21/12/2020

EDF, Capgemini to develop smart meter, smart grid services

The two companies intend to combine their expertise and resources to build common offerings to support the smart metering projects and smart grid initiatives that are emerging around the world.

The EDF Group, through its subsidiary, the EDF Group international subsidiary dedicated to transmission and distribution, has extensive experience in large-scale smart metering solutions, particularly in France.

Capgemini has long been at the forefront of smart metering and led more than 75 projects with roles ranging from consulting, deployment, systems integration to metering infrastructure operations.

“The complementary nature of the expertise of two French industry leaders, their resources and their geographical locations, gives us the opportunity to build a unique offering on the market and to contribute to the energy transition,” explains Marie-Line Bassette, CEO of EDF International Networks of the initiative.

The penetration of smart metering was about 50% in Europe and 65% in North America in 2019, according to data attributed to Berg Insight. This rate is expected to exceed 70% in both regions by 2024. At the same time, projects are multiplying in Asia and for example India is aiming to deploy more than 250 million smart meters in the coming years.

EDF International Networks has installed nearly 100,000 prepayment smart meters with the aim of reaching, as a first step, 5 million meters...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-meters/edf-capgemini-to-develop-smart-meter-smart-grid-services/

Energy China assina acordos para construir parque eólico e usina solar no Brasil

A Energy China, também conhecida pela sigla CEEC, anunciou nesta segunda-feira a assinatura de dois contratos para a construção de projetos de energia renovável no Brasil.

Um dos acordos envolve a implementação de um parque eólico com capacidade de 231 megawatts no Rio Grande do Norte, além de equipamentos associados, como subestação e linha de transmissão, de acordo com comunicado divulgado pela companhia junto à reguladora da bolsa de Hong Kong.

O segundo contrato envolve a construção de uma central de geração solar fotovoltaica com capacidade instalada de 638 megawatts, também no Rio Grande do Norte, além de subestação e instalações de transmissão.

A companhia disse que ambos os contratos foram assinados por sua subsidiária Gezhouba Group International Engineering Co (CGGC), na modalidade EPC, que compreende engenharia, gestão de compras e construção.

A Energy China não informou quem contratou os serviços de construção das usinas no Brasil e nem forneceu detalhes adicionais sobre os projetos...

Fonte: Exame

Leia mais em:

https://exame.com/invest/esg/energy-china-assina-acordos-para-construir-parque-eolico-e-usina-solar-no-brasil/

Celesc apresenta projeto que eficientiza metodologia de índices de qualidade

A Celesc (SC) apresentou em workshop virtual na última quinta-feira, 17 de dezembro, os resultados de um projeto idealizado e desenvolvido pela companhia para obtenção de metodologia mais eficiente na definição dos conjuntos elétricos utilizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica. A ideia é obter metas mais verossímeis dos indicadores DEC e FEC, analisados para a manutenção da concessão da companhia. O estudo será levado à Aneel na próxima Consulta Pública referente ao tema, prevista para 2021, de modo a contribuir com o debate sobre a eficiência do setor de distribuição de energia elétrica do Brasil.

O projeto foi desenvolvido no campo de Pesquisa e Desenvolvimento pelas equipes das áreas de Regulação e Técnica da empresa. De acordo com o diretor de Regulação e Gestão de Energia da Celesc, Fábio Valentim da Silva, o principal objetivo do estudo é contribuir com as evoluções regulatórias no setor, baseados em estudos científicos estatísticos, necessários para a solidez do sistema elétrico. Ainda de acordo com o diretor da Celesc, a nova metodologia permite comparações regionais mais fidedignas e, com isso, melhor direcionamento dos investimentos.

Dentro do projeto foi apresentado, ainda, um software como produto final, desenvolvido em parceria com a Daimon Engenharia e Sistemas, vencedora do processo seletivo de P&D lançado pela companhia. A tecnologia será entregue à Celesc-D e disponibilizada à Aneel, para viabilizar a definição de metas a todos os conjuntos de distribuidoras que tiverem suas bases de dados validadas pela agência reguladora.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53158636/celesc-apresenta-projeto-que-eficientiza-metodologia-de-indices-de-qualidade

O destaque em termos de volume de lotes ficou com o Grupo MEZ, que tem origem na construtora Eztec e possui outros quatro projetos no segmento. Por outro lado, os maiores empreendimentos em termos de investimento foram arrematados por empresas tradicionais do segmento de transmissão.

O maior deles é o lote 2, localizado em três estados, Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo, que soma linhas de transmissão com mais de 1 mil quilômetros de extensão e aporte na casa de R$ 2 bilhões. O empreendimento ficou com a Neoenergia. A empresa destacou que o ativo arrematado apresenta sinergias durante o período de construção com outros projetos na Bahia e Espírito Santo. Até porque já possui outros empreendimentos na região.

A companhia lembrou que 90% do Capex se encontra nos estados, sendo 70% na Bahia, “o que contribuiu no estudo detalhado elaborado pela empresa previamente ao leilão”. A Neoenergia é a controladora da Coelba, a concessionária de distribuição local. Além disso, acrescentou, o lote também apresentará sinergias durante a operação, aproveitando a infraestrutura existente nessa região de mais de 479 kms de LTs em 230 kV…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53158671/leilao-sinergia-e-disciplina-de-capital-direcionaram-lances

Tecnologias de 2021: IA e machine learning estarão no centro do mundo

Inteligência artificial (IA), machine learning, 5G e internet das coisas (IoT) serão as principais tecnologias de 2021. É o que aponta pesquisa global do IEEE – Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos, realizada com 350 executivos do Brasil, China, Estados Unidos, Índia e Reino Unido.

Quase um terço (32%) dos Chief Information Officers (CIOs) e Chief Technology Officers (CTOs) que responderam a pesquisa apontaram a IA e o machine learning como as principais tendências de 2021, seguidos pelo 5G (20%) e IoT (14%).

Já no recorte contabilizando apenas as respostas brasileiras, a internet das coisas e o blockchain (66%) deverão ser as principais tecnologias no ano que vem.

Ainda segundo os resultados do estudo no Brasil:

86% trabalhariam lado a lado com um robô, sendo 38% a favor de robôs para a exploração científica e 16% dos para o uso de robôs em cuidados hospitalares;

40% afirmam que a adoção a tecnologia 5G acelerou devido à pandemia e, para 26%, será uma das principais tecnologias em 2021

36% dizem que os serviços de entretenimento serão os mais impactados pela tecnologia em 2021;

34% acreditam que os serviços financeiros serão mais impactados pela tecnologia em 2021;

24% afirmam que a educação será mais impactada pela tecnologia em 2021;

20% acreditam que a videoconferência foi a tecnologia mais importante em 2020…

Fonte: Olhar Digital

Leia mais em:

https://olhardigital.com.br/2020/12/15/noticias/ia-e-machine-learning-serao-as-principais-tecnologias-em-2021/

Maior fabricante de lentes de contato do Japão vai produzir lentes inteligentes AR

A Menicon, maior fabricante de lentes de contato do Japão, está se preparando para levar a inteligência artificial, literalmente, para dentro dos nossos olhos. A empresa fechou uma parceria com a Mojo Vision recentemente para criar lentes com "suporte" a Realidade Aumentada (AR).

As duas empresas, agora,  planejam realizar estudos de viabilidade para avaliar os processos de produção e manufatura dessas lentes inteligentes. Se a ideia realmente sair do papel, essas devem ser as primeiras lentes de contato com realidade aumentada do mundo.

"Enquanto continuamos progredindo no desenvolvimento de nossa tecnologia de lentes de contato inteligentes, nossa colaboração com a Menicon nos fornecerá percepções valiosas que podem acelerar nosso progresso. A equipe de profissionais experientes da Menicon trará uma significativa experiência em pesquisa e desenvolvimento de lentes de contato para a Mojo. Esperamos ter um relacionamento de trabalho longo e produtivo."

A Mojo Vision já disse que desenvolveu uma série de tecnologias para esse produto. Um exemplo é o chamado de "menor e mais denso display MicroLED", que possui 14 mil pixels por polegada. Essa tela seria alocada no centro das lentes, posicionando-a diretamente na frente da retina. De acordo com a empresa, seria tão perto que a pessoa não conseguiria perceber a sua presença…

Fonte: Mundo Conectado

Leia mais em:

https://mundoconectado.com.br/noticias/v/16596/maior-fabricante-de-lentes-de-contato-do-japao-vai-produzir-lentes-inteligentes-ar