22/10/2021

Novo socorro a distribuidoras deve sair até início de 2022

O novo socorro financeiro para as distribuidoras de energia elétrica, por meio de operação de crédito, deve ser fechado “até o início do próximo ano”, informou a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), após reunião com integrantes do governo.

Em nota, a entidade informou que o Ministério de Minas e Energia (MME) “já deverá iniciar, na próxima semana”, as discussões com as instituições financeiras interessadas em participar das negociações, como ocorreu em financiamento acertado em 2020 (a Conta-Covid, no valor de R$ 14,8 bilhões).

“Os valores desta operação ainda não foram fixados, e devem ser estabelecidos nos próximos dias. A medida deverá permitir que os consumidores possam pagar pela energia mais elevada em um período mais longo e, portanto, com menos impacto nos seus orçamentos”, destacou a associação, que reúne as maiores concessionárias de distribuição do Brasil...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=342588&sid=105

AES Brasil firma parceria para projeto de P&D de análise de risco climático e hidrológico

A AES Brasil acaba de firmar uma parceria com a WayCarbon, consultoria de soluções para economia de baixo carbono, e com a Enacom, desenvolvedora de softwares, para o desenvolvimento de um projeto de P&D Aneel para análise de risco climático e hidrológico. A iniciativa visa fortalecer a tomada de decisões da AES Brasil diante dos cenários de risco.

De acordo com a empresa, a execução do projeto busca auxiliar na análise e planejamento da geração de energia nas plantas eólicas, solares e hidrelétricas da Companhia. Além disso, contribuirá com a mensuração do potencial impacto financeiro das mudanças climáticas em cada um dos ativos que compõem o portfólio da empresa. As análises serão desenvolvidas pela MOVE® , plataforma da WayCarbon que avalia a vulnerabilidade e os riscos associados às ocorrências climáticas a partir de dados estatísticos e análises geoespaciais.

Paralelamente, para determinar como mudanças na vazão hídrica, no regime de ventos e na incidência de irradiação solar podem afetar o portfólio da empresa, a Enacom vai elaborar, a partir das plantas da AES Brasil, os chamados ‘gêmeos digitais’ (digital twins – em inglês), softwares que simulam a operação dos ativos reais, com todas as variáveis de risco, visando a otimização da produtividade em cada cenário climático desenvolvido.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53191130/aes-brasil-firma-parceria-para-projeto-de-pd-de-analise-de-risco-climatico-e-hidrologico

Crise hídrica eleva geração de energia da Petrobras em 400%

A geração de energia elétrica da Petrobras foi de 4.162 MW médios no terceiro trimestre, um aumento de 26,2% em relação ao trimestre anterior em virtude da piora das condições hidrológicas. Já na comparação com o mesmo período do ano passado esse índice foi de 403,3% quando em 2020 a geração ficou em 827 MW médios. No acumulado do ano a companhia registrou um volume de 3.446 MW médios contra 1.192 MW médios na soma dos nove meses de 2020.

O volume de venda de gás natural no trimestre atingiu 89 milhões m³/dia, um aumento de 7 milhões de m³/dia em relação ao trimestre anterior, essa elevação, continua a Petrobras, deve-se ao maior despacho termelétrico. Na comparação com o mesmo período de 2020 o aumento é de 43,5% e no acumulado de 2021 ficou em 32,8%.

Em relação ao volume de GNL regaseificado foi registrada uma média de 30 milhões de m³/dia, aumento de 66,7% em relação ao trimestre anterior e contribuindo para uma oferta de gás natural de 89 milhões de m³/dia. Esse maior volume de GNL entregue ao mercado foi viabilizado com a ampliação da capacidade de regaseificação do terminal da Baía de Guanabara (RJ), que passou de 20 milhões de m³/dia para até 30 milhões de m³/dia, compensando a menor disponibilidade de gás nacional durante a parada do campo de Mexilhão, em setembro...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53191152/crise-hidrica-eleva-geracao-de-energia-da-petrobras-em-400

Ministro diz não ser possível antecipar fim da bandeira de escassez hídrica

O ministro do Ministério de Minas e Energia (MME), Bento Albuquerque, afirmou nesta quarta-feira (20/10) que não será possível antecipar o fim da bandeira tarifária de escassez hídrica, para novembro, como o presidente Jair Bolsonaro havia declarado na semana passada. A afirmação foi feita durante participação no café da manhã planejado pela Frente Parlamentar Mista Pelo Brasil Competitivo em Brasília.

Segundo Bento Albuquerque, quando a geração de energia ficar mais barata, a bandeira tarifária será reduzida e não será mais necessária. “Não é possível antecipar o fim, porque nós temos que fazer o monitoramento do acompanhamento do setor, a bandeira tarifária representa o custo da geração de energia”, declarou.

O ministro pontuou que a energia do país ainda precisa ter custo elevado, “para que possamos passar por esse período sem racionamento e sem apagão”. “Então, quando as condições melhorarem, o que temos feito diariamente, as condições de tarifa evidentemente serão reduzidas se as condições assim permitirem”, prometeu…

Fonte: Abinee - Correio Braziliense

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=342558&sid=105

Drone com visão infravermelha foi uma das atrações na Intersolar 

Os drones estão revolucionando os negócios em todo o mundo e no campo da energia solar algumas companhias vêm apostando na tecnologia com o intuito de oferecer mais segurança aos consumidores.

Na Intersolar deste ano, uma das grandes novidades da Go Solar foi, justamente, uma aeronave projetada para identificar falhas nos painéis por meio de inspeção visual.

O drone da DJI e distribuído pela empresa – denominado de Mavic 2 Enterprise Advanced – foi lançado a pouco mais de dois meses no mercado e custa em torno de R$ 45 mil (kit completo).

O equipamento conta um controle de movimento, que não necessita de conexão com o celular, e sobrevoa grandes usinas para detectar sobrecargas e outros problemas que, muitas vezes, podem passar batido. 

“É um drone que está no mercado há poucos meses e tem uma eficiência operacional muito alta, porque a câmera consegue fazer zoom na área térmica com uma resolução acima de 540p. Quando uma placa solar apresenta algum defeito, ela apresenta uma luminosidade aparente mostrando que naquele ponto há uma falha”, disse Henrique de Freitas, engenheiro responsável pela tecnologia...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/drone-com-visao-infravermelha-foi-uma-das-atracoes-da-intersolar/

Intersolar Brasil bate recorde de público e supera edição da Europa

A Intersolar South America, maior feira do setor solar da América Latina, bateu o recorde de público na edição de 2021.

A feira foi realizada no Expo Center Norte em São Paulo (SP), nos dias 18, 19 e 20 de outubro. O evento não ocorria desde 2019 por conta da pandemia da Covid-19.

Segundo os organizadores, o evento reuniu aproximadamente 28 mil visitantes em três dias de exposição, superando as expectativas de 25 mil pessoas, recorde da última edição da feira. De quebra, superou também o público da Intersolar Europe Restart 2021, realizada há duas semanas, que registrou a participação de 26 mil visitantes.

“A edição deste ano foi, na mesma medida, gratificante e desafiadora. O grande desafio foi o prazo curto para a realização, seguindo estritamente todos os protocolos de segurança necessários neste momento. Estamos extremamente satisfeitos com os resultados alcançados, que superaram nossas expectativas”, disse Mônica Carpenter, gerente geral da Aranda Eventos – empresa organizadora da feira no Brasil – em entrevista exclusiva ao Canal Solar...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/intersolar-brasil-bate-recorde-de-publico-e-supera-a-edicao-europa/

New smart meter-enabled tech to help UK consumers address soaring energy prices

The platform, Samsung SmartThings Energy, developed in partnership with Chameleon Technology, is free of charge to help consumers optimise their home energy management remotely via a smartphone.

The solution is interoperable with any utility smart meter and service in the UK, according to a statement, and enables consumers to monitor the energy usage of their home appliances remotely and set budgets.

Chameleon Technology’s system enables smart meter data to be securely integrated with Samsung SmartThings Energy to enable consumers to make decisions regarding energy usage in real-time.

Teg Dosanjh, Director of Connected Services and Technology, Samsung UK and Ireland said: “In a time when people are feeling a lack of control over their energy usage, with very limited options to mitigate increasing costs, we’re pleased to be able to drive change in the energy space by launching SmartThings Energy.”...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/energy-grid-management/new-smart-meter-enabled-tech-to-help-uk-consumers-address-soaring-energy-pricessamsung-unveils-ami-enabled-energy-management-platform-in-the-uk/

Eletrobras e BNDES irão atuar juntos por energia renovável na Amazônia

A Eletrobras e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) fizeram um acordo para trabalhar em parceria na pesquisa de soluções que permitam a geração de energia renovável na Amazônia.

A ideia das empresas é um plano de substituição da atual geração a diesel por energia renovável. Para isso, elas irão desenvolver estudos diagnósticos sobre aspectos tecnológicos, econômicos, regulatórios e legais a serem considerados no plano que será aplicado nos sistemas isolados da Amazônia, localizações remotas que não estão ligadas ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Cerca de 3 milhões de pessoas vivem nessas localizações, nas quais 90% da capacidade energética instalada tem como base térmicas a diesel, que é uma fonte fóssil de alto fator poluente.

A iniciativa faz parte da chamada global da Organização das Nações Unidas (ONU). Essa chamada foi criada com o intuito de apresentar os Pactos de Energia, formalizados nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro no evento Diálogo de Alto Nível sobre Energia da ONU...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/eletrobras-e-bndes-irao-atuar-juntos-por-energia-renovavel-na-amazonia.html

Brasil receberá R$ 3 bilhões em investimentos da Shell até 2025

A Shell Energy Brasil, segmento da Shell que se dedica a soluções de energias e fontes renováveis, irá investir R$ 3 bilhões no país até 2025.

Guilherme Perdigão, diretor de novas energias da Shell Energy e Shell Brasil, aponta que o foco principal será desenvolver projetos solares. O plano é, até dezembro de 2021, ampliar o portfólio de empreendimentos solares dos 2,7 GW, que operam atualmente, para 4,7 GW.

“Na solar temos os projetos mais avançados, que estamos desenvolvendo desde o zero nos últimos quatro anos”, afirma Perdigão.

O parque fotovoltaico Aquarii, que foi desenvolvido com a metalúrgica Gerdau por uma joint venture, está incluso nesse escopo. O projeto, anunciado em julho, deve começar a fornecer energia a partir de 2024 para alimentar a produção de aço da empresa e comercialização no mercado livre.

A Shell Energy possui mais cinco projetos de energia solar no Brasil além desse no momento. Gabriela Oliveira, gerente de desenvolvimento de projetos de geração de energias renováveis, afirma que a Região Sudeste é onde há maior demanda de energia e os empreendimentos se concentram...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/brasil-recebera-r-3-bilhoes-em-investimentos-da-shell-ate-2025.html

Neoenergia Brasília inaugura novo Centro de Operações

A Neoenergia Brasília inaugurou um novo Centro de Operações Integradas (COI), que em sua infraestrutura conta com equipamentos e tecnologia de ponta. A central vai monitorar em tempo real o que se passa em toda a rede, podendo se antecipar a eventuais gargalos e até mesmo operar o sistema à distância com alto nível de confiabilidade, minimizando os impactos de interrupções de energia para a população.

O Centro de Operações está funcionando nas novas instalações da empresa, no ParkShopping Corporate, e tem capacidade três vezes maior que a anterior e funciona ininterruptamente 24 horas por dia, sete dias por semana. Possui ainda 24 posições de monitoramento do sistema elétrico e dois telões principais que apresentam em tempo real a radiografia da rede de energia. Cada uma das estações de trabalho conta com seis monitores acompanhando diferentes indicadores e variáveis.

Segundo a concessionária, entre as inovações de infraestrutura está a exibição em vídeo wall de um sistema de previsão meteorológica que ajuda as equipes a mapearem os pontos críticos de chuva, antecipando a tomada de decisão e permitindo uma atuação mais ágil nas situações emergenciais...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53190960/neoenergia-brasilia-inaugura-novo-centro-de-operacoes