05/10/2020

LONGi inicia produção em massa de seus painéis de 540 W

LONGi iniciou a produção em massa de sua série de painéis solares Hi-MO 5 de alto desempenho na fábrica em Xianyang, província de Shannxi. O primeiro módulo saiu da linha de produção em 8 de setembro.

Os módulos, que possuem potência de 540 W, baseiam-se em wafers monocristalinos padrão M10 e têm eficiência de até 21%. A empresa afirmou que os painéis solares otimizam significativamente o LCOE (Custo Nivelado da Energia), especialmente para grandes projetos fotovoltaicos.

A LONGi anunciou também o primeiro pedido de seus módulos Hi-MO 5, assegurado com o empreiteiro EPC chinês e fabricante de inversores TBEA Sunoasis. Segundo a fabricante, serão fornecidos 360 MW. Em uma primeira parcela, 103 MW dos novos painéis serão entregues à TBEA pela LONGi...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/noticias/item/1055-longi-inicia-producao-em-massa-de-seus-paineis-de-540-w

ADD Grup, Eximprod begin deliveries of smart meters in Romania

ADD Grup together with Eximprod Power Systems won the tender for 620,000 smart meters owing to the best ratio of pricing policy and excellent proven quality.

The project includes 550,000 single-phase smart meters, 67,000 three-phase smart meters, and 3,000 data concentrators. The companies have already started the implementation under the signed contract.

The data transmission technology, as in the majority of the projects delivered by ADD Grup, is based on PRIME version 1.3.6, which has proven its practicality and efficiency in more than 22 million smart meters installed around the world.

All smart meters are supplied with an integrated PLC modem and with the ability to upgrade to PRIME 1.4 in the CENELEC and FCC bands replacement of firmware, as well as with an RS-485 interface and support for a 3GPP communication module with the ability to install a modem without removal of the smart meter, which gives DEO flexibility in transferring customers from the category of energy consumers to the category of prosumers...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-meters/add-grup-eximprod-begin-deliveries-of-smart-meters-in-romania/

Primeira usina solar da Copel está na fase final de construção

A primeira usina solar da Copel, em construção no município de Bandeirantes, no Norte do Estado, está recebendo a parte final das estruturas e módulos fotovoltaicos. A linha de distribuição que vai conectar os parques geradores à rede da Copel também já está em fase de implantação. O sistema vai ter potência instalada total de 5,36 MWp (megawatt-pico, unidade de potência de energia fotovoltaica) e a primeira fase deve entrar em operação ainda em 2020.

“Estamos satisfeitos com o andamento do projeto e temos orgulho de implementar esse novo produto, que agora está à disposição de clientes comerciais e industriais que desejem economizar energia”, destaca o superintendente da Diretoria de Desenvolvimento de Negócios da Copel, Ricardo Rothstein...

Fonte: AEN PR

Leia mais em:

http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=109072

A elétrica Furnas energizou na semana passada o novo banco de autotransformadores AT03 de 225MVA da subestação de Campos, localizada no interior do estado do Rio de Janeiro. As obras envolveram a construção de novas infraestruturas de 345/138 kV, além de aquisições de equipamentos e a realocação dos transformadores para a posição definitiva no arranjo da SE.

Com investimento calculado em R$ 22 milhões, o empreendimento reforçará a confiabilidade no SIN, devido à importância estratégica da estação no escoamento de energia proveniente de usinas térmicas localizadas no Norte-Fluminense e na transmissão entre os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, por meio de cinco LTs de 345kV e oito de 138kV. É previsto um acréscimo de R$ 3,2 milhões à Receita Anual Permitida (RAP) da companhia.

De acordo com a concessionária, para que os transformadores fossem transferidos completamente montados para as novas bases construídas, foram utilizados pistões hidráulicos de 300 toneladas, dormentes e trilhos auxiliares, com acompanhamento feito pelas áreas de Construção, Engenharia e Operação da empresa.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53149716/furnas-conclui-troca-de-transformadores-em-se-no-interior-do-rj

Drones são usados para instalar cabos de energia elétrica

Uma multinacional com sede em Florianópolis elaborou um sistema inovador de transmissão de energia elétrica.

Segundo Márcio Daian Neves, diretor Sistema de Transmissão Gralha Azul, conta que as torres de transmissão são mais altas e o uso de drone para colocar os cabos.

Isso ajuda com que a instalação tenha menos impacto ambiental, pois não é necessário derrubar vegetação, por exemplo, para que as equipes de trabalho cheguem ao local para colocar os fios - confira a entrevista no vídeo...

Fonte: G1

Leia mais em:

https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/techsc/noticia/2020/10/04/drones-sao-usados-em-sc-para-instalar-cabos-de-energia-eletrica.ghtml

Consumidor do futuro vai buscar tarifa competitiva

O movimento para a modernização do setor, que traz a figura do prosumidor, embalado pela Geração Distribuída, vem sendo aprovado pelos agentes. Porém ainda existe a necessidade que entraves sejam solucionados para que esse consumidor do futuro tenha uma tarifa mais barata e possa aproveitar todas as vantagens que o novo modelo vai auferir. Em painel do Encontro Nacional de Agentes do Setor Elétrico realizado nesta sexta-feira, 2 de outubro, o presidente da Associação Nacional de Consumidores de Energia, Carlos Faria, alertou que problemas como a sobrecontratação, que pode chegar a R$ 50 bilhões e emendas à MP 998, que chegam a manter ou até aumentar os subsídios, não trazem bons sinais. “Quando o consumidor vai ter energia competitiva?”, questiona.

Faria considera a Geração Distribuída importante e um avanço, mas lembra que é preciso rever as atuais regras de forma garantir um tratamento isonômico a todos os consumidores. “Os incentivos estão onerando cada vez mais o consumidor e vão continuar se não mudarmos a regulação”, avisa. Para ele, o custo do transporte e dos sistema de distribuição e transmissão devem ser cobrados. “Os encargos  precisam ser rateados entre todos os consumidores, é inerente ao processo”, explica...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53149839/consumidor-do-futuro-vai-buscar-tarifa-competitiva