19/02/2021

Itron to host first Itron Utility Week for smart city and utility leaders in EMEA

As the first regional IUW, the two-day event will bring leaders together virtually to share insights and solutions to address pressing challenges and create opportunity, together.

To ensure the safety of all attendees in light of the COVID-19 pandemic, the customer-focused event will be completely virtual. 

Marina Donovan, vice president of global marketing and public affairs at Itron, said: “We are thrilled to introduce this event to EMEA for the first time to bring together industry experts, colleagues and thought leaders to share fresh perspectives and open the door to endless possibilities through innovation.

“For decades, Itron has collaborated with cities, municipalities and utilities in EMEA to provide innovative, long-term energy and water solutions. At IUW EMEA, we look forward to building on this success to create a more resourceful world.”...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/event-news/itron-to-host-first-itron-utility-week-for-smart-city-and-utility-leaders-in-emea/

Até 2030 quase todas as novas subestações serão digitais, afirma Hitachi ABB Power Grids

O setor de transmissão de energia se encontra em crescimento no Brasil, um cenário totalmente diferente de alguns anos atrás. Além de ser de fundamental importância para o desenvolvimento econômico, a área é vista também como estratégica por impulsionar novas tecnologias, que possibilitam a adoção cada vez maior de matrizes eólicas e solares nos próximos anos.

Peça fundamental desse avanço no setor são as subestações digitais, tema do webinar Energy Tech Talks, promovido pelo portal CanalEnergia, com participação de Júlio Oliveira, Gerente de Tecnologia na Hitachi ABB Power Grids.

“A Hitachi ABB Power Grids entregou a primeira subestação digital do mundo em 2009. Desde então, foram entregues mais de 40 para concessionárias e indústrias de diversos países”, afirma Júlio. No Brasil há atualmente três delas, sendo uma a primeira subestação digital de 500kV do mundo. As subestações digitais são onde ocorre o processamento e análise das informações da planta de geração de energia. Nelas, uma rede conecta desde o pátio até a sala de controle, trazendo as grandezas elétricas necessárias para monitoramento de todo o sistema. Essa rede se une, dentro da subestação digital, à rede do sistema supervisório...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53163939/ate-2030-quase-todas-as-novas-subestacoes-serao-digitais-afirma-hitachi-abb-power-grids

Eólica inicia ano liderando expansão do setor elétrico

Os primeiros 45 dias do ano registraram a entrada em operação comercial de 191,41 MW em nova potência instalada. Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica, nesse período foram autorizadas 15 novas usinas, a maior parte delas da fonte eólica, com 155,20 MW espalhados em 9 parques. Os demais 36,21 MW estão divididos em três PCHs com 27,60 MW e outras três térmicas com 8,61 MW restantes.

Somente em janeiro o Sistema Interligado Nacional registrou o incremento de 135 MW em potência instalada. Na primeira metade de fevereiro são mais 57 MW. Em termos de potência, a maior parte, ou 134,18 MW no âmbito do mercado regulado e outros 57,23 MW fora do ACR.

Segundo a agência reguladora, ainda são esperados mais 4.977 MW de potência instalada a entrarem em operação no país este ano. A maior parte da fonte eólica com 1.738 MW, seguido pela térmica com 1.693 MW e a solar com 1.101 MW, biomassa aparece com 395 MW. Da fonte hídrica há apenas 48,88 MW...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53163891/eolica-inicia-ano-liderando-expansao-do-setor-eletrico

Eólicas, solares e I-Recs são tendência em energia elétrica

Movimento presente nos EUA e na Europa, a preocupação em atestar aos consumidores o uso de fonte renovável nos processos industriais deve começar a ganhar as gôndolas também no Brasil. Em dezembro, a cerveja Heineken passou a ser produzida com energia 100% renovável. Em maio, a novidade será estampada nos rótulos das garrafas, latas e barris, com um símbolo indicando a utilização de energia 100% renovável.

“Para apoiar o compromisso da companhia de ter sua produção e envase supridos 100% por energia renovável até 2023, o Grupo Heineken vai adquirir I-Recs [certificados de energia renovável]”, diz a gerente de sustentabilidade, Ornella Vilardo. Uma das metas no Brasil é atingir 100% de consumo de energia renovável em todas as unidades produtivas até 2023. Em 2021, o objetivo é atingir 48% de elétrica e 65% de térmica.

As unidades de Alexânia (GO), Araraquara (SP), Benevides (PA), Caxias (MA), Itu (SP) e Ponta Grossa (PR) já contam com caldeiras de biomassa. “Estamos trabalhando na implementação dessa fonte energética em outras seis.”…

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=336501&sid=105

Com a aprovação da MP 998, alívios tarifários e a modernização do setor elétrico deverão ocorrer

De acordo com Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia, a modernização das regras do setor elétrico poderá auxiliar na recuperação do crescimento econômico brasileiro. O ministro celebrou a aprovação da Medida Provisória 998, no dia 04 de fevereiro de 2021, que modifica regras do setor elétrico. Ele também relata que a decisão resultará em “alívios tarifários importantes que contribuirão para a retomada do crescimento econômico”.

“A medida também traz significativos avanços na pauta de modernização do setor elétrico, permitindo a redução de subsídios, a ampliação do mercado livre de energia e trazendo maior segurança energética”, afirmou Albuquerque, em suas redes sociais.

Os consumidores que contarão com mais benefícios em relação às tarifas são aqueles que recebem atendimento de distribuidoras de energia do Nordeste e do Norte, as quais foram privatizadas em 2018 e, anteriormente, pertenciam à Eletrobras…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-solar/com-a-aprovacao-da-mp-998-alivios-tarifarios-e-a-modernizacao-do-setor-eletrico-deverao-ocorrer.html

Engie prevê investir mais de R$ 3 bi em renováveis no Brasil em 2021

A Engie Brasil, produtora privada de energia elétrica, anunciou durante videoconferência realizada neste mês que entregará vários projetos sustentáveis nos próximos anos. A estimativa é que sejam investidos aproximadamente R$ 3,5 bilhões em 2021 e R$ 1,6 bilhão em 2022 no país.

“Conseguimos navegar pela pandemia da Covid-19 de uma forma relativamente confortável. Claro, tivemos perdas de volume junto a nossos clientes, renegociações, mas conseguimos segurar o impacto”, disse Eduardo Sattamini, presidente da Engie.

De acordo com o executivo, dentro desses valores podem estar novas linhas de transmissão, gasodutos e programas de eficiência energética que apostam em energia eólica e fotovoltaica para promover sustentabilidade e economia.

Com relação, especificamente, aos aportes em solar, o executivo destacou que a companhia está fazendo novas aquisições para montar uma carteira de negócios que cresça exponencialmente…

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/engie-preve-investir-mais-de-r-3-bi-em-renovaveis-no-brasil-em-2021/