16/02/2022

Leilão de transmissão de energia prevê R$ 15,2 bi em investimentos

As limitações das linhas de transmissão são um problema crônico do setor elétrico

O próximo leilão de linhas de transmissão de energia, marcado para 30 de junho, prevê a construção de 5.291 quilômetros de novas redes em todo o País, com investimento total de R$ 15,2 bilhões. A estimativa é de que sejam gerados 31,4 mil empregos na execução das obras, que varia entre 42 e 60 meses.

Os empreendimentos serão executados em Amapá, Acre, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. Pelas regras do leilão, as concessões, que foram divididas em 13 lotes, terão prazo de 30 anos, prorrogáveis por igual período. A previsão é de que o edital do leilão seja publicado até 26 de maio. A assinatura dos contratos deve ocorrer em 30 de setembro...

Fonte: Abinee - O Estado de SP

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=344705&sid=105

ANEEL começa campanha de fiscalização de usinas em implantação

A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) iniciou a Campanha de Fiscalização de Usinas com CUST (Contrato de Uso do Sistema de Transmissão) celebrado e sem obras iniciadas.

Segundo a Agência, as ações de fiscalização serão realizadas ao longo do 1° semestre de 2022 e as empresas selecionadas serão comunicadas ainda neste mês.

As ações da campanha contarão com a participação da ARCE (Agência Reguladora do Estado do Ceará) e da ARPE (Agência de Regulação de Pernambuco).

A primeira fase da campanha, iniciada em janeiro, consistiu em identificar empreendimentos que possuem compromisso contratual com o sistema de transmissão até o final de 2022 e que não tenham dado início às obras...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/aneel-comeca-campanha-de-fiscalizacao-de-usinas-em-implantacao/

Ministro de Minas e Energia diz que empresa russa pode integrar consórcio na usina de Angra 3

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou nesta quarta-feira (16) que a empresa russa Rosatom poderá participar do consórcio que finalizará a obra da usina nuclear de Angra 3.

Bento deu a declaração em Moscou. Ele integra a comitiva do presidente Jair Bolsonaro na viagem à Rússia. O chefe de estado brasileiro se encontrou nesta quarta com o presidente russo Vladimir Putin.

A jornalistas, Bento disse que a empresa russa Rosatom tem conversado para integrar o consórcio que será contratado para concluir a usina de Angra 3.

“As obras estão em andamento, mas a Eletronuclear vai escolher uma empresa que seja especialista no setor de usinas nucleares, evidentemente que a Rosatom é uma delas, entre outras que existem no mundo, para finalizar a obra e entrar em operação no início de 2026”, disse o ministro...

Fonte: G1

Leia mais em:

https://g1.globo.com/politica/noticia/2022/02/16/ministro-de-minas-e-energia-diz-que-empresa-russa-pode-integrar-consorcio-na-usina-de-angra-3.ghtml

Intelbras anuncia aquisição da Renovigi Energia Solar por R$ 334 milhões

A Intelbras anunciou a aquisição da Renovigi Energia Solar. Conforme fato relevante publicado na terça-feira (15/02) após o fechamento do mercado, a transação se dará pelo preço total estimado de R$ 334 milhões, o que inclui valores futuros a serem pagos conforme atingimento de metas. A conclusão da aquisição está sujeita às aprovações regulamentares exigidas por lei, do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e demais autoridades econômicas.

Ainda conforme o comunicado, as operações de ambas as companhias, assim como as políticas comerciais e de produtos, continuarão independentes no período em que as parcelas do preço de aquisição ainda estiverem em aberto.

A Intelbras destacou que o objetivo do negócio é ampliar a oferta de soluções no mercado de energia solar, avançando no segmento de geração distribuída no País…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/noticias/negocios/empresas/intelbras-anuncia-aquisicao-da-renovigi-energia-solar-por-r-334-milhoes

Engie Brasil confirma saída de negócio de geração distribuída

A Engie Brasil confirmou a saída do negócio de geração distribuída, por meio da intenção da venda da subsidiária Engie Geração Solar Distribuída (EGSD). O comunicado foi feito na divulgação dos resultados financeiros do 4º trimestre e do ano de 2021. O balanço trouxe contabilizado R$ 78 milhões de impairment nos investidos mantidos na empresa.

“Estamos descontinuando nossa atividade de GD. Avaliamos que é um negócio de baixo valor agregado, baixa barreira de entrada, com uma pulverização muito grande de mercado. Acaba fazendo com que a companhia perca foco no principal negócio”, declarou o diretor presidente e de relações com investidores da Engie Brasil, Eduardo Sattamini, nesta terça-feira (15/02), durante teleconferência de apresentação de resultados…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/noticias/negocios/empresas/engie-brasil-confirma-saida-de-negocio-de-geracao-distribuida

First 3GPP Release 15 small cell for smart metering

The small cell from Taiwanese advanced metering infrastructure (AMI) and Internet of Things (IoT) solutions provider Ubiik is claimed the world’s first supporting the 3GPP standard’s 5G Release 15 specification.

Hermes integrates a full software Release 15 radio access network optimised for private networks, with multi-carrier standalone NB-IOT support as well as standalone LTE-M in 1.4MHz, 3MHz and 5MHz bandwidths, including VoLTE.

It can operate as a small cell with an external evolved packet core (EPC) network with LTE Cat-1 and Ethernet backhaul options, as well as an access point with built-in EPC and integrated home subscriber server (external HSS via S6a is also supported).

Hermes’ Release 15 support, which includes early data transmission and radio link control unacknowledged mode, is considered a perfect fit for power sensitive NB-IoT use cases like water metering, as well as complementing the coverage of public mobile network operators by operating in guard bands in hard to reach areas...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-meters/first-3gpp-release-15-small-cell-for-smart-metering/

Braskem e Veolia fazem parceria para implementar projeto de biomassa em Alagoas

Braskem e Veolia assinaram um acordo de R$ 400 milhões de investimento para produzir energia renovável com o uso de vapor a partir de biomassa de eucalipto em Alagoas. A empresa informou que o projeto vai gerar 900 mil toneladas de vapor/ano, durante 20 anos, o que significará a redução de emissões de aproximadamente 150 mil toneladas de CO2 por ano.

Com previsão para início da operação em 2023, a planta em Marechal Deodoro (AL) irá gerar um impacto socioambiental positivo para a região e para o país e está em linha com a estratégia global de desenvolvimento sustentável e com o propósito de transformação sustentável das companhias. Além disso, o projeto vai criar mais de 400 empregos diretos durante a fase de construção e aproximadamente 100 postos de trabalho na operação (pós-obra)…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53202591/braskem-e-veolia-fazem-parceria-para-implementar-projeto-de-biomassa-em-alagoas

Aneel confirma resultado de leilões A-1 e A-2

O resultado dos leilões de energia existente A-1 e A-2 de 2021 foi confirmado pela Agência Nacional de Energia Elétrica nesta terça-feira, 15 de fevereiro. A Aneel habilitou todos os vendedores nos certames, que aconteceram de forma sequencial em 3 de dezembro.

No A-1, foram negociados contratos de energia elétrica com preço médio de R$ 209,25/MWh e deságio médio de 12,81% em relação ao preço-teto. O suprimento foi iniciado em 1º de janeiro de 2022. O leilão teve como vendedoras Alupar Investimento, Copel Comercialização, Safira Administração e Comercialização de Energia e Brasil Comercializadora de Energias.

No A-2, a contratação teve lance médio de R$ 199,97/MWh, com deságio de 0,02% em relação ao valor inicial. A entrega da energia será feita a partir de 1º de janeiro de 2023. Os vendedores foram: Eletronorte, Kroma Comercializadora de Energia, Máxima Energia Comercializadora e Vivaz Energia.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53202585/aneel-confirma-resultado-de-leiloes-a-1-e-a-2

Galp fala em expandir presença em renováveis no Brasil

O CEO da Galp, Andy Brown, afirmou em entrevista em Lisboa que a empresa busca oportunidades no Brasil, para expandir sua presença em fontes de geração renováveis. Em outubro do ano passado, a petroleira portuguesa anunciou a aquisição de dois projetos solar fotovoltaicos na Bahia e no Rio Grande do Norte, que somam em torno de 600 MW de capacidade instalada.

O executivo destacou que a Galp quer uma posição também no mercado de gás no país, mas procura diversificar o portfólio com a aposta em renováveis, em um mercado que Brown considera rico em oportunidades e atrativo a investimentos. Ele destacou ainda a capacidade do país na produção de hidrogênio.

A empresa está há duas décadas no Brasil, e na última década, lembrou o executivo, investiu cerca de US$5 bilhões na exploração e produção de petróleo, aumentando significativamente sua participação nesse mercado, em parceria com a Petrobras...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53202526/galp-fala-em-expandir-presenca-em-renovaveis-no-brasil

Energisa conclui compra de transmissora no MT

A Energisa divulgou em comunicado ao mercado na última sexta-feira, 11 de fevereiro, que concluiu a aquisição de 100% do capital social total e votante da Geogroup Paranaíta Transmissora de Energia SPE. A Energisa Transmissão pagou R$ 102.086.114,96 pela compra. A operação havia sido anunciada em dezembro do ano passado e em janeiro desse ano o Conselho Administrativo de Defesa Econômica autorizou a compra.

A SPE Paranaíta possui uma subestação de 500/138 kV, 150 MVA e fica na divisa dos estados de Mato Grosso e Pará. O empreendimento faz conexão com a Energisa Mato Grosso e tem uma Receita Anual Permitida de R$ 10,9 milhões.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53202460/energisa-conclui-compra-de-transmissora-no-mt

Eletrobras adere a métricas do capitalismo de stakeholders

A Eletrobras aderiu à iniciativa Métricas do Capitalismo dos Stakeholders, liderada pelo Fórum Econômico Mundial, que tem o objetivo de amplificar a voz do setor corporativo para criar uma solução global para relatórios ESG. A companhia recebeu o convite do fórum em dezembro de 2021, pela sua participação nas esferas de discussão empresarial e a adesão está se efetivando em fevereiro, após aprovação da Diretoria Executiva da Eletrobras.

Segundo o diretor de Gestão Corporativa e Sustentabilidade da Eletrobras, Luiz Augusto Figueira, as empresas que buscam alinhar seus objetivos às prioridades de longo prazo da sociedade, como articulados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, são mais propensas a criar valor sustentável de longo prazo, enquanto dirigem resultados positivos para os negócios, a economia, a sociedade e o planeta, sendo uma importante definição de capitalismo dos stakeholders…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53202383/eletrobras-adere-a-metricas-do-capitalismo-de-stakeholders