhia do setor no Brasil a comprovar o uso de energia limpa em seus serviços de processamentos digitais prestados a clientes de vários segmentos do mercado local. A empresa possui instalações distribuídas em quatro parques, num total de 20 mil m² de área, localizados estrategicamente em São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Em termos mundiais, são, ao todo, mais de 350 complexos...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53203225/match-ambiental-elera-e-lumen-firmam-acordo-de-compra-e-venda-de-certificados-de-energia-renovavel

Novo diretor geral brasileiro assume Itaipu

O almirante Anatalício Risden Junior assumiu nesta terça-feira, 22 de fevereiro, o cargo de diretor geral brasileiro da Itaipu Binacional. Ele ocupava o cargo de diretor financeiro executivo da metade brasileira da central de geração. A cerimônia de posse foi realizada em Brasília, no Itamaraty, e contou com a presença da cúpula do setor elétrico como um todo.

Bacharel em Ciências Navais, com especialização em Intendência para Oficiais, o Almirante Risden tem pós-graduação em Administração Financeira pela Escola de Pós-graduação em Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Também tem mestrado em Ciências Navais e doutorado em Altos Estudos de Política e Estratégia – Marítimas.

De 2015 a 2019, atuou como consultor da Fundação Getúlio Vargas. Em 2018, compôs a equipe econômica de transição do governo Bolsonaro. O almirante Risden assumiu o cargo de diretor financeiro executivo da Itaipu Binacional em 26 de fevereiro de 2019...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53203315/novo-diretor-geral-brasileiro-assume-itaipu

Setor elétrico brasileiro alcança recordes históricos e conquistas em 2021

O ano de 2021 ficou marcado pelas conquistas e avanços obtidos pelo setor elétrico brasileiro, com ênfase para a geração e a transmissão de energia elétrica. Foi registrado recorde histórico na expansão de usinas do mercado livre de energia, com mais de 3 GW instalados e 75% das usinas implantadas foram eólicas e fotovoltaicas.

Somente no mês de janeiro de 2022, dados do Ministério de Minas e Energia (MME) confirmam que a geração de energia elétrica teve um acréscimo de 482 MW, energia suficiente para atender cerca de 1 milhão de habitantes. A expansão da geração de energia elétrica, em 2021, foi de 7.562 MW, além de 200 usinas que entraram em operação, acrescentando capacidade de geração de energia que pode atender até 17 milhões de domicílios.

A robustez do setor foi destacada pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que ressaltou as boas perspectivas para 2022, diante do maior acréscimo registrado nos últimos cinco anos em potência instalada e da previsão de entrada de mais de 7.760 MW no sistema elétrico brasileiro. Um cenário que deixa o governo otimista quanto à segurança do setor elétrico neste ano…

Fonte: Governo do Brasil

Leia mais em:

https://www.gov.br/pt-br/noticias/energia-minerais-e-combustiveis/2022/02/setor-eletrico-brasileiro-alcanca-recordes-historicos-e-conquistas-em-2021

Como o uso de drones auxilia na manutenção de redes de energia

A tecnologia e a inovação são aliadas do processo de inspeção de linhas de transmissão e distribuição de energia no Pará. Desde 2019, os drones são utilizados no estado pela Equatorial Energia Pará, principalmente em locais de difícil acesso. No total, cinco aparelhos estão disponíveis, um em cada unidade regional da companhia: Belém, Santarém, Castanhal, Altamira e Marabá.

O uso dos drones oferece inúmeras vantagens para o trabalho de manutenção. Por exemplo, os equipamentos captam imagens aéreas e essas informações ajudam a inspecionar eventuais anormalidades e danos nas linhas de transmissão. Além disso, os aparelhos auxiliam em situações emergenciais em que é preciso atuar para recompor o sistema e identificar falhas menores num curto espaço de tempo.

Hugo Almeida, Gerente de Obras e Manutenção da Equatorial Pará, destaca outros benefícios desse recurso. “O drone consegue identificar se há galhos, árvores, vegetação tocando na rede, bem como postes tortos. Sem esquecer a economia de recursos, pois mantém a equipe de campo em solo e fora de perigo”, afirma…

Fonte: O Liberal

Leia mais em:

https://www.oliberal.com/publi/como-o-uso-de-drones-auxilia-na-manutencao-de-redes-de-energia-1.498153

Acordos para construção de usinas de hidrogênio verde crescem no Ceará 

O Ceará vem sendo um dos estados brasileiros com maior procura de empresas para construção de usinas de hidrogênio verde.

Até o momento, ao menos 17 companhias já foram atrás da região nordestina buscando acordos para instalação dos projetos que, somados, poderão capitalizar mais de R$ 100 bilhões em 20 anos.

No início do mês, o governo cearense saiu na frente dos outros estados ao publicar a primeira resolução para licenciamento ambiental de usinas de hidrogênio verde do país.

Um grupo de trabalho, inclusive, foi montado para aprimorar a resolução, de modo a definir critérios e parâmetros para obtenção das autorizações pelos investidores.

Ao Canal Solar, Artur Bruno, Secretário de Meio Ambiente do Ceará, explica que o Estado busca, com o fomento dessa nova tecnologia, reduzir pela metade a emissão de gases do efeito estufa em 2030 e atingir a neutralidade de carbono até 2050...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/acordos-para-construcao-de-usinas-de-hidrogenio-verde-crescem-no-ceara/

Agência homologa resultado do leilão de transmissão 2/2021

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou nesta terça-feira (22/2) a homologação do resultado e adjudicação do leilão de linhas de transmissão nº 2/2021. No certame, realizado em 17 de dezembro do ano passado, foram arrematados os cinco lotes de empreendimentos que vão passar por cinco estados: Amapá, Bahia, Minas Gerais, Paraná e São Paulo.  Os investimentos são estimados em R$ 2,9 bilhões.

As concessões incluem a construção, a operação e a manutenção das instalações de transmissão de energia elétrica a serem integradas ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Somados, os empreendimentos totalizam 902 quilômetros (km) de linhas e 750 megavolts-ampere (MVA) em capacidade de transformação.

O leilão obteve um deságio médio de 50%, o que representou economia na ordem de R$ 5,1 bilhões para os consumidores finais (livres e cativos), ao longo dos 30 anos das concessões.

As empresas vencedoras do leilão foram Transmissora Aliança de Energia Elétrica S/A (Lote 1); Sterlite Brazil Participações S/A (Lote 2); Rialma Administração e Participações S/A (Lote 3); Neoenergia S/A (Lote 4); e Energisa Transmissão de Energia S/A (Lote 5).

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://www.aneel.gov.br/sala-de-imprensa-exibicao-2/-/asset_publisher/zXQREz8EVlZ6/content/agencia-homologa-resultado-do-leilao-de-transmissao-2-20-1/656877?inheritRedirect=false&redirect=https%3A%2F%2Fwww.aneel.gov.br%2Fsala-de-imprensa-exibicao-2%3Fp_p_id%3D101_INSTANCE_zXQREz8EVlZ6%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3Dcolumn-2%26p_p_col_pos%3D1%26p_p_col_count%3D3

Weg fecha acordo de R$ 2 bi com CGT Eletrosul

A fabricante Weg fechou dois contratos com a CGT Eletrosul para o fornecimento de 72 aerogeradores de 4,2 MW de potência, incluindo logística, montagem e comissionamento, além dos serviços de operação e manutenção ao longo da vida útil do Parque Eólico Coxilha Negra, a ser implementado em Sant’Ana do Livramento (RS).

Em comunicado ao mercado a multinacional catarinense afirma que o acordo prevê um faturamento aproximado R$ 2,1 bilhões entre os equipamentos e serviços para o complexo de 302,4 MW de capacidade instalada e entregas previstas para 2023, estendendo-se até 2024.

Por sua vez a Eletrosul informou que o investimento está previsto no seu Plano Diretor de Negócios e Gestão e que o projeto já possui a licença ambiental de instalação, emitida pelo Ibama, constando duas subestações coletoras além das linhas.

As obras devem começar até o final do primeiro semestre de 2022, com previsão da criação de 310 empregos diretos e cerca de 150 indiretos. Já o início da operação está previsto para ocorrer até o final do ano de 2024, com a energia gerada sendo destinada a comercializada no mercado livre...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53203155/weg-fecha-acordo-de-r-2-bi-com-cgt-eletrosul

EDP antecipa lote 21 de transmissão em seis meses

A EDP anunciou a energização de duas novas linhas de transmissão em Santa Catarina com seis meses de antecipação frente ao cronograma da Agência Nacional de Energia Elétrica. Com a conclusão desta etapa, a integração do empreendimento ao Sistema Interligado Nacional proporcionará uma Receita Anual Permitida de R$ 208 milhões, resultando em uma receita antecipada total de R$ 143,1 milhões.

O projeto consistiu na entrega de uma linha em 525kV e 250 km de extensão e outra de 230kV e 6 km de extensão, conectando uma subestação já existente à nova SE Siderópolis 2, previamente inaugurada pela companhia e proporcionando maior capacidade de suprimento e confiabilidade na região.

Em junho a EDP já havia concluído, com 14 meses de antecipação, o primeiro trecho do empreendimento, que intercepta as cidades de Biguaçu, Siderópolis e Forquilhinha. O bloco é constituído pela SE Siderópolis 2, com capacidade de transformação de 672 MVA, além de um conjunto de linhas de transmissão que totalizam 180 km…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53203159/edp-antecipa-lote-21-de-transmissao-em-seis-meses