07/08/2020

AES tem prejuízo de US$ 83 milhões no 2º trimestre

A americana AES Corporation, que no Brasil detém participação na AES Tietê, teve prejuízo de US$ 83 milhões, ou US$ 0,12 centavos por ação, no segundo trimestre de 2020. A empresa de energia registrou custos mais altos no período. Ela também anunciou como meta um crescimento de até 9% até 2022.

No mesmo período do ano anterior, a AES havia reportado lucro de US$ 17 milhões, ou US$ 0,02 por ação. A empresa atribui maiores prejuízos e perdas às vendas de ativos em 2020.

Excluindo itens extraordinários, a AES reportou um lucro ajustado de US$ 0,25 por ação, superando as previsões dos analistas de US$ 0,23.

A receita caiu de US$ 2,48 bilhões para US$ 2,22 bilhões.

A empresa manteve sua projeção para o ano inteiro e disse que tem uma meta de crescimento anual entre 7% e 9% até 2022. Além disso, disse que continua comprometida em aumentar seus dividendos em 4% a 6% ao ano.

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=331774&sid=105

Digitalização: tendências, novas tecnologias e soluções em nuvem (IoE)

O potencial de ganhos embutidos em dados gerados nos processos de energia é enorme e deve ter ainda mais relevância no futuro. Mas esse futuro já chegou para vários agentes desse setor, beneficiados em termos de produtividade, transparência e eficiência energética, sejam empresas distribuidoras de energia, grandes consumidores, provedores de soluções e órgãos reguladores. Para falar desse tema, o Canal Energia promoveu um webinar dentro da série “Energy Tech Talks”, patrocinado pela Siemens, reunindo representantes desses setores.

O evento teve como convidados o gerente de Aplicação Digital da área de Digital Grid da Siemens, Paulo Antunes, o gerente executivo de Estratégia e Inovação do ONS, Fábio Reis Cortes, o coordenador divisional de Instalações Industriais / Departamento de Novas Implantações da Gestamp Mercosul, Juan Manuel Chantada, o coordenador de Comissionamento e Proteção da ISA-CTEEP, Daniel Nascimento Barbin, e a mediação do diretor-técnico da PSR, Bernardo Bezerra...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53142830/digitalizacao-tendencias-novas-tecnologias-e-solucoes-em-nuvem-ioe

Aprovado edital de leilão de transmissão com R$ 7,4 bi em investimentos previstos

A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL aprovou nesta quinta-feira, 6/8, o Edital do Leilão de Transmissão nº 1/2020, com previsão de R$ 7,4 bilhões em investimentos e geração de 15.434 empregos diretos. Serão negociados no certame 11 lotes, com a contratação de 1.958 km de novas linhas de transmissão e 6.420 megavolt-ampères (MVA) em capacidade de transformação. O leilão está previsto para 17 de dezembro na sede da B3, em São Paulo.
“Classifico a deliberação de hoje como a contribuição do setor elétrico brasileiro para a agenda do Brasil sair da crise”, declarou o diretor-geral da ANEEL, André Pepitone.
“A ANEEL e o Ministério de Minas e Energia dão aqui o primeiro passo para a contribuição para a retomada da economia brasileira, por meio de investimentos em infraestrutura, com geração de renda, de empregos e sobretudo com a geração de um setor elétrico mais  forte, confiável, com sistema de transmissão mais robusto e que propiciará desenvolvimento ao nosso país”, afirmou o diretor relator do tema, Efrain Cruz...

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://www.aneel.gov.br/sala-de-imprensa-exibicao/-/asset_publisher/XGPXSqdMFHrE/content/aprovado-edital-de-leilao-de-transmissao-com-r-7-4-bi-em-investimentos-previstos/656877?inheritRedirect=false&redirect=https%3A%2F%2Fwww.aneel.gov.br%2Fsala-de-imprensa-exibicao%3Fp_p_id%3D101_INSTANCE_XGPXSqdMFHrE%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3Dcolumn-2%26p_p_col_count%3D3

Renova Energia recebe proposta da Prisma Capital por complexo eólico Alto Sertão III

Renova Energia (RNEW11) recebeu uma proposta vinculante da Prisma Capital para aquisição de todos os projetos, ativos e direitos do Complexo Eólico Alto Sertão III – Fase B, informou a empresa em fato relevante divulgado nesta quinta-feira.

Segundo a Renova, que está em recuperação judicial, a administração da companhia ainda não apreciou a proposta e vem estudando, de forma alternativa, possibilidades para equacionar a estrutura de capital da companhia.

“Essa potencial transação está sujeita a estruturação de um Processo Competitivo para uma Unidade Produtiva Isolada (UPI)específica no processo de recuperação judicial em curso do Grupo Renova”, disse a empresa, também condicionando a operação à negociação de documentos definitivos e ao cumprimento de determinadas condições precedentes, sem revelar mais detalhes.

Fonte: Money Times

Leia mais em:

https://www.moneytimes.com.br/renova-energia-recebe-proposta-da-prisma-capital-por-complexo-eolico-alto-sertao-iii/

Cenário pós-Covid acentuará papel das fontes renováveis de energia

A crise provocada pela covid-19 vai acentuar o crescimento das energias renováveis. Apesar dos investimentos em energia diminuírem cerca de 20% em todo o mundo no ano de 2020, em comparação com 2019, segundo o International Energy Agency (IEA) – Agência Internacional de Energia – no cenário pós-covid tendência é bem diferente. 

Segundo relatório da consultoria internacional BIP – Business Integration Partners do Brasil Consultoria, mesmo havendo uma redução dos investimentos em energia renovável, o foco em sustentabilidade e a transição energética para essas fontes irá continuar, principalmente, em energia solar e hídrica. A mobilidade elétrica e os medidores de energia inteligentes (ou smart meters, em inglês) também vão atrair mais investimentos...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/cenario-pos-covid-acentuara-papel-das-fontes-renovaveis-de-energia.html

Ministério de Minas e Energia lança guia prático para projetos solares e de eficiência energética em prédios públicos

Em busca de orientar os municípios a estruturar projetos aptos a captar recursos de eficiência energética e energia solar, o Ministério de Minas e Energia (MME) lançou o Guia Prático para Preparação de Investimentos Urbanos – Eficiência Energética e Energia Solar Fotovoltaica em Prédios Públicos. O documento é fruto da parceria com a GIZ – Agência Alemã de Cooperação Internacional, em colaboração com o Banco Europeu de Investimento (BEI) por meio do programa Felicity – Financing Energy for Low-Carbon Investmet – Cities Advisory Facility (Financiamento de Energia para Investimentos com Baixo Carbono – Centro Consultivo para Cidades). 

Para o MME, a busca por eficiência energética e sustentabilidade nos prédios públicos tem um papel fundamental como política pública, tanto como efeito demonstrativo quanto como indutor do mercado. As edificações brasileiras, segundo levantamento da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), responderam por 15,3% do consumo total de energia e 52% do consumo de eletricidade em 2019. Desse total, o setor público correspondeu a 16%... 

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/ministerio-de-minas-e-energia-lanca-guia-pratico-para-projetos-solares-e-de-eficiencia-energetica-em-predios-publicos.html