20/04/2022

Leilões de transmissão energética em 2023 podem chegar a investimentos recordes de R$ 50 bilhões, diz EPE

A expansão da transmissão de energia no Brasil vai demandar mais R$ 50 bilhões em investimentos até 2030, indica a segunda parte do estudo sobre expansão da transmissão para reforços no Sistema Interligado Nacional (SIN), da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Os projetos devem ser incluídos nos leilões de transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 2023.

“O ano em que vamos ter o recorde de investimentos colocados em leilão vai ser 2023, considerando todo o histórico de leilões desde 1999. Temos confiança de que isso vai ser possível porque esse é um setor bem consolidado”, afirmou o coordenador-geral de planejamento da transmissão da EPE, Guilherme Zanetti, em evento on-line nessa terça-feira (19 para apresentar o estudo...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=345850&sid=105

Vivo inaugura usina solar em Roraima

A Vivo está inaugurando em Boa Vista, Roraima, sua primeira usina de geração distribuída de energia, de fonte solar. Esta é a segunda usina a serviço da Vivo na região Norte e a 24ª em operação no Brasil. Construída em parceria com a empresa Voltxs Energia, a usina de Boa Vista ocupa uma área 2,5 hectares e tem capacidade para produzir 2.278 MWh/ano de energia, o suficiente para atender todo o consumo em baixa tensão das 51 unidades consumidoras da Vivo em Roraima, como lojas, antenas e equipamentos de transmissão.

No modelo de geração distribuída, a energia produzida é injetada na rede da Roraima Energia, e se transforma em créditos de consumo para a empresa. Por estarem próximas aos centros consumidores, as usinas em GD contribuem para minimizar perdas do sistema e aliviar a carga na rede de distribuição de energia. Também reduzem emissões de CO2 e evitam impacto de grandes empreendimentos no meio ambiente e comunidade...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53208806/vivo-inaugura-usina-solar-em-roraima

ReNew Power leverages VR/AR to drive clean energy efforts

Remote technology platform Librestream has announced it has added ReNew Power, a renewable energy company in India, to its customer base.

The addition aims to highlight the critical role remote technology plays in helping companies reach corporate sustainability goals.

Librestream’s Onsight platform offers capabilities for holistic remote collaboration between workers, contractors and subject matter experts (SMEs). It thereby enables organisations to reduce unnecessary travel to locations when an issue can be resolved remotely.

In turn, it will help decrease organisational carbon footprint and enhance productivity through ‘just-in-time’ learning and training, furthering safety for deskless workers...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/digitalisation/renew-power-leverages-vr-ar-to-drive-clean-energy-efforts/

Smart meters market to exceed $55.7bn by 2028 – study

The research report outlines a forecast for the market’s growth and highlights the following key findings:

• Rising electricity demand across growing economies in line with increasing consumer inclination toward internet of things (IoT)-based monitoring networks will enhance industry growth.

• Rapid expansion and modernisation of grid infrastructures along with growing awareness of energy conservation will propel the smart meters market scenario.

• The growing necessity of efficient resource utilisation, enhanced consumer satisfaction and optimum utility management will enhance product demand…

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-meters/smart-meters-market-to-exceed-55-7bn-by-2028-study/

Global smart cities market value predicted to surge by 2030

The concept of smart cities is gaining popularity due to rapid urbanisation and favourable government initiatives worldwide. Therefore, with growing urbanisation, the need to manage infrastructure and assets is prompting countries across the world to invest in smart city projects.

Furthermore, the increasing investment in sustainable and green technologies has further contributed to the adoption of these technologies by smart cities around the world.

Additionally, the growing adoption of electric vehicles (EVs) has also created a demand for the development of advanced charging infrastructure in cities worldwide. Integrating EVs in smart cities may create such benefits by providing energy storage and creating new revenue streams from EV batteries. Moreover, the growing adoption of electric vehicles is expected to pave the way to green mobility with zero carbon emissions…

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-cities/global-smart-cities-market-value-predicted-to-surge-by-2030/

Prisma Capital e DXT acertam fusão de R$ 1 bilhão através da Matrix Energia

A Prisma Capital e a DXT International anunciaram em comunicado nesta terça-feira, 19 de abril, a celebração de acordo para fusão dos seus negócios de energia no Brasil e criação de uma joint venture por meio da holding Matrix Energy Participações, com capitalização inicial de R$ 1 bilhão. A DXT International, que desde 2018 tem o controle da Matrix, atua em comercialização de energia globalmente por décadas e vem investindo no mercado brasileiro há oito anos. Já a Prisma Capital tem larga experiência em transações estruturadas e track record no mercado brasileiro de geração e transmissão.

O negócio resultante, ainda sujeito às aprovações regulatórias, nasce como uma plataforma integrada de geração renovável e distribuição digital de energia, e contemplará a Matrix Comercializadora, com mais de 1.200 MW med comercializados mensalmente durante os últimos dois anos e faturamento anual de R$ 2,5 bilhões; a GET Comercializadora, com posicionamento estratégico em operações estruturadas; a TRIX, plataforma varejista da Matrix  integrada na distribuição digital para atender mais de 950 pontos de consumo;...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53208879/prisma-capital-e-dxt-acertam-fusao-de-r-1-bilhao-atraves-da-matrix-energia

Resolução que consolida regras de operação do sistema elétrico é aprovada

A diretoria da ANEEL aprovou nesta terça-feira, 19/4, a emissão de Resolução Normativa que consolida atos relativos à pertinência temática “Operação do Sistema Elétrico”, matéria anteriormente composta por diferentes regras que disciplinavam a ação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Resultante de debates ocorridos na Consulta Pública nº 79/2021, realizada por meio de intercâmbio documental entre 16/12/2021 e 31/01/2022, a Resolução Normativa autoriza o ONS a executar as atividades de coordenação e controle da operação da geração e transmissão de energia elétrica nos sistemas interligados.

A consolidação sobre o tema também estabelece critérios para o ONS desempenhar as atividades de gestão orçamentária e aprova o seu Plano de Contas...

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://www.gov.br/aneel/pt-br/assuntos/noticias/2022/resolucao-que-consolida-regras-de-operacao-do-sistema-eletrico-e-aprovada

Governo Federal anuncia nomeação da nova diretoria da ANEEL

O presidente Jair Bolsonaro (PL) nomeou os profissionais que farão parte da nova diretoria da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) a partir deste ano. Os decretos, contendo os nomes dos profissionais selecionados, foram publicados no DOU (Diário Oficial da União) desta segunda-feira (18).

Foram escolhidos: Sandoval Feitosa para o cargo de diretor-geral; Hélvio Guerra para recondução no cargo de diretor, além de Ricardo Tili, Fernando Luiz Mosna e Agnes da Costa para comporem a diretoria colegiada da Agência.

Sandoval Feitosa foi nomeado para exercer o cargo de diretor-geral, com mandato a partir de 14 de agosto de 2022 até 13 de agosto de 2027, na vaga decorrente do término do mandato de André Pepitone...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/governo-federal-anuncia-nomeacao-da-nova-diretoria-da-aneel/

MME publica diretrizes para leilões de energia nova A-5 e A-6 de 2022

O Ministério de Minas e Energia (MME) publicou uma portaria normativa com as diretrizes para os leilões de energia nova A-5 e A-6 de 2022. Os dois certames estão marcados para 16 de setembro, com início do suprimento dos projetos previsto para 1º de janeiro de 2027 e 1º de janeiro de 2028, respectivamente.

Empreendimentos de energia solar fotovoltaica poderão participar apenas do Leilão A-5, com prazo de suprimento de 15 anos. As demais fontes (usinas hidrelétricas, eólicas, de resíduos sólidos urbanos, termelétricas a biomassa e a carvão mineral e biogás) estarão aptas a concorrer de ambos os certames.

Conforme a portaria, empreendedores que pretenderem propor a inclusão de projetos nos leilões deverão requerer o cadastramento e a habilitação técnica e demais documentos à Empresa de Pesquisa Energética (EPE), conforme instruções disponíveis em www.epe.gov.br. O prazo para cadastramento será até às 12h de 11 maio de 2022.

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/noticias/operacao-e-expansao/leiloes/mme-publica-diretrizes-para-leiloes-de-energia-nova-a-5-e-a-6-de-2022

Aliança Energia vai investir R$ 30 mi na modernização de duas hidrelétricas

A Aliança Energia anunciou nesta segunda-feira, 18 de abril, que pretende investir cerca de R$ 30 milhões na modernização da Usina Hidrelétrica de Aimorés, localizada na Bacia do Rio Doce, e da Usina Hidrelétrica de Funil, localizada no Rio Grande, ambas em Minas Gerais, com potencial de geração de 330 MW e 180 MW, respectivamente.

De acordo com a companhia, a mudança inclui novos sistemas de monitoramento de vibrações (SMV) em ambas as usinas, que proporcionarão a atualização tecnológica e melhoria de processos, além da substituição de alguns equipamentos por outros mais modernos, como as partes eletrônicas dos reguladores de velocidade e tensão (RV/RT) por reguladores integrados na UHE Aimorés e de todo o sistema de proteção, supervisão e controle (SDSC), instrumentação e também a parte eletrônica dos reguladores de tensão e velocidade da UHE Funil. Parte destas demandas foram identificadas durante diagnósticos e manutenções preventivas…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53208703/alianca-energia-vai-investir-r-30-mi-na-modernizacao-de-duas-hidreletricas

Legado comercial das térmicas ficará por anos, afirma CCEE

O presidente do Conselho de Administração da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, Rui Altieri Silva, defendeu uma mudança da matriz elétrica nacional. O executivo destacou durante sua participação no Agenda Setorial 2022, realizado nesta segunda-feira, 18 de abril, que o legado das térmicas deverá ficar por muito tempo na parte comercial do setor elétrico nacional. O custo das térmicas de outubro de 2020 a novembro de 2021 é calculado em R$ 24,3 bilhões, isso apenas no despacho por segurança energética.

“Com esse valor, acredito que a Aneel terá que divulgar índices de reajustes anuais na casa de dois dígitos”, comentou ele no painel de abertura do primeiro evento do Grupo CanalEnergia, by Informa Markets em 2022.

Apesar de criticar as térmicas que operaram nesse período, ele destacou que essa mudança da matriz precisa estimular a entrada de usinas a gás natural que são mais modernas e eficientes. Afinal, lembrou ele, não é possível operar um sistema da dimensão do Brasil sem essa modalidade de geração…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53208634/legado-comercial-das-termicas-ficara-por-anos-afirma-ccee