20/07/2020

Enel launches supplier innovation and sustainability programme

Italian multinational utility Enel has unveiled an initiative to help companies that the group works with to integrate and improve innovation and sustainability within operations.

Enel’s Supplier Development Programme will provide partners of the utility in Italy with funding, managerial training and programmes for innovation, circular economy and internationalisation.

The programme will be extended to other countries in which the utility operates and will include 300 suppliers.

The aim is to make its supply chain more solid, high performing and innovative, whilst promoting the sustainable development of the companies Enel works with.

The programme promotes the financial and managerial growth of participating companies and to contribute to better cost-efficiency.

Francesco Starace, the CEO of Enel, said: “Our suppliers play a crucial role in reaching the targets linked to the energy transition...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/finance-investment/enel-launches-supplier-innovation-and-sustainability-programme/

Prorrogada até 31/7 consulta que discute proposta de revogação de normas

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) prorrogou até o dia 31/7/2020 o prazo para envio de contribuições à Consulta Pública nº. 40/2020, que discute com a sociedade proposta de revogação de 349 atos normativos da Agência. A proposta em consulta tem como objetivo reduzir, simplificar e modernizar o chamado estoque regulatório do setor.  Em outras palavras, a ideia é eliminar normas que já deixaram de produzir efeitos e revogar expressamente aquelas que já perderam validade.
A revogação dos atos em discussão na consulta pública é a primeira de cinco etapas descritas na Portaria ANEEL nº 6.405/2020, que trata das competências e detalhamento dos procedimentos para os trabalhos de revisão e consolidação das resoluções normativas da Agência.
A medida cumpre ainda uma exigência do Decreto nº 10.139/2019, que dispõe sobre a revisão e a consolidação de atos normativos no âmbito da Administração Pública Federal, com previsão de finalização em agosto de 2021.
As contribuições à Consulta Pública 40/2020 deverão ser encaminhadas até o dia 31/7/2020 para o e-mail cp040_2020@aneel.gov.br. A tabela com a proposta das normas a serem revogadas e demais documentos estarão disponíveis em www.aneel.gov.br/consultas-publicas.

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://www.aneel.gov.br/sala-de-imprensa-exibicao-2/-/asset_publisher/zXQREz8EVlZ6/content/prorrogada-ate-31-7-consulta-que-discute-proposta-de-revogacao-de-normas/656877?inheritRedirect=false&redirect=https%3A%2F%2Fwww.aneel.gov.br%2Fsala-de-imprensa-exibicao-2%3Fp_p_id%3D101_INSTANCE_zXQREz8EVlZ6%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3Dcolumn-2%26p_p_col_pos%3D1%26p_p_col_count%3D3

Neoenergia desenvolve braço robótico para poda de árvores

A Neoenergia está desenvolvendo um braço robótico para otimizar o serviço de poda de árvores, procedimento de manutenção importante para evitar interrupção do fornecimento de energia elétrica, principalmente durante o Verão, quando as tempestades são maiores.

O projeto integra o programa de Pesquisa e Desenvolvimento regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e está em fase de aperfeiçoamento do protótipo, com previsão de conclusão em três anos.

O braço robótico será manuseado a distância pelo operador, que comandará a tecnologia com o uso de um controle remoto e um painel, onde ele poderá visualizar toda a manobra por meio de câmeras instaladas diretamente no equipamento em diferentes ângulos.

“A inovação garante uma série de benefícios, como a otimização do serviço e a segurança da equipe que o executa. O braço robótico evitará que o colaborador precise ser suspenso na cesta aérea, como acontece com o modelo atual de poda, que realiza o serviço diretamente na árvore...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53140757/neoenergia-desenvolve-braco-robotico-para-poda-de-arvores

Brasil pretende usar blockchain para vender energia

O Brasil pretende vender energia usando blockchain.

Isso porque a plataforma integrada de energia AES Tietê, em parceria com a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), vem desenvolvendo o primeiro balcão organizado em blockchain no Brasil para comercialização de energia.

O projeto pioneiro é liderado pela Fohat, companhia curitibana de energy intelligence.

O “Projeto AES Tietê de Energy Intelligence” vem sendo desenvolvido desde o ano passado. Assim, seu objetivo é viabilizar a operação do balcão organizado de comercialização de energia.

Além disso, seu grande diferencial é ser um ambiente digital que permite a compra e venda de energia com a existência de uma contraparte central.

Assim, para garantir a custódia e a liquidação de contratos bilaterais de energia entre compradores e vendedores, será usado um contrato inteligente em blockchain...

Fonte: Criptofácil

Leia mais em:

https://www.criptofacil.com/brasil-pretende-usar-blockchain-para-vender-energia/

Claro recebe quatro usinas solares da GreenYellow

A Claro acaba de receber a quarta usina solar fotovoltaica da GreenYellow. Desde dezembro, foram entregues instalações em Padre Bernardo (GO), Goianésia (GO), São José do Belmonte (PE) e, por último, São João do Piauí (PI). Os quatro projetos têm, juntos, 19,26 MWp de potência instalada e devem produzir 38,76 GWh anuais. As usinas fazem parte do programa “A Energia da Claro”, lançado em 2017, que prevê o uso de fontes renováveis e ações de proteção ao meio ambiente em todas as suas operações e instalações no Brasil.

Até 2021, o programa vai gerar 80% da energia consumida pela empresa, mais de 600.000 MWh/ano. A geração de energia limpa prevê o uso da solar, hidrelétrica, eólica, biogás e cogeração qualificada. Engloba, ainda, ações de mobilidade elétrica e de eficiência energética.

Com a GreenYellow foram quatro PPAs que contemplam o aluguel das usinas. A GreenYellow foi a responsável pela elaboração, construção, monitoramento remoto e gestão do projeto, bem como pela garantia de sucesso da operação durante a vigência do contrato... 

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53140744/claro-recebe-quatro-usinas-solares-da-greenyellow

Light renova contrato com gigante do setor de customer experience

A distribuidora de energia elétrica Light renovou por mais cinco anos o contrato com a gigante do setor de customer experience AlmavivA do Brasil. O primeiro contrato entre as empresas teve início em 2016. A concessionária atende a 21 municípios do Rio de Janeiro.

“Um dos pontos que nos levou a manter essa parceria com a AlmavivA foi seu DNA tecnológico. Assim, pudemos combinar a contratação de uma empresa com know-how em atendimento, mas que também tem expertise em inovação. Isso nos ajudará a conquistar cada vez mais um atendimento especializado e que reduza o esforço do cliente”, explica Tatiana Celani, Gerente de Serviços e Experiência do Cliente da Light.

A automatização de processos e inserção de tecnologias já fazia parte dessa parceria mesmo antes da renovação... 

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53140747/light-renova-contrato-com-gigante-do-setor-de-customer-experience

2W Energia lança plataforma para facilitar migração para o mercado livre

A 2W Energia, posicionada entre as cinco maiores comercializadoras independentes do mercado, anunciou na última quinta-feira, 16 de julho, o lançamento da plataforma digital integrada de comercialização e geração de energia, a Economia Garantida.

O conceito permitirá as empresas migrarem para o mercado livre com descontos na conta de luz de até 30% para planos de até 10 anos. O cliente ficará garantido por 10 anos, independentemente da variação dos preços praticados pelas tradicionais distribuidoras. Para fazer a simulação de quanto a empresa pode economizar basta acessar o site www..2wenergia.com.br.

Atualmente a 2W Energia possui uma base de 1.000 clientes e 4,2 GW médios comercializados nos últimos cinco anos...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53140736/2w-energia-lanca-plataforma-para-facilitar-migracao-para-o-mercado-livre

Energia solar em propriedades rurais cresce 120% no 1º semestre de 2020

A potência instalada de energia solar no meio rural brasileiro mais que dobrou no primeiro semestre de 2020 em comparação com o mesmo período em 2019. É o que apontou um levantamento exclusivo realizado pelo Canal Solar.

Nos primeiros seis meses deste ano, a energia fotovoltaica em propriedades rurais atingiu 142 MW de potência, uma alta de 120% frente aos 63 MW de janeiro a junho do ano passado. 

De acordo com Bárbara Rubim, vice-presidente de GD da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), um dos motivos para esse crescimento é a sinergia entre a fonte solar e campo. “Não só pela questão da possibilidade de economia na conta de luz, mas pela própria sinergia que existe. O produtor rural já está acostumado a utilizar o campo de forma mais eficiente, e enxerga que além de utilizar a terra para o plantio, ele pode utilizá-la para instalar um sistema fotovoltaico e gerar energia, potencializando o uso de sua propriedade”, explicou Bárbara...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/noticias/item/725-energia-solar-em-propriedades-rurais-cresce-120-no-1-semestre-de-2020