06/05/2022

Investimentos da AES Brasil com foco em eólicas disparam no 1º trimestre

A melhora significativa nos níveis dos reservatórios e a disponibilidade de máquinas para geração asseguraram os resultados da AES Brasil no primeiro trimestre de 2022, revertendo a tendência de queda nos lucros registrada no último trimestre. O lucro de R$ 70,9 milhões representa alta de 2,5% em comparação no mesmo período do ano passado.

Entretanto, em função do avanço na construção dos Complexos Eólicos Tucano e Cajuína, os investimentos da geradora totalizaram R$ 300,4 milhões, 490,6% superior ao investido no mesmo período de 2021.

Em entrevista ao Valor, o diretor financeiro, Alessandro Gregori, afirma que a estratégia da companhia segue em fechar contratos, construir projetos e fazer a gestão dos ativos, além de mirar no mercado varejista para clientes de melhor porte com a abertura do mercado livre de energia...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=346168&sid=105

20 million smart meter milestone for GB data network

The milestone achieved with the installation of an electricity smart meter by supplier Utilita Energy Ltd at a location in Brighton also marks a doubling in size of the network in just 14 months.

With the connection the DCC network comprises 8.5 million first-generation meters which have been migrated and 11.5 million second-generation meters.

“We’re delighted to have reached this milestone,” says Angus Flett, CEO of the DCC.

“These 20 million meters have been added in less than 4 years. This network is the backbone of a new digital energy infrastructure in Britain, as we transform our energy system. Crucially, the data we carry from these 20 million meters enables the best possible use of renewable energy sources, which everyone wants.”...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-meters/20-million-smart-meter-milestone-for-gb-data-network/

O plenário do Senado aprovou ontem, por 60 votos a quatro, um projeto de lei que declara a passagem de linhas de transmissão de energia elétrica por terras indígenas como “de relevante interesse público da União”. A proposta foi apresentada pelo senador Chico Rodrigues (União-RR) e busca destravar a extensão a Roraima do Linhão de Tucuruí, integrando o Estado ao Sistema Interligado Nacional. A linha atravessaria as terras do povo Waimiri Atroari, na divisa entre Roraima e Amazonas.

O texto segue agora para a Câmara. Roraima é o único Estado que não está conectado ao sistema nacional e vinha sendo alimentado pela energia produzida na hidrelétrica de Guri, na Venezuela. Porém, o país vizinho cortou o fornecimento em 2019.

Segundo o senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO), relator do projeto, serão instaladas 250 torres de transmissão de energia ao longo de 700 km, entre Manaus e Boa Vista (RR). De acordo com o texto aprovado, a declaração de relevante interesse público de que trata o projeto terá de ser feita, necessariamente, por decreto do presidente da República...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=346133&sid=105

CDPQ vai comprar duas hidrelétricas da EDP no Amapá

Seguindo com sua estratégia de um swap de geração renovável e menos hídrica, a EDP Brasil definiu com o grupo de investimentos globais CDPQ a venda de suas participações de 50% nas hidrelétricas Jari (392,95 MW) e Cachoeira do Caldeirão (219 MW), disse o CEO da empresa, João Marques da Cruz, durante teleconferência sobre os resultados trimestrais da empresa nessa quinta-feira, 5 de maio. Ele também afirmou que o processo para a alienação da UHE Mascarenhas de Moraes (MG) está parado no momento, mas a intenção segue em vender o ativo.

“São dois processos em paralelo, entre as duas usinas no Amapá contratadas (Jari e Cachoeira) e outra que não está com a energia vendida ao mercado. Dois mundos distintos mas que estamos caminhando com objetivo de fechar as primeiras vendas em julho e Mascarenhas até o fim do ano”, informa o executivo. Juntas as usinas somam 809 MW de capacidade instalada. Os valores não foram revelados…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53210621/cdpq-vai-comprar-duas-hidreletricas-da-edp-no-amapa

Uma nova subestação móvel foi adquirida pela Neoenergia Elektro. O equipamento será um importante reforço ao sistema elétrico das 223 cidades atendidas pela concessionária no estado de São Paulo. O novo ativo poderá ser utilizado em atendimentos emergenciais e programados em transformadores de força e subestações, permitindo que os trabalhos sejam realizados sem interrupção no fornecimento de energia.

A nova subestação já entrará em operação no mês de maio para a realização de uma importante obra de ampliação no sistema elétrico no município de Andradina, na região Oeste de São Paulo. A subestação móvel será utilizada em manutenções preventivas e em obras de ampliações nas 153 subestações convencionais da Neoenergia Elektro, garantindo maior qualidade e confiabilidade no fornecimento de energia aos clientes.

Segundo a concessionária, em caso de ocorrências emergenciais em transformadores de força, a subestação móvel poderá ser deslocada até o ponto de falha, permitindo uma redução significativa no tempo de interrupção do fornecimento…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53210485/neoenergia-elektro-adquiri-nova-subestacao-movel

Quantum conclui Centro de Inteligência de Operação e Manutenção

A Quantum Participações, empresa responsável pela gestão de linhas de transmissão, acaba de concluir a implantação de um novo Centro de Inteligência de Operação e Manutenção localizado na cidade de São Paulo.

De acordo com a empresa, a nova estrutura possibilita a supervisão de toda a operação dos ativos da companhia em tempo real, contribui com o planejamento tático das manutenções assegurando o alto desempenho na transmissão de energia das suas concessões em todo o Brasil. A tecnologia é uma ferramenta de grande importância nas operações da Quantum e facilitará a tomada de decisões com base na análise dos dados à medida em que são gerados.

Atualmente, a Quantum realiza a gestão de 9 concessionárias de transmissão de energia presentes em 8 estados brasileiros, totalizando 5.263 km de linhas de transmissão, 4.261 km em operação e 51 subestações com 33 em operação. Por meio desse reforço tecnológico, a companhia prevê resultados de excelência em transmissão de energia para o ano de 2022.

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53210480/quantum-conclui-centro-de-inteligencia-de-operacao-e-manutencao