19/11/2021

Neoenergia energiza trecho de LT na Paraíba

A Neoenergia energizou o segundo trecho da linha de transmissão Santa Luzia, que compreende a conexão entre as subestações Santa Luzia II, na Paraíba e Milagres II, no Ceará. A energização aconteceu após a obtenção da Licença de Operação concedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. A LT faz parte do lote 6 do leilão de transmissão de dezembro de 2017 e, com essa etapa concluída, a linha estará totalmente operacional.

O empreendimento, entregue com 16 meses de antecipação em relação ao prazo contratual, contribuirá com o escoamento da geração de energia limpa na região, onde a companhia já possui parques eólicos em operação. Na região, ainda existe o parque solar Luzia, cujas obras foram iniciadas em maio e será o primeiro empreendimento da companhia para geração fotovoltaica centralizada. De acordo com Fabiano Uchoas, diretor de Transmissão da Neoenergia, com a entrega, vai se ampliar o fornecimento de energia limpa e contribuir com o fortalecimento da fonte eólica, o que impacta diretamente no compromisso para o desenvolvimento sustentável da empresa. O empreendimento também reforça a confiabilidade do sistema elétrico na região...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53194061/neoenergia-energiza-trecho-de-lt-na-paraiba

Órigo lança projeto para estimular trabalho feminino em fazendas solares

Pensando na retomada da economia, em formas de gerar energias mais sustentáveis e no empoderamento feminino, a Órigo Energia criou o projeto Mulheres de Origem para incentivar o trabalho de mulheres na construção das fazendas solares na região de Papagaios (MG), onde a empresa tem duas fazendas solares com capacidade de 2,5 MW.

Hoje, mais de 50% dos colaboradores da empresa são mulheres, sendo 46% dos cargos de liderança. Uma delas é Tatiana Fischer, na companhia há quase cinco anos. Para ela a medida já vem melhorando a vida na região, conectando questões fundamentais como a inclusão na sociedade economicamente ativa e gerando também perspectivas de futuro profissional para essa população.

“O foco do projeto é oferecer mais do que uma vaga de trabalho mas sim a reinvenção de uma função que as mulheres nunca imaginariam exercer, já que até então a construção de plantas de energia solar era caracterizada por equipes formada por homens”, detalha Tatiana Fischer...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53193955/origo-lanca-projeto-para-estimular-trabalho-feminino-em-fazendas-solares

E1 Energia e GDSolar irão atuar juntas a partir de janeiro de 2022

A E1 Energia assinou contrato de acionistas e de investimentos com os fundadores da GDSolar com o objetivo de criar uma nova empresa para atuar no setor de geração distribuída, as atividades da nova empresa devem ter início em janeiro de 2022.

O valor do investimento não foi divulgado. Os fundadores da GDSolar deverão estar na gestão e condução das operações da nova empresa.

A sede da E1 Energia se localiza em Fortaleza (CE), e desde 2018 a companhia atua no mercado, na integração, comercialização, operação, construção e manutenção de usinas e parques de energia solar. A empresa possui 102 usinas construídas ou em desenvolvimento e, aproximadamente, R$ 380 milhões em investimentos realizados.

“A nova operação vem reforçar um corpo empresarial consolidado e muito experiente no setor. Estamos bastante felizes com a chegada da GDSolar para o nosso grupo”, diz Edinardo Barros, sócio e CEO da E1 Energia.

O CEO da nova empresa, Alexandre Gomes, da GDSolar, está animado com as novas oportunidades de atuação.

“Construímos essa operação durante um ano, e essa união de competências vai agregar mais valor para nossos parceiros e clientes”, afirma Gomes...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/empresas-de-energia-solar/e1-energia-e-gdsolar-irao-atuar-juntas-a-partir-de-janeiro-de-2022.html

Alterações no marco legal da GD não devem ser obstáculos para aprovação, segundo Absolar

Segundo Rodrigo Sauaia, presidente-executivo da Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar), as propostas de senadores pedindo alterações no texto do marco legal da geração distribuída (PL 5829/19) e também a nova avaliação pela Comissão do Meio Ambiente (CMA) do Senado não devem ser empecilhos para tramitação do projeto de lei na casa revisora.

Rodrigo conversou com o InfoSolar um pouco antes da abertura oficial da Intersolar South America no dia 18 de outubro. Para o presidente, esses pedidos de alterações são comuns e fazem parte do jogo legislativo.

Ele também destaca que foi sugerida por uma distribuidora a emenda encaminhada pelo senador Antonio Anastasia (PSD-MG), que propõe uma alteração no artigo referente à garantia de fiel cumprimento, elevando, assim, o percentual exigido. A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) é mencionada nominalmente na justificativa do parlamentar…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/geracao-distribuida/alteracoes-no-marco-legal-da-gd-nao-devem-ser-obstaculos-para-aprovacao-segundo-absolar.html

Governo Federal reduz imposto de importação para equipamentos de energia solar

O Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério da Economia reduziu as alíquotas do Imposto de Importação que incidem sobre produtos ligados à produção de energia.

A medida será publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (19) e começará a vigorar em sete dias a partir da publicação.

Segundo o órgão, a decisão visa impulsionar a diversificação da matriz energética brasileira a partir de fontes mais limpas, além de proporcionar a redução do custo de produção e comercialização de energia no país, no longo prazo.

Com a medida, a alíquota do imposto de importação para painéis solares será reduzida de 12% para 6%; para determinados tipos de bateria de lítio de 18% para 9%; para conversores de corrente contínua baixa de 14% para 7%; já para partes de reatores nucleares, a alíquota do Imposto de Importação cairá de 14% para 0%...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/governo-federal-reduz-imposto-de-importacao-para-equipamentos-de-energia-solar/

Berkeley Electric Co-op partners with Landis+Gyr on smart grid rollout

Landis+Gyr’s Gridstream Connect IoT platform will enable Berkeley Electric’s advanced meters, smart street lights and other grid devices to communicate and send and receive data and instructions to and from the utility.

The network will be used to connect 110,000 smart meters to enable the utility to accurately bill consumers, enhance their energy efficiency, as well as ensure the stability of the grid by matching demand with available capacity.

The network will also be used to connect some 55,000 smart street light controllers, a move that will enhance energy efficiency.

In addition, the IoT platform will also be used to connect and control 33,000 load control devices for grid reliability and efficiency.

The project will enable Berkeley Electric to modernise its grid network and enhance customer services.

Dawn Pascoe, AMI leader at Berkeley Electric, said: “We recognised the need to connect to more devices and access more data to manage the rapidly changing power requirements of our members. While our cooperative’s top priority remains delivering reliable power, we are also expanding other services and ensuring we provide support for distributed energy resources and electric vehicle integration.”...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-grid/berkeley-electric-co-op-partners-with-landisgyr-on-smart-grid-rollout/

Siemens Energy vai entregar SE para Casa dos Ventos no RN

A Siemens Energy firmou contrato com a Casa dos Ventos para a entrega de equipamentos e soluções tecnológicas que farão parte da segunda fase do complexo eólico Rio do Vento, de pouco mais de 1 GW no Rio Grande do Norte. As duas fases do projeto contarão com 240 aerogeradores, com previsão inicial da operação em 2023, com 120 unidades e capacidade instalada de 534,2 MW.

A parceria contempla o fornecimento de uma subestação coletora na modalidade de sistema, incluindo transformadores de potência 34,5/500kV 280MVA, equipamentos de alta e média tensão, bem como o sistema de proteção e controle e supervisão, que interligam a energia gerada ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Segundo a Siemens Energy, o grande diferencial tecnológico do projeto é a utilização da tecnologia Sensformers integrada aos transformadores elevadores, que além de operar remotamente, permitem a coleta e análise de parâmetros operacionais de forma assertiva, ampliando a segurança na resposta aos momentos de emergência.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53193876/siemens-energy-vai-entregar-se-para-casa-dos-ventos-no-rn

Inscrições abertas para o CITEENEL 2021

O principal evento sobre inovação no setor elétrico está chegando! Estão abertas as inscrições gratuitas para a próxima edição do Congresso de Inovação Tecnológica e Eficiência Energética no Setor Elétrico – CITEENEL, que será promovido pela ANEEL com organização da CPFL Energia em 2 e 3 de dezembro. Acesse o site para mais informações e inscrições: citeenel.aovivo.digital/.

O CITEENEL reunirá autoridades, pesquisadores e empreendedores reconhecidos no setor para discutir o tema “Inovação e Eficiência Energética no Contexto do Setor Elétrico do Futuro: Digitalização, Descentralização e Descarbonização”. Os debates vão abordar as tendências de modernização do setor elétrico, evoluções regulatórias e transformações do mercado de energia e o empoderamento do consumidor.

O evento, realizado online, apresentará ainda os resultados alcançados nos projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D) e de Eficiência Energética (EE) das empresas do setor elétrico brasileiro, contribuindo para o aprimoramento dos mecanismos de regulação e gerenciamento do investimento compulsório em EE e P&D definidos em lei.

Também será pauta do CITEENEL o processo de aprimoramento dos Procedimentos do Programa de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, atualmente em debate na Consulta Pública 69/2021 da ANEEL.

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://bit.ly/3Hwai57

Com investimentos de R$ 2,5 bi, Vinci Partners e Electra fecham parceria em energia renovável

A gestora Vinci Partners e o grupo Electra anunciaram nesta quarta-feira (17) uma parceria para a implantação de projetos de geração de energia renovável, com previsão de R$ 2,5 bilhões em investimentos.

O acordo prevê a construção de um complexo solar na Bahia, de quase 500 megawatts-pico (MWp) de potência, e uma usina eólica de 120 megawatts (MW) no Rio Grande do Sul.

Os empreendimentos estão sendo desenvolvidos e construídos pela Gradiente Energias Renováveis, uma nova holding da Electra focada em projetos de geração de larga escala para o mercado livre de energia. No comando da Gradiente está Sergio Brandão, executivo com experiência no setor e que já foi responsável pelos investimentos em energia e infraestrutura das gestoras Actis e Rio Bravo.

Ao Valor, o presidente do grupo Electra, Claudio Fabiano Alves, explicou que a parceria com a Vinci vem sendo costurada há oito meses. “Queremos ter uma plataforma diferenciada no mercado, muito com a orientação de créditos de carbono e agenda ESG (sigla para fatores ambientais, sociais e de governança)”, disse...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=343218&sid=105