11/09/2020

Cabos adequados nas instalações fotovoltaicas aumentam vida útil do sistema

A IFC COBRECOM alerta sobre a importância dos cabos adequados nas instalações fotovoltaicas para o desempenho e para a vida útil de todo o sistema fotovoltaico. A empresa é dedicada na produção desses cabos elétricos que devem seguir as normas técnicas do segmento, atendendo características específicas diferenciando-se dos cabos que são geralmente utilizados nas instalações elétricas de baixa tensão. 

“Os cabos elétricos utilizados em instalações fotovoltaicas devem atender as especificações da Norma ABNT NBR 16612 publicada em 2017”, revela o professor e engenheiro eletricista Hilton Moreno, que é também consultor técnico da IFC COBRECOM.

Moreno também reforça que entre os principais requisitos exigidos pela NBR 16612 estão: cabos para uso fotovoltaico adequados para operar em temperatura ambiente de – 15 ºC até 90 ºC com a máxima temperatura de operação para 120º C por 20.000 h, condutor de cobre estanhado, classe 5 de encordoamento, isolação e a cobertura constituídas por uma ou mais camadas extrudadas de composto não halogenado termofixo...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/cabos-adequados-nas-instalacoes-fotovoltaicas-aumentam-vida-util-do-sistema.html

Brasil retoma consumo de energia pré-pandemia antes de outros países, diz CCEE 

O consumo de energia, importante sinal da atividade econômica, já retomou níveis próximos aos verificados antes da pandemia no Brasil, em recuperação mais rápida que em outros países duramente atingidos pelo coronavírus, mostraram dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) nesta quinta-feira. Em agosto, a demanda por eletricidade no maior país da América Latina recuou apenas 0,3% se comparada ao mesmo período de 2019, com o melhor desempenho atribuído principalmente ao gradual relaxamento de medidas de isolamento decretadas por prefeituras e governos para conter a disseminação da doença. Em alguns países europeus que optaram por medidas ainda mais rigorosas de quarentena, os chamados "lockdowns", a retração do consumo de energia em base anual variou de 1% a 3% no mês passado, segundo números compilados pela CCEE. Na Itália, primeiro país onde o vírus chegou com força após a China, em fevereiro, o uso de eletricidade em agosto seguia 3% inferior aos níveis do ano passado...

Fonte: Uol

Leia mais em:

https://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2020/09/10/brasil-retoma-consumo-de-energia-pre-pandemia-antes-de-outros-paises-diz-ccee.htm

ETT cria aparelho portátil de energia solar

A empresa alemã ETT acaba de criar um gerador portátil de energia solar que pode ser instalado ou levado para qualquer lugar.  Batizado de SolMate, o equipamento produz até 25% da eletricidade necessária para uma residência, podendo economizar cerca de 6700 kg de gás carbônico. Nele, os painéis estão conectados à unidade de armazenamento por um cabo, que é simplesmente conectada a uma tomada padrão.

Por meio desse equipamento, todos serão capazes de produzir sua própria eletricidade. Basta instalá-lo na varanda, conectá-lo a uma tomada elétrica e fornecer sua própria eletricidade renovável para a casa.

A eletricidade gerada pelos painéis flui diretamente para a casa, conforme a necessidade, sem qualquer canteiro de obras em casa, sem qualquer instalador ou toneladas de papelada e sem causar interferência à rede de energia que alimenta a residência. A energia excedente fica armazenada, para ser usada sempre que houver necessidade...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/ett-cria-aparelho-portatil-de-energia-solar.html

Voltalia assina com Copel e vai construir usina solar de 260 MW no RN

A Voltalia assinou com a Copel um contrato de venda de energia de uma usina solar de 260 MW que será construída no cluster de Serra Branca, no Rio Grande do Norte. O contrato terá a duração de 14 anos e começa em 2023.

De acordo com Sébastien Clerc, CEO da Voltalia, com o contrato a empresa chega a 1,9 GW de projetos desenvolvidos no cluster. Segundo o executivo, o contrato com a Copel ratifica a qualidade do cluster eólico e solar, atraindo quem deseja comprar energia limpa. A parceria entre as empresas é antiga. A Copel é sócia na eólica de São Miguel do Gostoso, de 108 MW e foi uma das compradoras de energia da Solar Serra do Mel.

Hoje, a energia solar representa 20% da capacidade total instalada da Voltalia. A empresa pretende aumentar ainda mais esta tecnologia em suas três principais regiões, com 1 GW adicional de capacidade solar já assinado.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53146806/voltalia-assina-com-copel-e-vai-construir-usina-solar-de-260-mw-no-rn

State Grid termina ampliação de SE Nova Porto Primavera

A State Grid Brazil Holding concluiu as obras de ampliação da subestação Nova Porto Primavera, pertencente à sua concessionária Porto Primavera Transmissora de Energia, localizada em Rosana, no interior do estado de São Paulo. A SGBH investiu R$ 118 milhões no projeto que ampliou a área e capacidade de transformação da subestação Nova Porto Primavera, com a instalação do terceiro banco de Autotransformadores de 440/230 kV e implantação de um pátio de 440 kV, elevando a capacidade de transformação da Nova Porto Primavera em 450 MVA. A SE Nova Porto Primavera escoa parte da geração da Usina Hidrelétrica de Porto Primavera.

Apesar das restrições impostas pela pandemia, o projeto foi concluído dentro do prazo estabelecido pelo órgão regulador. Para mitigar os riscos e impactos, a SGBH adotou protocolos especiais de emergência e prevenção, garantindo a realização das atividades com segurança, sem registro de caso de contágio de Covid-19 entre os cerca de 150 funcionários mobilizados...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53146725/state-grid-termina-ampliacao-de-se-nova-porto-primavera

Copel vai investir R$ 820 mi em rede elétrica inteligente

A Copel irá investir R$ 820 milhões para modernizar a gestão e a distribuição de energia elétrica no Paraná, por meio da troca de medidores antigos de 1,5 milhão de unidades consumidoras residenciais e empresas urbanas e rurais por modelos inteligentes, automatizando a rede para 151 municípios das regiões Leste, Centro-Sul, Sudoeste e Oeste.

O Programa Rede Elétrica Inteligente foi lançado oficialmente nesta quarta-feira, 9 de setembro, em cerimônia realizada no Palácio Iguaçu, na capital Curitiba. Além da instalação dos medidores digitais, está previsto o lançamento de um sistema robusto de comunicação para conectar todas residências de aproximadamente 4,5 milhões de paranaenses e formar uma rede ativa com processamento de dados integrados.

“O governador nos deu uma orientação clara: crescer mas olhando com prioridade para o estado. Não dá para seguir expandindo nossa atuação enquanto porcos, galinhas e peixes morrem e safras de fumo são queimadas no interior por problemas com energia elétrica”, comentou o presidente da Copel, Daniel Slaviero, afirmando que o projeto representará a maior rede inteligente do Brasil, em um modelo que já existe em países como os Estados Unidos e o Japão...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53146677/copel-vai-investir-r-820-mi-em-rede-eletrica-inteligente