top of page

22/01/2024

Equatorial Energia anuncia novo presidente da Distribuidora em Alagoas

Em comunicado ao mercado divulgado na última semana, o Grupo Equatorial Energia anunciou o novo presidente da Equatorial Alagoas, que passará a ser liderada pelo engenheiro eletricista Fernando Pompeu, em substituição de Humberto Soares que assumirá novos desafios no grupo. Com mais de 25 anos de carreira no setor elétrico, o novo gestor atuava como Superintendente de Operação no estado do Pará desde o ano de 2021 e passará a ocupar a nova posição na Distribuidora, que atualmente atende cerca de 1,3 milhão de consumidores nos 102 municípios alagoanos.
No setor de distribuição de energia elétrica, Fernando Pompeu teve a oportunidade de atuar em diversas áreas: Engenharia, Comercial, Relações Institucionais e Auditoria. Com pós-graduações em MBA de Gestão Empresarial pela FGV e MBA em Formação de Executivos pela FDC, o novo gestor também tem destaque na liderança à frente de grandes times técnicos, de especialistas e Gestores das áreas de Operação, Manutenção, Expansão entre diversas outras áreas...

Fonte:Cada Minuto

Leia mais em:

https://www.cadaminuto.com.br/noticia/2024/01/22/equatorial-energia-anuncia-novo-presidente-da-distribuidora-em-alagoas

Secretaria do Consumidor recomendará cassação de concessão de empresas de energia que interromperem serviço

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) vai recomendar à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a cassação de concessão de empresas de distribuição de energia que interrompem a prestação do serviço por longos períodos. Além disso, o secretário nacional do consumidor, Wadih Damous, afirmou em vídeo divulgado pelo ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência, Paulo Pimenta, que essas empresas serão multadas.
— Já ultrapassou qualquer limite do aceitável. Tenho agenda com a Aneel, que deve cuidar desses serviços, e vamos recomendar a cassação da concessão dessas empresas que não têm condições de prestar serviço público porque só visam lucro. Vamos pra cima dessas empresas — disse Damous no vídeo em que aparece ao lado de Pimenta, lembrando que já existem vários processos administrativos abertos.
Ele lembrou o caso da cidade de Maricá, no Rio de Janeiro, onde a sensação térmica chegou a 60 graus e moradores tiveram que dormir na praia, porque fi
caram sem energia elétrica para ligar ventiladores e aparelhos de ar condicionado. Chuvas fortes atingiram o município...

Fonte: Abinee - O Globo

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=358208&sid=105

Startup facilitou mais de R$ 2,5 bilhões em financiamentos de projetos fotovoltaicos

A 77Sol originou mais de R$ 2,5 bilhões através de seu serviço de crédito em 2023 em parceria com relevantes players do mercado financeiro como Bradesco (Losango), Santander, Banco do Brasil, Caixa e BTG. E a expectativa é que a rentabilização por meio de crédito da empresa seja ainda mais expressiva em 2024. Segundo o CEO e fundador da startup, Luca Milani, o aprimoramento do produto é um dos focos da companhia neste ano, com diversos investimentos e melhorias já programadas para acontecer em suas funcionalidades.
O executivo ainda declarou que para 2024 estão prevendo um aumento de 30% no montante total financiado. Por isso, o objetivo é intensificar o desenvolvimento da plataforma e fortalecer o relacionamento com parceiros estratégicos. “O resultado que tivemos em 2023 é apenas o começo e estamos preparados para expandir formatos que apoiam a transição energética para fontes mais sustentáveis e democráticas”, disse.
Hoje, mais de 60% de todas as vendas da energytech são financiadas. Na prática, o serviço acontece a partir da integração da plataforma da companhia com as APIs dos bancos. Isso permite que os integradores solares ofereçam opções de recursos financeiros de forma eficiente e unificada aos consumidores finais, agregando às jornadas de compra dos equipamentos.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53268936/startup-facilitou-mais-de-r-25-bilhoes-em-financiamentos-de-projetos-fotovoltaicos

50 anos de duração: empresa chinesa anuncia a criação da primeira bateria com energia nuclear

Uma empresa chinesa afirma ter encontrado a solução para as baterias de dispositivos móveis que, apesar de todo avanço tecnológico, ainda dão dor de cabeça para muita gente quando acabam nos momentos mais inconvenientes. A Betavolt Technology anunciou que desenvolveu com sucesso uma bateria para o mercado consumidor que funciona com energia atômica. Nesse caso, a energia para alimentar os equipamentos vem do decaimento natural de um isótopo radioativo.
Segundo a empresa, a ”bateria atômica” será menor que uma moeda, abastecida pelo isótopo radioativo Níquel 63 para gerar 100 microwatts e uma voltagem de 3V de eletricidade através decaimento radioativo. A bateria está atualmente em fase de teste piloto e a Betavolt planeja produzi-la em massa para dispositivos comerciais como celulares, computadores e drones.
A promessa é que ela tenha uma vida útil de 50 anos, podendo também quebrar paradigmas na indústria aeroespacial, médica e de sensores inteligentes. Segundo especialistas, essa tecnologia poderia mudar a maneira como interagimos com os aparelhos eletrônicos, já que poderia eliminar completamente a necessidade de carregadores ou baterias portáteis...

Fonte: O Globo

Leia mais em:

https://oglobo.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2024/01/20/50-anos-de-duracao-empresa-chinesa-anuncia-a-criacao-da-primeira-bateria-com-energia-nuclear.ghtml

São Paulo inaugura usina solar flutuante na represa Billings

O governo do estado de São Paulo finalizou a primeira etapa de implantação de uma usina de energia solar flutuante na represa Billings, localizada na capital. Com 10,5 mil placas sobre a lâmina d’água e investimento inicial de R$ 30 milhões, a Usina Fotovoltaica Flutuante (UFF Araucária) tem capacidade para produzir até 10 GWh por ano, o equivalente ao consumo de 4 mil residências.
O projeto foi implementado sob coordenação da Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística. A conclusão está prevista para o final de 2025, com a entrega de outros 75 MW de energia renovável e investimento de R$ 450 milhões.
A usina possui 7 MW pico de potência instalada, com 5 MW de potência de conexão e painéis fotovoltaicos instalados sobre flutuadores de polietileno de alta densidade. A geração de energia será iniciada imediatamente após emissão da licença de operação pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).
Conforme o governo estadual, a planta será a maior do país a operar comercialmente na modalidade geração distribuída. A produção da planta será abatida do consumo de energia elétrica dos clientes da usina, por meio de compensação nas contas de luz…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/noticias/mercado/projetos/sao-paulo-inaugura-usina-solar-flutuante-na-represa-billings

Aneel lança guia para avaliar maturidade tecnológica do setor

A Agência Nacional de Energia Elétrica lançou na última terça-feira, 16 de janeiro, o Guia de Avaliação da Maturidade Tecnológica da Aneel. Este guia serve como uma bússola para as empresas de energia elétrica, orientando-as no desenvolvimento e implementação de tecnologias inovadoras. Para mais detalhes sobre o Guia, acesse o link.
O documento utiliza a escala de Maturidade Tecnológica, conhecida como Technology Readiness Level, que é uma métrica padrão adotada internacionalmente para avaliar o grau de desenvolvimento de uma tecnologia. A escala TRL varia de 1, onde os princípios básicos são observados e relatados, até 9, que indica tecnologia em operação conforme o esperado em um ambiente real. A adoção do guia, segundo a Aneel, é um passo estratégico para impulsionar o setor de energia elétrica rumo à inovação e sustentabilidade.
O guia é parte do Plano Estratégico Quinquenal de Inovação para o período de 2024 a 2028, que tem como um dos seus objetivos estratégicos incentivar o aumento do nível de maturidade tecnológica de soluções desenvolvidas no âmbito do Programa de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação regulado pela Aneel.
A expectativa é que, com a implementação do guia, haja um aumento significativo na rede de inovação com parceiros industriais, promovendo um ambiente de desenvolvimento tecnológico mais robusto e colaborativo.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53268932/aneel-lanca-guia-para-avaliar-maturidade-tecnologica-do-setor

bottom of page