06/11/2020

Solar PV development gets $50 million boost in Brazil

IFC is providing the total $100 million financing to Santander Brazil as part of its programme to mitigate the impacts of the COVID-19 pandemic.

Half of the financing will be devoted to the commercialisation of photovoltaic panels. The remainder is aimed to boost access to credit for small and medium-sized enterprises (SMEs), of which at least 20% will be directed to SMEs owned by women.

“Financing green credit lines at this moment is essential to support the transition to a cleaner economy, with focus on small businesses and entrepreneurs,” says Franco Fasoli, director of Companies, Governments & Institutions at Santander Brasil.

“This new partnership with IFC allows us to expand our operations on these important fronts of action.”

Santander Brasil is a pioneer in financing solar power generation projects, from large solar plants to the sale of photovoltaic panels to small farmers. The Bank has provided financing for 285 wind farms, which account for 30% of the installed capacity of wind energy in Brazil...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/finance-investment/solar-pv-development-gets-50-million-boost-in-brazil/

Moradores do Amapá relatam drama após três dias sem energia elétrica

O drama dos moradores do Amapá, que estão há três dias sem energia elétrica por causa de um incêndio em uma subestação da capital Macapá na noite de terça-feira, 3, ganhou contornos apocalípticos em centenas de depoimentos nas redes sociais. Apesar da dificuldade em conseguir conexão, muitas pessoas aproveitaram o pouco que restava de bateria em seus celulares para relatar as dificuldades da população local.

Em um texto no Facebook, Heluana Quintas fala da situação de calamidade no Estado onde 14 dos 16 municípios estão sem energia elétrica. “Não tem água encanada. Não tem internet e raras vezes funciona Claro e Vivo. Os postos de gasolina não podem operar sem energia, então não temos gasolina também. Não dá para sacar dinheiro nos caixas eletrônicos, nem comprar comida com cartão. Estamos num pico de contaminação e lotação nos hospitais devido à pandemia. Eles estão funcionando por gerador. Não sabemos por quanto tempo. As cirurgias foram interrompidas. Torçam, rezem, orem, mandem ‘positive vibration’ aos enfermos”, postou...

Fonte: Isto É

Leia mais em:

https://istoe.com.br/moradores-do-amapa-relatam-drama-apos-tres-dias-sem-energia-eletrica/

Nansen aposta no nicho de eletromobilidade

A Nansen Instrumentos de Precisão, com planta em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), está com um novo braço de atuação para além das soluções de medição de energia, segmento em que configura como a mais tradicional fabricante de equipamentos da América Latina. Desde o ano passado, a empresa tem apostado no setor de eletromobilidade.

De acordo com o CEO da companhia, Alexandre Suprizzi, a Nansen tem, atualmente, a medição de energia elétrica como negócio principal, mas tem dedicado especial atenção à tecnologia de eletromobilidade e redes inteligentes.

Segundo ele, a empresa possui capacidade de fornecer equipamentos para toda a infraestrutura da área, atuando desde a recarga, na ponta, até a gestão das informações de consumo de energia nas redes de eletropostos. Para isso, possui uma linha completa de carregadores tanto de carga rápida, como de carga ultrarrápida, para uso residencial e comercial, além de um software de gestão para acompanhar o consumo e gerenci ar as redes de eletropostos que estarão disponíveis no mercado...

Fonte: Diário do Comércio

Leia mais em:

https://diariodocomercio.com.br/economia/nansen-aposta-no-nicho-de-eletromobilidade/

A geração solar está rapidamente se consolidando como uma fonte segura e acessível no Brasil e tem papel essencial para a construção de um futuro de baixo carbono, disse o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. A fala foi feita em mensagem gravada para a terceira assembleia da International Solar Alliance (ISA), uma coalizão de países com alta incidência solar para o desenvolvimento do uso da energia fotovoltaica.

“Energia solar tem um papel essencial na nossa transição rumo a um futuro de baixo carbono e na promoção de segurança energética no mundo. Muito já tem sido feito nesse sentido, em parte por causa do forte declínio nos custos nos últimos anos. A energia solar está rapidamente aumentando sua participação na matriz elétrica mundial”, declarou Albuquerque.

“No Brasil, já superamos os estágios iniciais há algum tempo e a solar está rapidamente se consolidando como uma fonte segura e acessível. De fato, no ano passado, ela foi a fonte mais competitiva em nossos leilões de energia nova. O suprimento de energia solar fotovoltaica em nosso país dobrou entre 2018 e 2019 em termos de capacidade instalada, alcançando 5.6 GW em abril, o que corresponde a 3% do total”, assinalou o ministro…

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/geracao-solar-esta-rapidamente-se-consolidando-como-uma-fonte-acessivel-e-segura-no-brasil-diz-ministro.html

Absolar: GD já atraiu mais de R$ 19 bilhões em investimentos no Brasil

Segundo levantamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, o Brasil acaba de ultrapassar a marca de 400 mil unidades consumidoras com geração distribuída solar fotovoltaica. Desde 2012, a geração distribuída a partir da fonte solar já representa mais de 3,8 GW de potência instalada operacional, sendo responsável pela atração de mais de R$ 19 bilhões em novos investimentos ao País, agregando cerca de 110 mil empregos acumulados no período, espalhados pelas cinco regiões nacionais.

Em número de unidades consumidoras com energia solar, os consumidores residenciais estão no topo da lista, representando 68,8% do total. Em seguida, aparecem as empresas dos setores de comércio e serviços, com 20,2%; consumidores rurais, que são 8,0%; indústrias, com 2,6%; poder público, com 0,4% de participação e outros tipos, os serviços públicos com 0,03% e a iluminação pública com 0,01%...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53153222/absolar-gd-ja-atraiu-mais-de-r-19-bilhoes-em-investimentos-no-brasil

EDP Ventures investe R$ 2 milhões em start up de solução para gestão de consumo

A EDP Ventures Brasil realizou aporte financeiro de R$ 2 milhões na Time Energy, empresa que fornece tecnologia e equipamentos para o setor elétrico. A startup de Campinas desenvolveu uma solução de internet das coisas voltada para a gestão eficiente do consumo de energia em estabelecimentos comerciais e industriais.

A Time Energy foi criada em 2012 com a missão de auxiliar clientes residenciais e empresariais no acesso às informações e no controle do consumo de energia. A aproximação com a EDP Ventures ocorreu em 2019, quando a startup foi uma das finalistas do Starter Business Acceleration, programa global de aceleração do grupo EDP.

A start up desenvolve hardware próprio com medidores de consumo com tecnologia de ponta e possui uma plataforma que permite analisar todos os dados de consumo gerados, trazendo maior eficiência energética para diversos perfis, como shoppings, aeroportos, universidades, hospitais, indústrias, hotéis, franquias e bancos, entre outros. As soluções da startup garantem aos clientes informações precisas, em tempo real, sobre consumo detalhado por equipamento, e até recomendações para reduzir os gastos com energia elétrica…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53153221/edp-ventures-investe-r-2-milhoes-em-start-up-de-solucao-para-gestao-de-consumo

Presidente da EDP Brasil é o novo porta-voz do Pacto Global da ONU

Miguel Setas, presidente da EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico brasileiro, foi anunciado pela Rede Brasil do Pacto Global, da ONU, como CEO porta-voz do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 11 (ODS 11) – Cidades e Comunidades Sustentáveis – na iniciativa Liderança com ImPacto. A escolha levou em consideração o envolvimento da EDP com o ODS defendido, análise de reputação da companhia e de seu CEO, bem como o nível de engajamento e alinhamento com as premissas e compromissos propostos pela iniciativa no País. As lideranças selecionadas para cada ODS atuam como mobilizadoras da sustentabilidade dentro e fora de suas empresas, contribuindo para o fortalecimento das metas da Agenda 2030 em conjunto com stakeholders da cadeia de valor, com governos e influenciadores em geral.

“O desafio do pós-pandemia está profundamente ligado ao propósito do ODS 11: tornar as cidades e comunidades mais inclusivas e sustentáveis. Temos diante de nós a oportunidade de construir um novo normal, de promover uma retomada mais verde e humana. A mobilização das lideranças empresariais será decisiva para que a Década da Ação se concretize e as metas da Agenda 2030 se tornem realidade. O setor energético, em especial, tem uma contribuição crucial para frear o avanço da Emergência Climática, pelo papel transversal da energia no setor produtivo, nos transportes e na residência das pessoas”, afirma Miguel Setas…

Fonte: Inforchannel

Leia mais em:

https://inforchannel.com.br/presidente-da-edp-brasil-e-o-novo-porta-voz-do-pacto-global-da-onu/