20/10/2021

Cepel, Light e FITec buscam produção em escala de soluções ao combate de perdas comerciais

Para combater as perdas comerciais, que afetam distribuidoras do mundo inteiro, o Cepel, a Light e a FITec desenvolveram, em P&D Aneel da Light, uma versão pré-industrial de dois equipamentos promissores: o Transformador de Corrente Auto-Monitorado (TCAM) e o Fiscalizador de Corrente Auto-Monitorado (FCAM). Os resultados do projeto, que segue para as fases de lote pioneiro e inserção no mercado, foram apresentados em webinar realizado pelo Cepel no último dia 14 de outubro.

O Transformador de Corrente Auto-monitorado (TCAM) e o Fiscalizador de Corrente Auto-Monitorado (FCAM) são dispositivos inteligentes, com eletrônica embarcada, de simples instalação e capazes de se comunicar com unidade externa via sinais de rádio. Por não utilizarem baterias, sua operação é contínua, sem necessidade de intervenções periódicas. O TCAM ainda permite verificar, de forma rápida, se a redução de consumo foi real ou resultado de falha ou artifício para reduzir o faturamento...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53190843/cepel-light-e-fitec-buscam-producao-em-escala-de-solucoes-ao-combate-de-perdas-comerciais

Portuguesa Galp fecha compra de dois projetos de energia solar no Nordeste

A portuguesa Galp informou nesta quarta-feira (20) ter feito um acordo para aquisição e desenvolvimento de projetos de energia solar no Brasil com capacidade total de 594 megawatt-pico (MWp). Segundo a companhia, o acordo objetiva cumprir as ambições de expansão nas energias renováveis e dar um salto importante na transformação do seu perfil de negócio e na redução da sua pegada de carbono.

A operação envolve a aquisição de dois projetos solares em desenvolvimento nos estados da Bahia e do Rio Grande do Norte, com capacidades de 282 MWp e 312 MWp, respectivamente.

“Com estas transações, a Galp ganha acesso a ativos de elevada qualidade num país onde a empresa está presente há mais de 20 anos e que se encontra entre os 10 principais países no mundo com maior procura de energia e com a ambição de duplicar a sua capacidade instalada atual de geração de energia solar e eólica para 40 GW em 2030″, apontou a companhia em comunicado ao mercado...

Fonte: Infomoney

Leia mais em:

https://www.infomoney.com.br/economia/portuguesa-galp-fecha-compra-de-dois-projetos-de-energia-solar-no-nordeste/

Equatorial compra 49% restantes na Solenergias

A Equatorial Energia assinou Contrato de Compra e Venda de Ações entre a sua divisão de serviços para a compra da Solenergias Comercializadora e da Helios. A Equatorial Serviços já detém 51% do capital social da primeira e

99,99% da segunda. Assim passará a deter a totalidade das ações de ambas. O valor da aquisição é de R$ 47 milhões, e poderá ser acrescido de earn outs, nos termos do contrato.

Em Fato Relevante publicado a empresa aponta que a operação faz parte da estratégia de crescimento da companhia, e permitirá maior flexibilidade e geração de valor para, ampliando a gama de produtos e soluções em energia ofertada ao mercado.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53190794/equatorial-compra-49-restantes-na-solenergias

EDP vende 100% do capital de empreendimentos de transmissão

A EDP assinou a venda de 100% do capital de três de seus empreendimentos de transmissão: a EDP Transmissão, a EDP Maranhão I e a EDP Maranhão II para uma empresa detida pela Actis Assessoria de Investimentos LTDA. Os ativos, que somam 439 quilômetros de extensão, têm receita anual permitida de R$ 131 milhões. A empresa foi avaliada em de R$ 1,32 bilhão.

Os valores da transação não foram revelados. Com a venda dos lotes 7, 11 e 24 e a aquisição da Celg T, a EDP passa a contar com oito empreendimentos de transmissão em seu portfólio que, quando operacionais, totalizarão 2.241 km de linhas em extensão e aproximadamente R$ 702 milhões de RAP.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53190783/edp-vende-100-do-capital-de-empreendimentos-de-transmissao

Enel SP utiliza tecnologias para auxiliar trabalho de eletricistas

A Enel SP está implementando em sua operação o uso de tecnologias para auxiliar no dia a dia do trabalho dos eletricistas. As iniciativas, que contam com investimento de R$ 125 milhões, são financiadas com recursos do Programa de Pesquisa & Desenvolvimento da Aneel. De acordo com a distribuidora, uma das novidades é o recurso da realidade aumentada por meio de assistência remota e de um dispositivo portátil, que transforma o smartphone em um equipamento de termografia.

A câmera termográfica é um pequeno equipamento acoplado a um smartphone, que tem como objetivo prever anomalias térmicas, que podem causar interrupções no fornecimento de energia, além de eliminar riscos de acidente de trabalho. O dispositivo auxilia a estabelecer planos de manutenção cada vez mais assertivos, prevenindo aquecimentos em linhas de média e baixa tensão, cabos, transformadores e disjuntores da distribuidora. Atualmente 20 smartphones contam com o equipamento instalado e 60 colaboradores das equipes de manutenção já foram capacitados.

Com as novas funcionalidades, a distribuidora visa estimular o conceito do eletricista 4.0, profissional capacitado para atuar com as principais inovações tecnológicas nas áreas de automação e tecnologia da informação aplicadas aos processos do setor energético. A concessionária também está investindo no uso de drone para inspecionar a sua rede de distribuição subterrânea. O equipamento grava toda a inspeção e as imagens em tempo real são usadas para análise adicional.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53190668/enel-sp-utiliza-tecnologias-para-auxiliar-trabalho-de-eletricistas

Neoenergia firma acordo com Ceará para transporte público movido a hidrogênio verde

A Neoenergia, empresa do grupo Iberdrola, e o governo do Ceará assinaram um memorando de entendimento, no dia 20 de setembro, para que possa ser analisada a possibilidade do uso de hidrogênio verde para abastecer veículos de transporte público em um projeto de mobilidade urbana.

Em abril, a Iberdrola firmou parceria com a Enagas e com a BP para desenvolver um estudo que verificará a viabilidade de um projeto de grande porte, na Espanha, de hidrogênio verde.

O hidrogênio verde é considerado fundamental para a descarbonização da economia mundial e para a transição energética. O Ceará lançou um HUB do combustível no início do ano, o estado tem como meta tornar-se um player global na distribuição, produção e exportação de hidrogênio verde.

Desde então, o governo divulga parcerias para desenvolver projetos no Complexo do Pecém. O último projeto trata-se da instalação de uma usina piloto da EDP Brasil, com previsão de começar a operar no final de 2022 e um investimento de R$ 42 milhões.

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/neoenergia-firma-acordo-com-ceara-para-transporte-publico-movido-a-hidrogenio-verde.html

Dia 2 da Intersolar South America: lançamentos para o mercado brasileiro

Microinversor com otimização para painel

Uma das grandes novidades anunciadas pela Aldo na feira é a entrada da empresa no mercado de distribuição de microinversores. Essa ideia surgiu a partir do acordo com a gigante chinesa Ningbo Deye.

O novo microinversor Deye SUN2000, com potência de 2 kW e 4 MPPTs propicia maior eficiência ao sistema fotovoltaico com a otimização individual de cada painel solar.

Carregador inteligente para carro elétrico

A nova aposta apresentada pela Growatt é para o mercado automotivo, com o carregador EV Thor Smart para carros elétricos de 220V com potência de 7,4 kW equipado com cabo e conector Tipo 2, voltado para soluções off-grid e para o carregador veicular inteligente que se comunica com o aplicativo de monitoramento ShinePhone.

Além de exibir os inversores monofásicos MIN 10K TL-X com 3 MPPTs, a linha de inversores trifásicos MAC de 15 kW a 36 kW com 3 MPPTs, ambos de 220V, e também a linha MAX de 125 kW até 253 kW, que podem chegar a ter 15 MPPTs e tensão de 800Vac...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/dia-2-da-intersolar-south-america-lancamentos-para-o-mercado-brasileiro/

Votorantim e fundo vão fechar capital da Cesp e criar nova empresa

A Votorantim e o Canadian Plan Investment Board anunciaram na noite desta segunda-feira, 18 de outubro, a intenção de consolidar ativos de energia no país, criando uma empresa líder no setor, que terá ações listadas no Novo Mercado, categoria com o mais elevado padrão de governança da B3. O negócio vai acontecer por meio de duas transações.

A primeira será através da joint venture VTRM – formada por Votorantim e CPP Invesments – e deverá integrar as participações na Cesp, ativos eólicos, participações acionárias da Votorantim Energia em hidrelétricas e Votorantim Comercializadora de Energia (Votener), além de projetos de expansão em desenvolvimento. O CPP Investments fará um investimento adicional de R$ 1,5 bilhão na VTRM.

Para a segunda transação, a VTRM encaminhou ao conselho de administração da Cesp uma proposta de reorganização societária tendo por objeto a incorporação das ações de emissão da Cesp. Segundo comunicado, essa proposta será avaliada após a formação de comitê independente e está sujeita a aprovações societárias no âmbito da Cesp, bem como dos órgãos reguladores. Ao final do processo de consolidação, a nova empresa será controladora integral da Cesp e os seus atuais acionistas passarão a ser acionistas da nova empresa...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53190730/votorantim-e-fundo-vao-fechar-capital-da-cesp-e-criar-nova-empresa

E1 Energia e GDSolar criam empresa para ampliar presença no mercado solar

A E1 Energia firmou acordo de acionistas e contrato de investimentos com os fundadores da GDSolar para a criação de uma nova empresa que atuará no mercado de geração distribuída, com início das atividades a partir de janeiro de 2022.

A operação pretende intensificar a atuação em geração de energia elétrica fotovoltaica, em todo Brasil para clientes corporativos e pessoas físicas. A E1 Energia fica com 80% do controle acionário da nova operação, o restante ficará com os fundadores da GDSolar, que farão parte da gestão e condução das operações da nova companhia.

O novo negócio tem como meta ampliar presença no mercado de energias renováveis com foco em geração fotovoltaica. Atualmente a E1 Energia conta com 102 usinas entre construídas e em desenvolvimento. Já a E1 Energia e suas subsidiárias possuem 112 MWp contratados, superando 300.000 módulos fotovoltaicos instalados e com 500 funcionários em sua operação...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53190720/e1-energia-e-gdsolar-criam-empresa-para-ampliar-presenca-no-mercado-solar