11/05/2022

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, foi exonerado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) nesta quarta (11), a pedido. A decisão foi publicada no DOU (Diário Oficial da União).

No lugar de Albuquerque, Bolsonaro nomeou Adolfo Sachsida, que deixou o cargo de chefe da Assessoria Especial do Ministro da Economia, Paulo Guedes.

A exoneração ocorreu após em menos de uma semana após o presidente fazer críticas à política de preços da Petrobras e exigir que os preços do diesel fossem congelados até o fim da crise internacional.

“Vocês não podem, ministro Bento Albuquerque e senhor José Mauro, da Petrobras, não podem aumentar o preço do diesel. Não estou apelando, estou fazendo uma constatação levando-se em conta o lucro abusivo que vocês têm. Vocês não podem quebrar o Brasil. É um apelo agora: Petrobras, não quebre o Brasil, não aumente o preço do petróleo. Eu não posso intervir. Vocês têm lucro, têm gordura e têm o papel social da Petrobras definido na Constituição”, disse Bolsonaro na última quinta-feira (5)...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/bento-albuquerque-e-exonerado-do-ministerio-de-minas-e-energia/

CEEE Equatorial registra crescimento no furto de cabos elétricos

A CEEE Grupo Equatorial vem registrando um número elevado de furto de cabos elétricos nos 72 municípios da área de sua concessão. Em 2021, cerca de 51,5 toneladas de cabos foram furtados, o que corresponde a um prejuízo de aproximadamente R$ 5 milhões. Já até abril de 2022, aproximadamente 25 toneladas de cabos foram subtraídos, registrando prejuízos de R$ 2,6 milhões. Em geral, os cabos são retirados para a extração do cobre, produto comumente vendido em ferros-velhos.

De acordo com a empresa, no ano passado, em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, foram registrados 1.065 casos na concessão do Grupo. No primeiro trimestre, este número já foi superado, chegando à 1.504 casos até março. As regiões mais impactadas são, em quantidade de ocorrências, a cidade de Porto Alegre, e em volume furtado, o litoral.

A prática em Porto Alegre caracteriza-se pelo furto pequeno, de cerca de 30m a 40m de cobre. Em 2022, até abril, já foram registrados 622 casos na cidade, que resultaram em 21 km de cabos furtados. Já no litoral, os furtos são maiores, com subtração de aproximadamente 3 km de cabos por ocorrência e dois casos por dia, em média. Até março deste ano foram registrados 196 casos que resultaram em 42,3 km de cabos furtados...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53211086/ceee-equatorial-registra-crescimento-no-furto-de-cabos-eletricos

Nos próximos cinco anos, a francesa Engie prevê desembolsar cerca de R$ 1 bilhão em programas de soluções em energia elétrica para a descarbonização de empresas e cidades, por meio de projetos de grande porte, com impacto na redução de custos e emissões de gases de efeito estufa.

O negócio é voltado para clientes com alto consumo de energia - para geração de vapor, aquecimento, ar condicionado, refrigeração e outras utilidades - e companhias com múltiplas unidades. O foco é no conceito de energia como serviço (“energy as a service”, na tradução para o inglês). Neste modelo, os clientes pagam por um serviço sem precisar realizar os investimento em infraestrutura ou equipamentos. No caso da Engie, a prioridade é oferecer fontes renováveis de geração de energia, como solar, biomassa ou biogás. É como um projeto de autoprodução gerida pela Engie. A expectativa é que os ganhos com eficiência e redução de custos para os clientes podem chegar a 25%...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=346256&sid=105

A ruptura do setor elétrico está próxima

O mercado de energia entrou em ebulição após a aprovação de urgência na Câmara dos Deputados do projeto de decreto legislativo para cancelar reajustes tarifários de 2022, na sua maioria com aumentos entre 15% e 25%, definidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A independência da agência reguladora está em jogo?

Este pode ser o início da ruptura de um setor que se reestruturou com base no respeito aos contratos. Essa interferência, no entanto, deve provocar uma reflexão dos rumos que o País almeja para seu mercado de energia. Um debate profundo exige que Executivo e Legislativo estejam sentados à mesa para repactuar não apenas o respeito à governança, mas uma reforma tática que resolva problemas que eram pequenos e se tornaram relevantes…

Fonte: Abinee - O Estado de SP

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=346257&sid=105

ANEEL aprovou a abertura de consulta pública para subsidiar a aprovação do edital e anexos dos Leilões nº 4 e nº 5/2022-ANEEL, denominados de Leilões de Energia Nova A-5 e A-6. Os certames, previstos para 16 de setembro de 2022, são destinados a contratar energia elétrica de novos empreendimentos de geração de fonte hidrelétrica, eólica, solar fotovoltaica e termelétrica.

A energia negociada no Leilão de Energia Nova A-5 será objeto de Contrato de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente Regulado (CCEAR), nas modalidades:

*quantidade, com prazo de suprimento de 20 anos, para empreendimento hidrelétrico (CGH, PCH, UHE até 50 MW);

*quantidade, com prazo de suprimento de 15 anos, diferenciado por fonte, para empreendimento eólico e solar fotovoltaico; e

*disponibilidade, com prazo de suprimento de 20 anos, diferenciado por fonte, para empreendimentos termelétricos a biomassa, a resíduos sólidos urbanos, a carvão mineral nacional e a biogás…

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://www.gov.br/aneel/pt-br/assuntos/noticias/2022/aneel-abre-consulta-para-subsidiar-aprovacao-do-edital-dos-leiloes-de-energia-nova-a-5-e-a-6

NEMA – new standard for electrical submeters

The standard, part of the SM 31000 series, covers the metrological requirements and associated testing for current sensors used with electrical energy submeters to assess accuracy.

It applies to multiple sensor technologies with a variety of outputs. These sensors enable current measurement for AC and DC electrical submetering.

The standard applies to both indoor and outdoor applications and covers temporary and permanently installed sensors for AC and DC applications.

An annex addresses voltage output current sensors for parallel applications.

The entire SM 31000 standards series is aimed to assist policymakers and facility managers as they expand the usage of electrical submeters in energy management applications by giving them confidence in quality measurement...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-meters/nema-new-standard-for-electrical-submeters/

Energisa vai agrupar distribuidoras em MG, RJ e na PB

A Energisa solicitou autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica para agrupar as áreas de concessão das distribuidoras de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraíba. As propostas prevêem a junção da Energisa MG com a Energisa Nova Friburgo, e da Energisa Paraíba com a Energisa Borborema.

A fusão, segundo a empresa, vai possibilitar redução dos custos de operação, melhoria nas condições de atendimento e modicidade tarifária. Os processos passarão por consulta pública entre 12 maio e 26 junho, com reuniões presenciais em Cataguases (MG), terra de origem do grupo empresarial, e em Campina Grande (PB), em datas a serem definidas.

A Energisa MG atende 462 mil unidades consumidoras em 66 municípios de Minas Gerais e dois no Rio de Janeiro, com população de 1 milhão de habitantes. A Energisa NF fornece energia para o município de Nova Friburgo (RJ), com 111 mil unidades consumidoras e 190 mil habitantes...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53211134/energisa-vai-agrupar-distribuidoras-em-mg-rj-e-na-pb

A Enel Goiás inaugurou nesta terça-feira, 10 de maio, mais uma obra no Estado de Goiás. A entrega no município de Cristalina, que teve investimento de R$ 95 milhões, é composta pela Subestação São Marcos, com 66 MVA de potência, e pela Linha de Distribuição de Alta Tensão (LDAT) Cristalina – São Marcos, com 50 quilômetros de extensão, que já estão em funcionamento, e por 65 quilômetros de novas redes de distribuição de média tensão que estão em construção.

A companhia informou que a nova Subestação São Marcos foi construída no modelo compacto, com padrão europeu, que utiliza equipamentos multifuncionais de alta tecnologia, permitindo a construção em espaços bem inferiores aos das unidades convencionais. Além disso, todos os equipamentos são telecontrolados, ou seja, comandados à distância. A nova LDAT Cristalina – São Marcos também conta com um recurso mais moderno, garantindo um sistema robusto por inteiro…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53211078/enel-goias-inaugura-complexo-em-cristalina

Mário Ruiz-Tagle renuncia à presidência da Neoenergia

Mario Ruiz-Tagle renunciou nesta segunda-feira, 09 de maio, ao cargo de diretor presidente da Neoenergia, anunciou a empresa em comunicado ao mercado. O executivo continuará no cargo até o dia 15 de julho, e posteriormente, assumirá novas funções dentro do grupo Iberdrola. Ele continuará como membro do conselho de administração da Neoenergia.

Para substituir o executivo, o conselho de administração da Neoenergia vota na próxima quinta-feira, 12 de maio, a indicação de Eduardo Capelastegui Saiz, atual diretor executivo de Controle Patrimonial e Planejamento. Segundo a Neoenergia, o executivo tem amplo conhecimento do setor elétrico brasileiro, acumulado ao longo de mais de 20 anos de experiência profissional no país, dos quais desde 2016 exercendo várias funções na companhia. A eleição vale até a conclusão do atual mandato da diretoria em agosto de 2023.

O cargo de Saiz deve ser ocupado por Juliano Pansanato de Souza, que atualmente exerce o cargo de diretor de Controle do negócio de Redes. A indicação de Souza também será votada pelo conselho de administração.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53210995/mario-ruiz-tagle-renuncia-a-presidencia-da-neoenergia

Taesa e Cteep reforçam interligação entre Nordeste e Sudeste

As transmissoras Taesa e Isa Cteep concluíram a construção da Interligação Elétrica Aimorés, localizada no estado de Minas Gerais e formada pela linha de transmissão 500 kV Padre Paraíso 2 – Governador Valadares 6, com 208 quilômetros de extensão. O investimento realizado foi de aproximadamente R$ 425 milhões e a Receita Anual Permitida é de R$ 87 milhões para o ciclo tarifário 2021/2022. A IE, arrematada em leilão de 2015, foi construída pela Aliança Interligação Elétrica, consórcio envolvendo as duas empresas, cada uma com participação de 50%.

O empreendimento é considerado essencial para levar a energia das renováveis gerada no Nordeste para o Sudeste, região de maior consumo de carga, aumentando a confiabilidade e a segurança energética do País. Além disso, o projeto também traz reforço ao sistema de transmissão local, facilitando o escoamento interno da energia produzida no Sul da Bahia, equalizando oferta e consumo no estado...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53210915/taesa-e-cteep-reforcam-interligacao-entre-nordeste-e-sudeste