08/01/2021

O sistema elétrico brasileiro já é quase todo privado

De fato, só no segmento de geração de energia, cerca de 60% dos ativos estão privatizados. No segmento de transmissão, 85% das linhas são operadas por empresas privadas. E as principais distribuidoras também foram privatizadas.

Essa quase completa privatização produziu um resultado oposto do prometido quando as estatais de energia começaram a ser privatizadas.

O setor privado pouco investiu, obrigando o governo a continuar investindo na expansão do sistema. E, em vez de mais baratas, as tarifas para o setor residencial subiram mais de 55% e as do setor industrial subiram cerca de 130% acima da inflação, provocando a falência de inúmeros estabelecimentos industriais, desempregando centenas de engenheiros e milhares de operários qualificados e dando início ao processo de desindustrialização do Brasil.

O setor privado pouco investiu, obrigando o governo a continuar investindo na expansão do sistema...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=335500&sid=105

EDF e Capgemini firmam parceria para desenvolver soluções em Smart Grid

A EDF International Networks e a Capgemini assinaram uma parceria para combinar suas experiências e, juntas, confirmar a posição como principais participantes de projetos emergentes de Smart Grid em todo o mundo. O controle do consumo e o desenvolvimento de energias renováveis ​​se tornaram fundamentais em um contexto de transição energética global. Como resultado, a demanda por soluções de medidores inteligentes e redes inteligentes está crescendo rapidamente.

Baseando-se fortemente em ferramentas digitais, as redes inteligentes fornecem conhecimento aprofundado da oferta e demanda de eletricidade e permitem o desenvolvimento descentralizado de energias renováveis, bem como usos eletrificados. Ao contar com ferramentas digitais, torna-se possível “decodificar” as infraestruturas elétricas tradicionais e recuperar dados valiosos. Esses dados podem ser usados ​​para determinar com precisão o consumo de energia de um bairro, para prever o uso de energia do dia seguinte e também para gerenciar a produção de energia renovável de um parque eólico ou um conjunto de painéis fotovoltaicos. Essas inovações, incluindo medidores inteligentes, softwares e aplicativos, permitem ajustar a oferta à demanda e, assim, garantir o equilíbrio das redes de distribuição...

Fonte: Inforchannel

Leia mais em:

https://inforchannel.com.br/edf-e-capgemini-firmam-parceria-para-desenvolver-solucoes-em-smart-grid/

Tim fecha parceria com EDP para construir usinas solares em SP

A Tim continua a todo vapor no mercado de energias renováveis. Isso porque a empresa anunciou que irá construir, em parceria com a EDP, duas novas usinas solares para o estado de São Paulo.

De acordo com a operadora de telefonia, as plantas serão implementadas na cidade de Taubaté e devem gerar 3,7 GWh por ano - o suficiente para garantir o fornecimento de energia renovável a 237 lojas da Tim.

O projeto ainda evitará a emissão de 465 toneladas de dióxido de carbono por ano, o equivalente ao plantio de 2.853 árvores.

Essa iniciativa integra o Projeto Nacional de Geração Distribuída da operadora, criado em 2017, com um piloto de usina hídrica em Minas Gerais.

Em dezembro, conforme noticiado pelo Canal Solar, a empresa havia divulgado que planeja construir, até meados de 2021, 60 usinas de energia solar, hídrica e biogás. Juntas, deverão gerar mensalmente 38 GWh.

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/noticias/item/1425-tim-fecha-parceria-com-edp-para-construir-usinas-solares-em-sp

The deal is the first partnership of this kind for the energy management industry.

Landis+Gyr and Google Cloud will co-innovate the next generation of cloud-based energy management solutions to enable smart infrastructure and smart cities.

Landis+Gyr’s transformation into the cloud will drive agility, ensure cyber-security, and reduce cost over time.

The long-term innovation partnership aims to leverage smart metering and grid-edge intelligence, data analytics, artificial intelligence (AI), and machine learning (ML) to transform the future of the energy industry.

Landis+Gyr and Google Cloud will enable utilities to manage grid operations with more visibility and empower energy consumers to utilise energy in a more informed and sustainable way.

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/data_analytics/google-to-help-landisgyr-transition-to-the-cloud/

Cemig escolhe novo diretor de distribuição

O conselho de administração da Cemig elegeu no último dia 5 de janeiro Marney Tadeu Antunes para exercer a função de diretor de Distribuição em substituição a Ronaldo Gomes de Abreu. O novo titular da divisão é formado em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia de Sorocaba e tem especializações e pós-graduações em Gestão, Estratégia, Gerenciamento de Projetos, Custos Marginais e Tarifação de Energia, dentre outras.

Antunes, continuou a Cemig, tem 34 anos de vivência no setor elétrico. De 2011 a 2015 foi diretor Comercial das distribuidoras do Grupo CPFL Energia e de 2015 a 2020 exerceu o cargo de diretor geral da EDP São Paulo.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53160082/cemig-escolhe-novo-diretor-de-distribuicao

Coelba amplia redes inteligentes para 22 cidades

A Coelba ampliou o alcance das redes inteligentes em sua área de concessão. Seguindo seu plano de implantação do sistema self-healing,  tecnologia de automação de redes que permite recompor o fornecimento de energia em apenas 60 segundos, a concessionária instalará ao total 59 religadores automáticos em pontos estratégicos de 22 cidades baianas, além da ampliação em vários  bairros de Salvador. Até então, o sistema desenvolvido pela própria concessionária atendia a 56 municípios no estado.

Os equipamentos estão ligados diretamente com o Centro de Operações Integradas (COI) da distribuidora, num projeto que integra as iniciativas do Grupo Neoenergia para adequação ao conceito de Smart Grids. O sistema funciona identificando locais de interrupção para depois isolar a área afetada e recompor as cargas automaticamente a todos  clientes impactados, agilizando o que poderia levar cerca de uma hora e meia, entre identificação e religamento por uma equipe técnica.

Entre as cidades que receberam tecnologia até o mês de dezembro estão Andaraí, Uauá, Ribeira do Pombal, Itiúba, Senhor do Bonfim, Salvador, Campo Formoso, Ourolândia, Jacobina, Cícero Dantas, Amargosa, Ilhéus, Caldeirão Grande, Dias D’Ávila e Riachão das Neves

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53160017/coelba-amplia-redes-inteligentes-para-22-cidades

Agência divulga calendário de acionamento das bandeiras tarifárias para 2021

Já está disponível no site da ANEEL o calendário previsto de divulgação das bandeiras tarifárias para o ano de 2021. A próxima bandeira a ser conhecida é a do mês de fevereiro que será divulgada em 29/1/2021. Até lá, a bandeira tarifária vigente é amarela (Jan/2021), com acréscimo de R$1,343 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumido.

Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando ao consumidor reagir a essa sinalização com o uso consciente da energia elétrica, evitando desperdícios. Além disso, esse custo é pago de imediato nas faturas de energia, o que desonera o consumidor do pagamento de juros da taxa Selic sobre o custo da energia nos processos tarifários de reajuste e revisão tarifária…

Fonte: Aneel

Leia mais em:

http://bit.ly/3pVGd56