top of page

05/06/2024

LoRa Alliance expands certification programme

The LoRa Alliance has announced expansions to its certification programme with the addition of relay testing and an authorised test lab in Brazil.
The addition of the relay feature to LoRaWAN certification testing is aimed to strengthen the certification by ensuring that end devices are compliant with the feature as defined in the LoRaWAN standard.
‘Relay’ is a key feature for utilities and satellites in particular to amplify and extend the reach of LoRaWAN signals to enable communication over greater distances and through obstacles like buildings and terrain that can impede direct communication between end devices and the gateways/base stations.
Introducing LoRaWAN relays into a network architecture allows for easy expansion and scalability without the need for additional gateways…

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/iot/lora-alliance-expands-certification-programme/

Governo anuncia isenção de PIS/Cofins para minigeração distribuída de energia

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD), anunciou, nessa terça-feira (4), isenção de PIS/Cofins por até cinco anos para projetos de minigeração distribuída de energia. A medida faz parte do Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento de Infraestrutura. 
Estão enquadradas na minigeração instalações de 75 quilowatts (KW) a 5 megawatts (MW) de potência instalada. A regra vale para projetos de energias renováveis como usinas hidrelétricas, de biomassa, de biogás, solar e eólica.
“Essa ação é mais uma forma de contribuir não só com o desenvolvimento de Minas Gerais, mas também com a transição energética, ao incentivarmos a produção de energia limpa e renovável. A isenção do PIS/Cofins vai atrair novos investimentos, gerando emprego e renda”, afirmou Silveira. 
O ministério estabeleceu um limite de referência de investimentos em minigeração para enquadramento no regime especial. No caso de projetos de energia fotovoltaica e de termelétricas, o valor é de R$ 4 mil por KW de potência instalada. Para eólicas, o valor é de R$ 4,5 mil por KW. Para centrais hidrelétricas de porte reduzido (CGH), o limite de referência é de R$ 5 mil por KW.

Fonte: Abinee – Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=361490&sid=105

Governador do Rio veta projeto que previa multa para concessionárias do estado por falha no fornecimento de energia

O governador do Rio, Cláudio Castro, vetou o Projeto de Lei 5.685/2022, aprovado na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), que previa a aplicação de multa indenizatória para pelas concessionárias — para os consumidores finais — em casos de falha no fornecimento de energia elétrica.
Segundo ele, a proposta é inconstitucional, pois legislar sobre o assunto é de competência exclusiva da União, de acordo com a Constituição Federal.
Papel da Aneel
O governador ainda argumentou que cabe à Agência Nacional de Energia Elétrica - (Aneel) fixar as multas administrativas a serem impostas a concessionários, permissionários e autorizados de instalações e serviços de energia elétrica, assim como regular e fiscalizar o setor...

Fonte: Extra - Globo

Leia mais em:

https://extra.globo.com/economia/noticia/2024/06/governador-do-rio-veta-projeto-que-previa-multa-as-concessionarias-do-estado-por-falha-no-fornecimento-de-energia.ghtml

Auren compra Esfera Energia

A Auren anunciou na noite da última terça-feira, 4 de junho, a compra a Esfera Energia. De acordo com comunicado enviado ao mercado, a aquisição foi feita pela Auren Comercializadora. A Esfera Energia foi criada em 2015 e se destacou no setor, atendendo 570 grupos empresariais e gerenciando cerca de 1.600 contratos de compra e venda de energia, além de ter 142 unidades geradoras na carteira e um faturamento de R$ 324 milhões em 2023.
A venda vai precisar do aval da Aneel, CCEE e do Cade e a expectativa é que seja concluída ao longo do segundo semestre de 2024. Em maio, a Auren já havia anunciado a compra da AES Brasil, uma das maiores geradoras de energia do país.
Segundo a Auren, a compra fará com que ela avance na consolidação de uma plataforma de comercialização ainda mais robusta, completa e capacitada, atuando na gestão de energia de clientes de médio e grande portes, bem como no varejo. A Esfera Gestora preservará sua independência, autonomia, estrutura e gestão próprias...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53280534/auren-compra-esfera-energia

Isa Cteep amplia capacidade de três LTs na região de Dracena

A Isa Cteep executou uma obra de reforço para ampliar em cerca de 150% a capacidade de três linhas de transmissão de 138 kV, localizadas em Dracena, Flórida Paulista e Rio Vermelho (SP). Com isso, a população dos municípios passa a contar com estruturas capazes de transportar mais energia renovável, sem a necessidade de construir uma nova linha de transmissão, para atender a maior disponibilidade de geração local com a expansão do complexo fotovoltaico de Dracena e a expansão da UTE Rio Vermelho – que utiliza biomassa proveniente de cana-de-açúcar.
Segundo a companhia, para a obra de modernização, foi utilizado um transformador defasador, equipamento capaz de controlar a quantidade de energia que uma linha de transmissão transporta de um ponto a outro (fluxo de potência). Essa tecnologia aumenta a flexibilidade da rede elétrica e melhora a estabilidade operacional, pois direciona para outra linha de transmissão a energia que passaria pelo ativo que está sendo modernizado e, portanto, desligado...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53280458/isa-cteep-amplia-capacidade-de-tres-lts-na-regiao-de-dracena

Seis pontos fundamentais sobre o Mercado Livre de Energia

Em 2023, o Ambiente de Contratação Livre (ACL) levou à economia recorde de R$ 48 bilhões nas despesas com energia elétrica no Brasil. Este dado, divulgado pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), ressalta os impactos econômicos percebidos para as empresas que migraram para o Mercado Livre de Energia.
Com a abertura do segmento para todas as empresas do Grupo Tarifário A, essa economia vai aumentar exponencialmente em 2024. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), quase 20 mil empresas já informaram às suas atuais distribuidoras que migrarão para o Mercado Livre de Energia, sinalizando que a migração de consumidores cativos para a modalidade se encontra em plena ascensão.
Líder do Mercado Livre de Energia, a Cemig é o maior Grupo Integrado de Energia no Brasil e tem atuação em 25 estados e no Distrito Federal. Atualmente, a companhia possui 15% de market share do segmento e criou o primeiro e-commerce para os clientes varejistas. Por meio do site energialivre.cemig.com.br, os interessados podem fazer simulações, verificar o desconto ofertado e até mesmo assinar o contrato...

Fonte: CNN

Leia mais em:

https://www.cnnbrasil.com.br/branded-content/nacional/seis-pontos-fundamentais-sobre-o-mercado-livre-de-energia/

Líder em furto de energia elétrica, Rio implementa sistema contra “gatos”

O Rio de Janeiro é o estado com maior volume de energia furtada no Brasil. Em 2023, o estado perdeu 11,27 milhões de Mwh (megawatt-hora). Só nos quatro primeiros meses do ano, a companhia recuperou cerca de 50,85 GWh (gigawatt-hora) de energia. Esse número é suficiente para abastecer o consumo de 21 mil residências durante um ano, equivalente ao município de Seropédica, Baixada Fluminense.
Para combater essas perdas, o Rio de Janeiro está investindo em uma nova tecnologia, uma rede blindada, feita com o mesmo material utilizado em cofres de banco. O sistema da concessionária, que atua em 31 municípios do estado, conta com recursos da inteligência artificial para combater os furtos de energia.
Nos últimos dez anos, o Sudeste concentrou 46% de todos os furtos de energia elétrica no país. Em 2023, a perda foi de 20 milhões de megawatts/hora e mais da metade das ocorrências aconteceram no estado do Rio. 
A maioria das fraudes ainda acontece em comunidades de difícil acesso, onde as equipes técnicas nem sempre conseguem chegar. Nas regiões mais ricas do rio houve aumento de 40% do chamado "gato"...

Fonte: Band - Uol

Leia mais em:

https://www.band.uol.com.br/noticias/jornal-da-band/ultimas/lider-em-furtos-de-energia-eletrica-no-brasil-rio-de-janeiro-implementa-sistema-contra-gatos-16694895

Cemig inaugura 100ª estação de energia em BH

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) inaugura nesta terça-feira (4), em Belo Horizonte, sua 100ª nova subestação de energia.
O empreendimento faz parte do Programa Mais Energia, que prevê investimento de mais de R$ 7 bilhões para construção de 200 novas estações.
“Quando eu cheguei em 2019, a Cemig tinha 415 subestações, e nós criamos um programa chamado Mais Energia. Nós entregaremos em 6 anos 200 subestações, o que é um crescimento de 50% da história de 70 anos da Cemig”, afirmou Passanezi Filho, CEO da Cemig.
Em entrevista durante o CNN Talks — braço de eventos da CNN Brasil —, o CEO explicou que a nova unidade é uma subestação encapsulada, que “tem uma característica especial”.
“É uma subestação a gás da mais moderna que existe. Ela ocupa pouco espaço e tem pouca influência na cidade. Efetivamente, ela permite atender um conjunto muito grande da população”, conta Passanezi Filho à CNN...

Fonte: CNN

Leia mais em:

https://www.cnnbrasil.com.br/economia/negocios/cemig-inaugura-nesta-terca-4-100a-nova-estacao-de-energia-em-bh/

Enel-SP é multada em R$ 13 mi pela Secretaria Nacional do Consumidor

A Secretaria Nacional do Consumidor, órgão ligado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, multou a Enel-SP em mais de R$ 13 milhões pelos problemas recorrentes no fornecimento de energia elétrica e demora no restabelecimento do serviço. 
A decisão foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) desta terça-feira (04). O valor total da penalidade estipulada é de R$ 13.067.441,04. 
Em nota, encaminhada aos veículos de imprensa, a Enel-SP informou que deverá recorrer da penalidade. 
“A companhia reafirma seu compromisso com os consumidores nas áreas de concessão em que atua e informa que, no período 2024-2026, investirá no Brasil cerca de R$ 18 bilhões, dos quais 80% serão destinados à distribuição de energia, reforçando seu compromisso de longo prazo com o país”, destacou a empresa...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/enel-sp-multada-secretaria-nacional-consumidor/

Aneel confirma multa à Light de R$ 28,4 milhões 

A Agência Nacional de Energia Elétrica manteve multa à Light no valor de R$ 28,4 milhões, devido ao desempenho do indicador DEC, que mede a duração das interrupções no fornecimento de energia elétrica. A penalidade foi aplicada em março desse ano pela fiscalização da Aneel, ao avaliar o tempo de restabelecimento do serviço por concessionárias e permissionárias de distribuição, no período de outubro de 2022 a setembro de 2023.
A campanha de fiscalização considerou interrupções originadas na área atendida por cada distribuidora com duração superior ou igual a três minutos e, no mínimo, uma unidade consumidora afetada.
A Light teve a pior avaliação entre as empresas, com 4,61 pontos percentuais acima da segunda pior distribuidora do Brasil, e 10,03 pontos percentuais acima da média Brasil. O resultado foi considerado insatisfatório mesmo com a retirada das interrupções em Áreas de Severas Restrições Operativas (Asro)...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53280483/aneel-confirma-multa-a-light-de-r-284-milhoes

Energia de Itaipu no mercado livre será positivo para distribuidoras, diz EDP

A possibilidade de o Paraguai vender sua parcela de energia excedente de Itaipu no mercado livre brasileiro, previsto no futuro acordo entre Brasil e Paraguai sobre a revisão do Anexo C é bem vista pela EDP. O CEO da empresa no Brasil, João Marques da Cruz, acredita que essa medida reduzirá a sobrecontratação das distribuidoras nos submercados Sul e Sudeste, bem como ajudará a viabilizar novos leilões de fontes renováveis no futuro.
O executivo disse que esse acordo, anunciado há três semanas, mas que ainda precisa passar pelo crivo dos congressos dos dois países é importante para as concessionárias que apresentam elevado nível de sobras.
“Esse é um fator que ajuda a mitigar a sobrecontratação que é sistêmica para as distribuidoras, não é o único, tem a solar GD também, e outras. Por isso, medidas que mitiguem esse efeito são importantes, essa é uma situação que tem ônus econômico e tem efeito negativo nos leilões de energia renovável. Se não tivéssemos essa sobrecontratação veríamos mais demanda e consequentemente leilões de energia renovável”, comentou ele após sua participação na 1ª Conferência Internacional de Tecnologias das Energias Renováveis (Citer) que é realizada na capital do Piauí, Teresina...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53280466/energia-de-itaipu-no-mercado-livre-sera-positivo-para-distribuidoras-diz-edp-2

Rodolfo Lima assume diretoria geral da Copel Comercialização

A Copel informou nesta segunda-feira, 3 de junho, que Rodolfo Moraes Fontes Lima assumiu a Diretoria Geral da Copel Comercialização. De acordo com a companhia, Lima tem vasta experiência no setor e traz um histórico de liderança e inovação.
O novo diretor geral da Copel Comercialização é formado em Engenharia Elétrica, com especialização em Gestão de Projetos, possuindo profundo conhecimento na área de desenvolvimento de mercado, comercialização e negociação no setor, além de experiência na área de avaliações sistêmicas e de definição estratégica para mitigação de riscos, previsões de preços no curto e longo prazo.
Recentemente, o executivo desempenhava a função de Chief of Commercial Officer na AES Brasil e, anteriormente, já ocupou cargos de liderança na Three Gorges Corporation (CTG) e CPFL Energia.
Ainda de acordo com a Copel, a chegada de Rodolfo Lima acontece em um momento estratégico para a Copel, com foco em consolidar a presença no mercado e fortalecer as operações em um cenário cada vez mais dinâmico e complexo.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53280380/rodolfo-lima-assume-diretoria-geral-da-copel-comercializacao

Neoenergia decide prosseguir com OPA da Cosern

A Neoenergia decidiu prosseguir com a oferta pública de aquisição de ações (OPA) da Neoenergia Cosern, após ter recebido um novo laudo de avaliação preparado pela Grant Thornton Corporate.
A oferta visa à conversão de registro da companhia aberta da categoria A para B. O novo laudo de avaliação apurou um novo preço para a OPA,  R$ 15,33 por ação ordinária e R$ 16,86 de ação preferencial classe.
A companhia afirmou que realizará novo protocolo da documentação perante a CVM e a B3, sendo a principal alteração a elevação do preço. A Neoenergia também esclareceu que o valor será pago em moeda corrente nacional aos acionistas que aderirem à OPA.
A Neoenergia ainda ressaltou que o lançamento da OPA e sua eficácia estão sujeitos ao seu registro perante a CVM e a B3. Entretanto, a empresa manifestou desde já sua intenção de não prosseguir com a OPA caso ela seja aceita por acionistas titulares de mais de 1/3 e menos de 2/3 das ações ou não seja obtida a aprovação para a conversão de registro da companhia por acionistas titulares de mais de 2/3 das ações objeto da OPA habilitadas para o leilão.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53280364/neoenergia-decide-prosseguir-com-opa-da-cosern

bottom of page