top of page

19/06/2024

Vivo e a Auren iniciam operação para desbravar mercado livre de energia

A Vivo e a Auren Energia deram largada às operações da joint venture criada para desbravar o mercado livre de energia, segmento em que as empresas podem escolher o fornecedor de eletricidade para suas atividades.
Em cerca de dois meses, o novo negócio chegou a cerca de cem clientes corporativos, como varejistas e fábricas. O resultado inicial foi considerado forte e sinaliza um ritmo de expansão acima do esperado.
Quem conta é Fabio Balladi, escolhido para diretor-geral da nova empresa, batizada de GUD Energia (inspirada no inglês good, “bom”). “Em pouco tempo, tivemos um resultado positivo de aceitação e conversão, o que nos leva a ter uma expectativa muito boa de sucesso já no primeiro ano”, disse, em entrevista exclusiva ao Broadcast…

Fonte: Abinee – O Estado de SP

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=361908&sid=105

Petrobras e governo do Rio assinam protocolo de intenções para projeto de eólicas offshore

A Petrobras  informou, em comunicado ao mercado nesta terça-feira (18), que assinou protocolo de intenções com o governo do Estado do Rio de Janeiro para estudos conjuntos de implantação de projeto-piloto de energia eólica offshore.
Segundo a Petrobras, o acordo prevê mecanismos de cooperação e fomento de ações de melhoria da região onde o projeto será implementado. No texto, a estatal não especifica onde exatamente se dará a implementação do projeto, mas esclarece que faz, desde 2020, uma medição do potencial eólico na Bacia de Campos. 
“Serão avaliados diversos aspectos da geração eólica offshore, de modo a identificar seus gargalos e desafios técnicos, considerando as particularidades de uma das regiões do país com maior potencial de geração offshore, que também apresenta potencial para integração com a descarbonização das atividades de E&P [exploração e produção da Petrobras”, diz o comunicado.
Segundo a estatal, o projeto-piloto, assinado nessa terça-feira, se soma ao protocolo de intenções divulgado em 3 de dezembro de 2023 para avaliação de um centro de captura e armazenamento de gás carbônico no Norte Fluminense.

Fonte: Abinee – Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=361907&sid=105

Lula deve bater martelo sobre concessões de energia nesta 3ª

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve bater o martelo nesta 3ª feira (18.jun.2024) sobre o decreto que trata das regras para renovação das concessões de energia elétrica. A minuta do texto foi enviada pelo Ministério de Minas e Energia no dia 23 de maio para a Casa Civil.
Lula se reunirá às 17h no Palácio do Planalto com os ministros Alexandre Silveira (Minas e Energia) e Rui Costa (Casa Civil). Será apresentado a ele o texto final do decreto. Se o petista der o aval, a versão final deve ser publicada ainda nesta semana no DOU (Diário Oficial da União).
Na manhã desta 3ª feira, Silveira foi chamado para uma reunião de última hora na Casa Civil. Segundo apurou o Poder360, o objetivo é fazer os ajustes finais no texto para levar a Lula.
O decreto tratará das regras gerais para renovação dos contratos de distribuição. A prorrogação será avaliada individualmente pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) conforme as diretrizes a serem fixadas pelo governo...

Fonte: Poder 360

Leia mais em:

https://www.poder360.com.br/poder-energia/lula-deve-bater-martelo-sobre-concessoes-de-energia-nesta-3a/

Migrações para o mercado livre de energia batem recorde em 2024

O número de consumidores que migraram para o mercado livre de energia elétrica bateu recorde em 2024. De janeiro a maio, quase 9.000 clientes de distribuidoras trocaram os contratos para negociar livremente de quem querem comprar energia. O número é cerca de 21% maior ante as 7.397 mudanças feitas em 2023.
Os dados são da CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica). Nos 5 primeiros meses deste ano, a entidade contabilizou a entrada de 8.936 novos consumidores no mercado livre. São pequenas e médias empresas, como padarias, supermercados, farmácias e escritórios, que viram no ambiente a possibilidade de ter mais eficiência no seu negócio.
Os Estados do Sul e do Sudeste lideram o ranking de migrações. Em maio, os destaques foram São Paulo (626), Rio Grande do Sul (218) e Rio de Janeiro (169). Também foram registradas altas expressivas em pedidos no Nordeste, no Norte e no Centro-Oeste.
Com a expansão, o mercado livre atualmente representa aproximadamente 37% do consumo total de energia elétrica do Brasil. E esse percentual deve aumentar nos próximos meses. Segundo a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), cerca de 23.700 consumidores já informaram às distribuidoras sobre o desejo de migrar para o ambiente ao longo do ano de 2024...

Fonte: Poder 360

Leia mais em:

https://www.poder360.com.br/poder-energia/migracoes-para-o-mercado-livre-de-energia-batem-recorde-em-2024/

Light: Justiça do Rio homologa plano de recuperação judicial da empresa 

Termos haviam sido acordados com os credores na assembleia de 29 de maio; juiz determinou que a empresa faça o pagamento 'automático' de R$ 30 mil aos credores sem garantias.
A Justiça do Rio de Janeiro aprovou o plano de recuperação judicial (RJ) da distribuidora de energia fluminense Light, nos termos acordados com os credores na assembleia de 29 de maio.
Com isso, a condição de recuperação judicial permanecerá até que sejam cumpridas todas as obrigações previstas no plano que vencerem até, no máximo, dois anos após a concessão da recuperação judicial, independentemente do eventual período de carência.
Entretanto, na decisão à qual o Estadão/Broadcast teve acesso, o juiz Luiz Alberto Carvalho Alves, da 3ª Vara Empresarial, negou a manutenção do stay period, que suspendia as execuções. Na avaliação dele, o instrumento não seria mais necessário por que as exigências já foram novadas, ou seja, por meio da RJ foi criada uma obrigação nova que extinguiu a anterior. A Light, contudo, pleiteava que elas fossem mantidas...

Fonte: Terra

Leia mais em:

https://www.terra.com.br/economia/light-justica-do-rio-homologa-plano-de-recuperacao-judicial-da-empresa,2d7dc045fd20dfddc063cccc35b19e98i5nwewy9.html

ITAIPU recebe a primeira planta de produção de petróleo sintético a partir de biogás do Brasil

A Itaipu Binacional, em parceria com o Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás) e o projeto H2Brasil, inaugurou nesta segunda-feira (17), em Foz do Iguaçu (PR), a Unidade de Produção de Hidrocarbonetos Renováveis. Trata-se da primeira planta piloto do Brasil para a produção de petróleo sintético a partir de biogás, com foco na geração de combustível sustentável para aviação (Sustainable Aviation Fuel - SAF).
Com um investimento de 1,8 milhão de euros do governo alemão, por meio do Ministério Federal da Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha (BMZ), a planta instalada na Itaipu Binacional é projetada para produzir 6 kg por dia de bio-syncrude, uma mistura de hidrocarbonetos criada a partir de biogás e hidrogênio verde, destinada à produção de SAF.
O processo utiliza até 50 metros cúbicos normais por dia (Nm³/d) de biogás gerado na unidade de biodigestão da Itaipu, combinado com 53 Nm³ de hidrogênio verde produzido pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI). O projeto é resultado de uma parceria entre a Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Sustentável, o CIBiogás, a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Fundação Araucária e a Itaipu Binacional, líder mundial em produção de energia limpa e renovável...

Fonte: Itaipu.gov

Leia mais em:

https://www.itaipu.gov.br/sala-de-imprensa/noticia/itaipu-recebe-primeira-planta-de-producao-de-petroleo-sintetico-partir-de-b

Neoenergia finaliza automação da rede potiguar

A Neoenergia concluiu a implantação do projeto de Recomposição Automática da Rede em sua concessão no Rio Grande do Norte, onde cerca de 1,6 milhão de clientes são atendidos. O sistema conta com o uso de algoritmos inteligentes, funcionando como controladores virtuais que se utilizam de informações da rede em tempo real para identificar trechos com necessidade de reparo, provendo maior agilidade e eficiência no restabelecimento do fornecimento de energia.
Outra vantagem da tecnologia é isolar os trechos danificados e religar o restante do sistema para reestabelecer o serviço no menor tempo possível. O projeto está atualmente em fase de expansão, e atenderá também aos consumidores nas distribuidoras na Bahia, Pernambuco e a Elektro (SP/MS).
A iniciativa integra o Programa SISCON de Processos e Tecnologia de Redes (P&T) da companhia, o qual contempla a implementação de novos sistemas de operação, modernização da infraestrutura de informação e a padronização dos processos de operação em cerca de mil municípios atendidos pelas concessionárias incluídas na iniciativa.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53281380/neoenergia-finaliza-automacao-da-rede-potiguar

bottom of page