13/01/2021

Celpe promove melhorias em rede elétrica

A Celpe promoveu uma série de intervenções na rede elétrica dos bairros Cruz de Rebouças, Desterro, Rubina, Bonfim e Santa Luzia, na cidade de Abreu e Lima (PE). Segundo a companhia, foi construído um novo circuito elétrico para atender a região, o que proporcionou uma melhora no nível de tensão oferecido aos consumidores. Com a conclusão da obra, o fornecimento está mais estável, garantindo melhor qualidade para cerca de 75 mil pessoas que residem na localidade.

A distribuidora informou que foram instalados religadores em locais estratégicos da rede elétrica. Esses equipamentos fazem com que o Centro de Operações da Celpe, no Recife, consiga transferir a carga de um local para o outro antes mesmo de as equipes chegarem para o atendimento, o que contribui diretamente para um tempo menor de espera pelo restabelecimento no fornecimento de energia.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53160540/celpe-promove-melhorias-em-rede-eletrica

Copel instala 2,8 mil km de rede trifásica em áreas rurais

A Copel anunciou que finalizou ainda em 2020 a implementação de 2.807 quilômetros de novas redes de energia elétrica trifásica, resultado que supera em 12% o total planejado para o ano pelo programa Paraná Trifásico, que era de 2,5 mil quilômetros. De acordo com a companhia, estão previstos ainda a construção de mais 3 mil quilômetros de novas redes neste ano, 4,5 mil quilômetros em 2022 e de 5 mil em cada ano, entre 2023 e 2025.

Do montante concluído, 668 quilômetros foram construídos na região Centro-Sul, 646 km na região Leste, 573 km no Oeste e Sudoeste, 501 km no Noroeste e 419 km no Norte do Paraná. Ao todo foram aplicados R$ 261 milhões, marca que ultrapassou os R$ 210 milhões orçados anteriormente.

Além de garantir energia de mais qualidade e com maior segurança, o programa proporciona o acesso do produtor rural à rede trifásica a um custo muito inferior do que é pago atualmente, com a empresa anunciando aporte de R$ 2,1 bilhões para a tecnologia chegar a todos os cantos do estado...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53160513/copel-instala-28-mil-km-de-rede-trifasica-em-areas-rurais

GoodWe anuncia novidades para mercado de energia solar no Brasil

Têm novidades para o setor fotovoltaico no Brasil. A fabricante chinesa GoodWe informou que ampliará seu portfólio com o novo equipamento da Linha HT, cujas potências são de 100 kW, 110 kW, 120 kW e 136 kW.  As primeiras unidades vendidas já estão embarcando para o mercado brasileiro.

Sérgio Carvalho, Country Manager da GoodWe, ressaltou também que para o segundo semestre deste ano a empresa continuará se dedicando a GC (geração centralizada) e lançará o inversor HT 250 kW, da mesma linha, porém com potência superior.

Ademais, o executivo destacou ainda a atuação da fabricante no mercado brasileiro, que encerrou 2020 com crescimento acelerado. Ao total, obtiveram um aumento de 202% em MW instalados e 231% em receita, em comparação com o ano de 2019...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/noticias/item/1446-goodwe-anuncia-novidades-para-mercado-de-energia-solar-no-brasil

A segurança do mercado livre de energia, que desponta na lista de pautas prioritárias para o setor elétrico em 2021, entrou na agenda de trabalho da CTG Brasil, segunda maior geradora privada do país. 

A subsidiária da gigante chinesa acaba de iniciar um projeto de pesquisa e desenvolvimento (P&D) junto com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) para desenvolver uma ferramenta de medição de risco de crédito e risco de contraparte dos participantes do mercado livre, incluindo comercializadoras, geradoras e consumidores. 

O projeto, que receberá investimento de R$ 4 milhões, visa um aprimoramento do atual sistema de garantias, visto como defasado num momento em que o mercado livre ganha cada vez mais importância no setor elétrico, diante do aumento do número de agentes e do surgimento de iniciativas como os derivativos de energia...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=335577&sid=105

Energia solar deve atrair 5 mil novas empresas ao mercado em 2021

A energia solar vive um momento único no Brasil. No último ano, mesmo em contexto de pandemia, a capacidade energética do setor cresceu cerca de 52% e hoje, a solar é vista como a principal fonte a encabeçar a retomada verde no país e a transição para uma economia 100% limpa e renovável, seguida da eólica, hidrelétrica e do gás natural.

A ascensão também se refletiu no ambiente corporativo: em 2020, surgiram cerca de 450 novas empresas do setor a cada mês. Neste ano, as estimativas são ainda mais otimistas, e a perspectiva é de que 5.400 companhias comecem suas operações no Brasil até dezembro, segundo mapeamento do Portal Solar, principal marketplace de energia solar fotovoltaica no país. O crescimento, segundo a empresa, corresponde a uma alta de 27% quando comparado ao volume total de empresas no segmento fotovoltaico no país, que hoje conta com 20 mil companhias…

Fonte: Exame

Leia mais em:

https://exame.com/invest/esg/energia-solar-deve-atrair-5-mil-novas-empresas-ao-mercado-em-2021/

Revisão do regulamento da geração distribuída (GD) é estabelecida pela Aneel, protagonizando a agenda regulatória do primeiro semestre de 2021

O aperfeiçoamento da Resolução Normativa nº 482/2012 (REN 482), que aborda a micro e minigeração distribuída, foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Essa revisão foi colocada como item prioritário para a agenda regulatória do primeiro semestre de 2021.

No mesmo dia, foi autorizado o regime de urgência para o Projeto de Lei que trata da mesma questão. Essas ações foram realizadas menos de um mês após a divulgação de um acordo do Tribunal de Contas da União (TCU) que estabeleceu um período de 90 dias para a Aneel anunciar um plano de atuação relativo à REN 482.

Efrain Cruz, diretor da Aneel e relator da revisão, comunicou em entrevista ao podcast Um Lugar ao Sol, realizado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), que a agência prevê que o tema será colocado em pauta no momento em que houver um acordo entre todas as pessoas envolvidas no debate. Ele afirmou que o projeto irá abarcar todas as solicitações das associações que pertencem ao setor…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/geracao-distribuida/revisao-do-regulamento-da-geracao-distribuida-gd-e-estabelecida-pela-aneel-protagonizando-a-agenda-regulatoria-do-primeiro-semestre-de-2021.html

Minas Gerais possui mais de 800 MW instalados em geração solar distribuída

Segundo pesquisas realizadas pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o estado de Minas Gerais ultrapassou a marca de 800 MW instalados em geração solar distribuída (GD). O território mineiro é protagonista nacional no setor, contando com sistemas fotovoltaicos em fachadas, telhados e pequenos terrenos de comércios, indústrias, residências, prédios públicos e áreas rurais.

De acordo com os dados levantados, o estado, sozinho, produz 19,6% da potência de energia solar distribuída. No total, são 68.050 conexões operacionais na região, englobando aproximadamente 98% dos 853 municípios, somando 95.707 consumidores de energia elétrica.

Liderando o ranking municipal de energia solar na GD do país, a cidade de Uberlândia cumpre 49,9 MW operacionais e 1,2% de toda a geração nesse segmento…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/geracao-distribuida/minas-gerais-possui-mais-de-800-mw-instalados-em-geracao-solar-distribuida.html

A partir de 2035, a energia solar fotovoltaica se tornará a fonte de geração elétrica mais utilizada globalmente

Segundo a Statkraft, a energia solar se tornará a fonte mais utilizada a partir de 2035. A companhia prevê que essa tecnologia de geração ultrapasse a hidrelétrica, eólica e carvão, por meio da redução dos custos de produção, maior flexibilidade quanto à localização das usinas e facilidade na construção destas.

O estudo realizado também prenuncia que, até 2050, a capacidade no segmento de energia mundial irá triplicar. As energias renováveis possuem um papel importante nesse cenário, visto que esse crescimento deverá acontecer por meio delas. A pesquisa indica que a energia solar irá crescer, em média, 12% ao ano, ao passo que a energia eólica aumentará em mais de 8% ao ano. No entanto, a energia hidrelétrica avançará de modo mais lento, com uma média de 1,5% ao ano...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-solar/a-partir-de-2035-a-energia-solar-fotovoltaica-se-tornara-a-fonte-de-geracao-eletrica-mais-utilizada-globalmente.html

Neoenergia prevê economia de 40% com nova tecnologia

A Neoenergia concluiu a instalação de uma ferramenta de hiperconvergência da empresa Nutanix em todas as suas distribuidoras – Celpe (PE), Coelba (BA) Cosern (RN) e Elektro (SP) e (MT), numa iniciativa que visa otimizar e automatizar determinados processos de infraestrutura e tecnologia da empresa, aumentando a confiabilidade e segurança no abastecimento de energia para as unidades consumidoras.

A hiperconvergência é um processo de unificação de estruturas tecnológicas, onde é possível reduzir em até 60% a infraestrutura que está dentro de um data center convencional, garantindo as mesmas características de redundância no sistema e escalabilidade do mesmo, gerando economia de aproximadamente 40% no custo dos processos.

“Hoje nós temos um agregado de tecnologia, que seria o espaçamento de disco, memória e processamento. Com o novo sistema, todos esses processos ficarão em apenas um lugar”, explicou o analista de infraestrutura da Neoenergia e coordenador do processo, Marlos Santos…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53160473/neoenergia-preve-economia-de-40-com-nova-tecnologia