16/03/2022

Guerra deve trazer impacto modesto à energia elétrica, diz Instituto Acende Brasil

Se o aumento nos combustíveis já aterroriza as finanças dos brasileiros, outro “vilão” da inflação no ano passado não deve sofrer os efeitos da guerra na Ucrânia e tem uma queda de preço prevista a partir de maio: a energia elétrica. Essa é a avaliação do Instituto Acende Brasil, centro de estudos do setor elétrico.

O presidente do Instituto Acende Brasil, Claudio Sales, acredita que a recuperação das hidrelétricas vai ajudar a segurar o preço da conta de luz.

“O Brasil, diferente de outros países da Europa, tem uma matriz preponderantemente renovável. Cerca de 80% do que consumimos vêm de fontes renováveis, com destaque para as usinas hidrelétricas”, explicou.

Em 2021, a falta de chuvas levou o país à maior crise hídrica dos últimos 90 anos. Com os reservatórios das hidrelétricas em níveis críticos, os gastos com os acionamentos das termelétricas e importação de países vizinhos subiram 572%, passando de R$ 3,7 bilhões, em 2020, para R$ 24,9 bilhões no ano passado, segundo dados do Ministério de Minas e Energia...

Fonte: CNN Brasil

Leia mais em:

https://www.cnnbrasil.com.br/business/guerra-deve-trazer-impacto-modesto-a-energia-eletrica-diz-instituto-acende-brasil/

Aneel aprova novo empréstimo para distribuidoras de energia elétrica

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (15/03) um novo empréstimo para distribuidoras de energia elétrica que pode chegar a R$ 10,5 bilhões. Conforme a reguladora, a operação, determinada pela Medida Provisória n° 1.078/2021 e pelo Decreto n° 10.939/2022, será financiada por um grupo de bancos públicos e privados e visa reduzir os impactos financeiros dos custos referentes à compra de energia elétrica no período de escassez hídrica de 2021.

A Aneel informou que a primeira parte dos recursos, que totalizam R$ 5,3 bilhões, será depositada nas próximas semanas na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e posteriormente repassados às distribuidoras.

O valor inclui R$ 540 milhões do déficit da Conta Bandeiras, R$ 790 milhões dos custos de importação de energia em julho e agosto de 2021, R$ 1,68 bilhão do bônus de redução voluntária e R$ 2,33 bilhões de cobrança postergada pelas distribuidoras em tarifas de 2021 e 2022...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/noticias/politica/regulacao/aneel-aprova-novo-emprestimo-para-distribuidoras-de-energia-eletrica

GD passa a ser certificada pelo programa brasileiro de energia renovável

Representantes da ABGD (Associação Brasileira de Geração Distribuída) e do Instituto Totum assinaram o termo que inclui a GD (geração distribuída) fotovoltaica no Programa Brasileiro de Energia Renovável. A assinatura foi realizada durante o 12º Fórum de Geração Distribuída Sudeste.

O evento, realizado na capital paulista pelo Grupo FRG, ocorre anualmente e reúne provedores de soluções, EPCs, integradores, distribuidores, fabricantes, profissionais e acadêmicos que têm em comum a atuação direta ou indireta na geração distribuída oriunda de fontes renováveis de energia.

O Instituto Totum é o certificador acreditado pela Secretaria de Previdência Social , que emite certificado de energia renovável, o I-RECs (International REC Standard).

Com isso, o consumidor pode comprovar que a energia consumida é proveniente de fontes renováveis. A certificação pode ser emitida para fontes renováveis eólica, solar, hidráulica e biomassa...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/gd-passa-a-ser-certificada-pelo-programa-brasileiro-de-energia-renovavel/

Ceará sedia Intersolar Summit Brasil Nordeste nos dias 27 e 28 de abril

Nos dias 27 e 28 de abril o Centro de Eventos do Ceará, localizado na Avenida Washington Soares, 999, Edson Queiroz, Fortaleza (CE) sediará o Intersolar Summit Brasil Nordeste.

A expansão da energia solar no Brasil, a criação de mais empregos, o aumento da renda, a alta nos investimentos no setor e o leilão que o governo vai realizar para expandir o parque nacional serão os principais temas discutidos durante os dois dias no congresso Intersolar Summit Brasil Nordeste.

Segundo a organização do evento, cerca de 300 congressistas, 30 palestrantes e 50 expositores de primeira linha discutirão não só políticas, desafios jurídicos e marcos regulatórios, mas também financiamento e soluções de integração com a rede.

Além disso, durante os dois dias de eventos serão abordados o mercado de energia solar no Ceará, a GD (geração distribuída) e a GC (geração centralizada) solar, o armazenamento de energia, geração híbrida, tecnologia & inovação, aspectos institucionais como a reforma do setor elétrico e o PDE 2029,a resolução normativa 482 da Aneel, financiamento e seguros…

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/ceara-sedia-intersolar-summit-brasil-nordeste-nos-dias-27-e-28-de-abril/

EPE estuda inserção de reatores modulares no Brasil

No contexto atual de guerra na Europa e escalada nos preços dos combustíveis, como combinar os imperativos da segurança energética com o ritmo de transição e descarbonização que o setor elétrico necessita? Foi com essa tônica que o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Thiago Barral, iniciou sua apresentação durante um webinar nessa terça-feira, 15 de março, organizado pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri) com objetivo de debater os rumos e perspectivas da energia nuclear no Brasil.

Para Barral, a nuclear é interessante justamente pois suas características de energia limpa e firme combinarem com as dimensões da transição e da segurança energética. Representando atualmente 2,5% da matriz nacional, o que poderá ser ampliado com a conclusão de Angra 3, ele lembra que a fonte teve um impulso muito grande na década de 1970 após o choque do petróleo, que impactou todo segmento energético, e que nesse momento passa por um momento de revisão em todo mundo…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53205159/epe-estuda-insercao-de-reatores-modulares-no-brasil

BBCE traz plataforma tecnológica de olho em novos mercados e negócios

Foi realizado nesta terça-feira, 15 de março, pelo Balcão Brasileiro de Comercialização de Energia o pré- lançamento do E-Hub, nova estrutura tecnológica para negociação em diferentes mercados. De acordo com Carlos Ratto, presidente do BBCE, o projeto vai além do aspecto tecnológico, trazendo um modelo de negócio em plataforma, mas com um ecossistema capaz de permitir o desenvolvimento de novos serviços e que serviços de terceiros sejam adicionados na solução. “É muito mais do que um projeto de tecnologia. Tem um alinhamento muito grande com o nosso modelo de negócio com aquilo que a BBCE já é hoje e quer ser no futuro”, explica. A expectativa é que o EHub seja lançado no fim do primeiro semestre deste ano.

O investimento não foi revelado, mas o executivo conta que foi usado o que há de mais avançado. AWS é o provedor de cloud; a Oracle vem como provedor de base de dados; a DynamoDB é a provedora de base de dados transacionais; SonarSource é o como avaliador de código-fonte; Kafka para gerenciar as filas; Kong como ApiManager e Control-M para executar a malha batch...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53205149/bbce-traz-plataforma-tecnologica-de-olho-em-novos-mercados-e-negocios

Enel X e CDP renovam parceria para acesso a soluções de energia renovável

A Enel X anunciou que pelo segundo ano consecutivo se juntou à Disclose Insight Action (CDP) como “provedora gold de soluções para mudança climática”. O acordo de parceria visa melhorar o acesso das empresas a soluções de energia renovável. Como provedora, a Enel X pode auxiliar as empresas no rastreamento e na redução de suas emissões diretas e indiretas. Subsidiária da Enel e empresa mais uma vez reconhecida na Lista A do CDP em dezembro passado por sua liderança em ação ambiental , a Enel X tornou-se referência no desenvolvimento de tecnologias inovadoras e sustentáveis.

Para o CEO da Enel X, Francesco Venturini, a parceria ressalta o trabalho em conjunto para a conquista de uma sociedade verdadeiramente sustentável e Net-Zero. Ele conta que através do esforço conjunto é possível ajuda os clientes a atender às suas necessidades, como alcançar metas Net-Zero; aproveitar as oportunidades de transição energética; coletar, monitorar e gerenciar dados de emissões, bem como a comunicar conquistas de sustentabilidade…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53205035/enel-x-e-cdp-renovam-parceria-para-acesso-a-solucoes-de-energia-renovavel

Edital do Leilão de Transmissão recebe aprovação preliminar

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL realizou nesta terça-feira (15/2) a aprovação preliminar do edital do Leilão nº 1/2022, o primeiro Leilão de Transmissão de 2022. O documento trata da licitação de 13 lotes para a construção e a manutenção de 5.291 quilômetros de linhas de transmissão e de 6.260 megavolt-ampéres (MVA) em capacidade de transformação de subestações, com expectativa de investimento de R$ 15,3 bilhões. O leilão está marcado para 30 de junho de 2022 na sede da B3, em São Paulo.

Os empreendimentos, com prazo de conclusão de 42 a 60 meses, contemplarão os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. Dos R$ 15,3 bilhões de investimentos previstos, R$ 12,08 bilhões se concentrarão em Minas Gerais (Lotes 1 a 3), para escoamento da energia gerada por fontes renováveis. É esperada a geração de 31.419 empregos diretos durante o período de construção dos empreendimentos...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://bit.ly/34Sn8eZ