top of page

15/04/2024

Governo habilita comercializadoras Bolt e Tradener a importar energia da Venezuela

O Ministério de Minas e Energia habilitou nesta segunda-feira as comercializadoras Bolt Energy e Tradener a importar energia elétrica da Venezuela, ampliando a concorrência no processo que visa reduzir os custos com geração para suprimento de energia ao Estado de Roraima.
As importações por essas empresas ainda estão sujeitas a autorizações da agência reguladora de energia Aneel, do operador do sistema elétrico ONS e deliberação pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) quanto a preço e volume dos contratos de energia negociados com a Venezuela.
À Reuters, o presidente da Bolt, Gustavo Ayala, disse que a contratação da energia da Venezuela entrará em fase de negociação e que sua expectativa é iniciar a operação em maio, já com todas as aprovações do governo brasileiro e após a conclusão de testes técnicos na linha de transmissão que conecta os países.
Segundo ele, esses testes deverão ser finalizados neste mês, depois de obras que foram realizadas pelo país vizinho para recuperar as instalações que estavam paralisadas desde 2019, quando o Brasil deixou de importar energia em meio à deterioração das relações bilaterais entre as nações…

Fonte: Terra

Leia mais em:

https://www.terra.com.br/economia/governo-habilita-comercializadoras-bolt-e-tradener-a-importar-energia-da-venezuela,9ae62431ea6779a5880c448f5e7303312a3fxsxo.html

Entenda o que é a certificação de energia renovável 24/7

A certificação de energia renovável já é comum no mercado brasileiro. Com ela, empresas podem adquirir certificados (o mais comum se chama I-REC) que comprovem que seu consumo mensal (ou anual) de eletricidade foi obtido a partir de fontes renováveis – principalmente eólicas e solares.
Entretanto, na Europa e nos Estados Unidos tem se popularizado a certificação 24/7 de energia renovável (ou “24/7 carbon free energy”, como é conhecida). Mas, qual a diferença?
Com a certificação tradicional, uma empresa respalda seu consumo de um dado mês, ou ano, com certificados renováveis. Porém, não necessariamente a energia renovável associada foi produzida nos momentos, ou na mesma localidade, em que o consumo de fato ocorreu.
Por exemplo, uma empresa que consome energia durante a noite pode comprar certificados de usinas solares, que produzem apenas durante o dia, e declarar que todo seu consumo foi atendido por energia renovável...

Fonte: Exame

Leia mais em:

https://exame.com/esg/entenda-o-que-e-a-certificacao-de-energia-renovavel-24-7/

Novo decreto das distribuidoras de energia deverá ter regras mais rígidas para as empresas

O governo federal quer aumentar os dispositivos de fiscalização e controle dos novos contratos que deverão ser firmados com as distribuidoras de energia elétrica no país. As medidas deverão constar no decreto que será publicado nos próximos 15 dias e que tratam sobre a renovação de contratos no setor, conforme o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira.
A preocupação se deu após a clara insatisfação do governo com a prestação de serviço da Enel, em São Paulo. A capital tem sofrido com as quedas constantes de energia elétrica e a demora da empresa para resolver a crise tem sido criticada pela prefeitura, o estado e também pelo governo federal. Segundo o ministro Alexandre Silveira, o novo decreto que trata sobre a renovação desses contratos deverá prever a criação de canais de interlocução das distribuidoras com as prefeituras e os consumidores, além de novas formas de medir a qualidade da distribuição de energia elétrica.

Fonte: Itatiaia

Leia mais em:

https://www.itatiaia.com.br/politica/2024/04/15/novo-decreto-das-distribuidoras-de-energia-devera-ter-regras-mais-rigidas-para-as-empresas

A revolução do smart metering no setor elétrico

A revolução dos medidores inteligentes está na vanguarda da transformação do setor elétrico, impulsionada pela inovação tecnológica e políticas regulatórias progressistas. Estes dispositivos, centrais para a mudança, melhoram a eficiência e oferecem controle inédito aos consumidores sobre seu consumo de energia.
Esta evolução reflete uma nova era de autonomia energética, transformando consumidores em “prosumidores” e destacando a importância de alinhar as inovações tecnológicas com as políticas regulatórias para criar um setor elétrico resiliente e adaptado ao futuro, equilibrando as demandas de um mundo em rápida mudança com a jornada rumo à sustentabilidade.
Popularização dos smart meters e seus motivadores
A liberalização do mercado de energia, notadamente nos segmentos de baixa tensão, sinaliza a necessidade imperativa dos medidores inteligentes, estabelecendo-os como ferramentas cruciais para fomentar a autonomia e a eficiência energética. Eles empoderam os consumidores com a capacidade de tomar decisões informadas, baseadas em insights precisos sobre o consumo e custos energéticos...

Fonte: Jota Info

Leia mais em:

https://www.jota.info/opiniao-e-analise/artigos/a-revolucao-do-smart-metering-no-setor-eletrico-15042024

Uso de energia exigido pela IA acende alerta vermelho

A CTO da empresa Ceres Power, responsável por desenvolver tecnologias de energia limpa, expressou sua preocupação em relação ao uso de energia ligado à inteligência artificial. Em um encontro chamado IOT: Powering the Digital Economy, Caroline Hargrove afirmou: "O que me assusta é o consumo de energia se você está utilizando o ChatGPT."
A inquietação da executiva tem razão de ser. Um relatório da Agência Internacional de Energia publicado em janeiro apontou que, enquanto uma busca média no Google usa 0,3 watt-hora de energia, a resposta a um prompt no ChatGPT gasta 2,9 watt-hora.
O levantamento indicou ainda que, até 2026, espera-se que o crescimento da indústria de IA impulsione a demanda de eletricidade para dez vezes a que foi em 2023.
"Por mais que eu seja uma grande fã de usar dados para otimizar tudo, deveríamos usá-los para reduzir o nosso consumo", reiterou Hargrove...

Fonte: Exame

Leia mais em:

https://exame.com/tecnologia/uso-de-energia-exigido-pela-ia-acende-alerta-vermelho/

Falha em sistema de transmissão interrompe 920 MW de carga em Manaus

No último domingo (14), uma falha no sistema de transmissão de energia elétrica ocasionou a interrupção de 920 MW de carga em Manaus (AM), resultando na falta de luz para cerca de 85% dos consumidores na capital e regiões adjacentes.
Conforme relatório do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), por volta das 15h houve o desligamento dos circuitos 1 e 2 da linha de transmissão 230 kV Lechua/Manaus, pertencente à concessionária Amazonas Energia, resultando na interrupção de 400 MW de carga.
Às 16h07, quando aproximadamente 130 MW da carga inicialmente interrompida foram restauradas, ocorreu um novo desligamento nos setores de 500 kV e 230 kV da Subestação Lechua, de propriedade da empresa Evoltz, acarretando em mais 650 MW de carga interrompida na área de Manaus.
Por volta das 18h40, cerca de 80% da carga prevista para o horário havia sido restabelecida, restando apenas operações de manobras por parte da distribuidora local. O fornecimento da energia para 100% dos moradores só foi normalizada no final da noite...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/falha-interrompe-920-mw-de-carga-em-manaus/

São Paulo e Itália negociam acordos em prol das energias renováveis 

Representantes do Governo do Estado de São Paulo se reuniram, na última terça-feira (9), com a vice-ministra das Relações Exteriores e Cooperação Internacional da Itália, Maria Tripodi, no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista.
O encontro, articulado pela Secretaria de Negócios Internacionais, teve como objetivo fortalecer as relações comerciais e empresariais com o país europeu para realizar acordos bilaterais em prol do desenvolvimento de setores como de energias renováveis e de transporte sustentável. 
Ao todo, o Estado de São Paulo já conta com mais de dez memorandos de cooperação internacionais para tratativas bilaterais nas áreas de produção de energia limpa, biocombustível, promoção de economia de baixo carbono, além de medidas contra mudanças climáticas.
Ao Canal Solar, o governo paulista informou que a reunião com a vice-ministra italiana envolveu tratativas preliminares e que, por enquanto, prefere não comentar negociações em estágio inicial...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/sao-paulo-italia-acordos-energias-renovaveis/

Ministro apoia renovação dos contratos na distribuição

Colocando-se favorável a renovação dos atuais contratos, o ministro Alexandre Silveira quer que o governo avance rapidamente no processo de renovação das concessões na distribuição. O chefe do MME, que participou nesta sexta-feira, 12 de abril, do Fórum Brasileiro de Líderes em Energia, considera esse como o caminho mais seguro e correto. “Nós estamos convictos que o melhor caminho é o que já nos aponta a lei atual, o da renovação. Não podemos abrir mão de R$ 140 bilhões já aprovados no plano de investimentos dessas distribuidoras”, avisa.
No evento, Silveira classificou a distribuição como a parte mais sensível do setor. Segundo ele, os contratos atuais não atendem mais as expectativas da sociedade brasileira. Para ele, os índices de DEC e FEC precisam ser aprimorados e os prefeitos devem ter uma ligação mais direta com as distribuidoras para melhorar a qualidade do serviço. “Precisamos buscar além da percepção técnica, a percepção social sobre a qualidade do serviço”, comenta...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53276064/ministro-apoia-renovacao-dos-contratos-na-distribuicao

Justiça suspende presidente do conselho da Petrobras

Uma decisão cautelar movida por ação popular em curso na 21ª Vara Cível Federal de São Paulo determinou a suspensão de Pietro Adamo Sampaio Mendes como presidente do conselho de administração da Petrobras. Segundo comunicado da empresa, a decisão é baseada em alegações de descumprimento de requisitos do Estatuto Social da companhia no processo de indicação do nome.
Em resposta, a Petrobras afirmou que buscará a reforma da referida decisão por meio de recurso cabível, de forma a defender a higidez de seus procedimentos de governança interna, assim como tem atuado em outras ações em curso na mesma Vara questionando indicações ao conselho, como a de Sérgio Machado Rezende no começo dessa semana.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53276041/justica-suspende-presidente-do-conselho-da-petrobras

Light assina acordo de R$ 4,9 bi com credores

A Light assinou um acordo preliminar no âmbito de seu processo de recuperação judicial com gestores de fundos titulares de cerca de R$ 4,9 bilhões em debêntures emitidas pela companhia. Segundo o comunicado divulgado, o acordo reflete os principais termos e condições econômicos para a repactuação dessa dívida de R$ 11 bilhões, estando sujeito à negociação e celebração dos documentos definitivos entre as partes, incluindo o aditamento ao plano de recuperação.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53276037/light-assina-acordo-de-r-49-bi-com-credores

bottom of page