06/07/2022

Práticas abusivas da Coelba são barradas por liminar obtida pela Abrint

Decisão liminar da justiça baiana obriga a distribuidora de energia do estado, a Coelba, a cumprir o procedimento previsto nas normas regulatórias para realizar o compartilhamento de seus postes com associados da Abrint (Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações). Com isso, a empresa de energia fica proibida de exigir a celebração de “Termos de Confissão de Dívida” como condição para assinatura do Contrato de Compartilhamento de Infraestrutura.

Pela decisão do desembargador Edson Ruy Guimarães, a distribuidora terá que tornar pública, no prazo de cinco dias,  a disponibilidade da infraestrutura e respectivas condições para compartilhamento, com a disponibilização dos documentos que descrevam as condições de compartilhamento, como preços, reajustes e vigência dos contratos. No caso de solicitação do compartilhamento pelos ISPs associados da entidade, a distribuidora terá que responder, por escrito, num prazo de até 90 dias, contado da data de recebimento da solicitação, informando sobre sua possibilidade ou não, declinando, se for o caso, as razões do não atendimento...

Fonte: Abinee - Tele Síntese

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=347446&sid=105

Isle of Man: 50,000 smart meter replacements underway

Manx Utilities has started the metering upgrades with prepayment customers within the Andreas, Ballaugh, Bride, Jurby, Kirk Michael and Sulby, Peel and western areas in the process of being contacted for the transition to the new system.

The first phase of the rollout involves Manx Utilities’ 8,000 prepayment customers having their ‘key’ electricity meter replaced with a smart meter.

This operates on a Pay As You Go system called ‘SmarterPAYG’ which customers can use, if they wish, in conjunction with a new Smarter Living app.  The app provides prepayment customers with a new, additional method of topping up their credit to cover their electricity usage and with real-time information on their energy consumption.

Prepayment customers will be given written notice that their key electricity meter is being upgraded and a Manx Utilities’ SmarterPAYG account created for them.  Customers will also be provided with details on the methods they can use to top up their credit, which includes retaining the ability to top up at a select number of retail outlets...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-meters/isle-of-man-50000-smart-meter-replacements-underway/

Com investimento de R$ 48 milhões, a Energisa construiu um linhão em Porto Velho com 27 quilômetros de extensão. Com isso, Porto Velho passa a ter um segundo ponto de suprimento de energia diretamente ligado ao Sistema Interligado Nacional, garantindo maior segurança energética e aumentado a capacidade de energia do município em 100 MVA, o equivalente ao abastecimento de 300 mil casas populares.

O linhão conta com 119 torres de alta tensão, algumas delas com 116 metros de altura, o equivalente a um prédio de 38 andares. A companhia considera que a obra é um marco importante na transformação da infraestrutura energética da região, sendo possível ampliar a capacidade de fornecimento, o que é benéfico para grandes empresas e indústrias que desejam se expandir ou se instalar na região.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53217515/energisa-amplia-seguranca-e-a-capacidade-energetica-de-porto-velho

Resolução 1.000: dois prazos para cumprimento são alterados

A Consulta Pública nº 30/2022, que tratou de possíveis alterações de prazo para adaptação das distribuidoras de energia elétrica às determinações da Resolução Normativa 1.000/2021 da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, foi concluída nesta terça-feira (5/7) com a decisão da diretoria da Agência, que concedeu a alteração de prazo em três artigos (64, inciso III; 257 e 598). A Resolução 1.000 consolidou, em 2021, 64 resoluções da ANEEL relativas aos direitos e deveres dos consumidores e demais envolvidos com o fornecimento de energia elétrica.

Os prazos alterados com a decisão de hoje se referem aos seguintes pontos:

Instrução de processos sobre defeito na medição e irregularidade (arts. 257 e 598)

Entrada em vigor: até 30/09/2022 (anteriormente era até 31/03/2022)

O texto da resolução foi modificado para explicitar que a disponibilização dos processos de defeito na medição e de irregularidade no espaço reservado de atendimento na internet deve ser realizada até 31/12/2022. Será também incluído texto para explicitar o direito de o consumidor solicitar e receber as informações dos processos de defeito na medição e de irregularidade nesse período de transição, no prazo de até 30 dias (art. 409)…

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://www.gov.br/aneel/pt-br/assuntos/noticias/2022/resolucao-1-000-dois-prazos-para-cumprimento-sao-alterados

WEG lança novo aerogerador com potência de 7 MW e 172 metros de diâmetro de rotor. O protótipo deve entrar em operação no início de 2024 e o início da produção seriada é esperada para 2025. De acordo com a companhia, o novo modelo é mais potente, eficiente e traz melhores rendimentos para os projetos eólicos.

“Tivemos sucesso com nossa plataforma de 2.1 MW, que conta com 650 MW operacionais superando os compromissos de disponibilidade, bem como com a plataforma atual de 4.2 MW, onde já temos comercializado mais de 1.000 MW”, disse o Diretor Superintendente de Energia da WEG, João Paulo Gualberto da Silva. “De maneira a continuarmos crescendo no negócio de geração de energia eólica, é natural continuarmos expandindo e oferecendo aos nossos clientes soluções ainda mais eficientes e de alta tecnologia”, acrescenta.

A fabricação dos novos aerogeradores acontecerá inicialmente no Brasil e o novo aerogerador tem características adaptadas para atender outros mercados. Segundo a companhia, a sua tecnologia de acionamento Medium-Speed Geared (MSG), aliada a um conversor de potência plena, permite uma interconexão suave à rede elétrica, bem como flexibilidade para se adaptar e cumprir diferentes códigos de rede de cada país...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53217518/weg-investe-em-novo-aerogerador-de-7-mw

EDP inaugura Centro de Operações Integrado

A EDP inaugurou na última sexta-feira, 01 de julho, o novo Centro de Operações Integrado (COI). O espaço, que está localizado em São José dos Campos, amplia a sinergia entre as áreas internas, buscando a excelência na prestação dos serviços. O COI abriga a operação dos segmentos de distribuição (São Paulo), transmissão e geração do Grupo EDP no Brasil.

Com investimento de R$ 30 milhões, o novo Centro de Operações Integrado possui diversas inovações tecnológicas em suas instalações, que buscam harmonizar tecnologia, segurança e bem-estar dos colaboradores. Segundo a EDP, a partir do COI é possível realizar o monitoramento em tempo real do sistema de distribuição da EDP no estado de São Paulo, que atende cerca de 5 milhões de habitantes. São mais de 12 mil atendimentos por mês realizados nas regiões de Guarulhos, Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte.

No segmento de transmissão, o COI atua na operação de 29 linhas, totalizando 2.500 km, 31 subestações de até 500 kV, sendo 15 próprias e 16 subestações de acesso. Na área de geração, a operação inclui 6 usinas hidrelétricas e 1 termelétrica, localizadas nos estados do Amapá, Tocantins, Mato Grosso, Espírito Santo e Ceará. Já em fontes renováveis, o Centro também contempla o monitoramento de 5 parques eólicos e 1 solar, nos estados do Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo, com 787,39 MW de potência instalada…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53217383/edp-inaugura-centro-de-operacoes-integrado

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) em conjunto com a CSN Energia assinou um contrato para adquirir 100% das ações de emissão da Companhia Energética Chapecó, titular de outorga para a exploração da Usina Hidrelétrica Quebra-Queixo. O acordo foi fechado com o Astra Infraestrutura I, fundo de investimento em participações administrado pela Reag Administradora de Recursos e com a BMPI.

De acordo com a companhia, a aquisição da Usina Hidrelétrica Quebra-Queixo, com uma capacidade instalada de 120MW médios, tem por objetivo suportar e fortalecer a estratégia de expansão dos negócios da CSN, através de investimentos em energia renovável e autoprodução para a maior competitividade dos seus negócios.

Vale lembrar que ainda em 2022, a CSN Cimentos e a CSN Energia concluíram a aquisição da Santa Ana Energética, titular de outorga para a exploração da Pequena Central Hidrelétrica Santa Ana (PCH Santa Ana), bem como da Topázio e, indiretamente, da Brasil Central Energia, subsidiária da Topázio, titular de outorga para a exploração da Pequena Central Hidrelétrica Sacre II.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53217390/csn-energia-fecha-acordo-para-aquisicao-da-companhia-energetica-chapeco