05/05/2021

Chile sediará cúpula internacional sobre energia limpa

O Chile sediará a cúpula internacional de energia limpa CEM12/MI-6, um dos mais importantes encontros sobre inovação, que acontecerá entre 31 de maio e 6 de junho, informou o ministro de Energia e Minas, Juan Carlos Jobet. "As mudanças climáticas continuam sendo a maior ameaça dos últimos tempos e, para combatê-las, é essencial trabalhar de forma coordenada e colaborativa", disse Jobet. O encontro, organizado pelo fórum ministerial global de Energia Limpa e a plataforma de energia limpa Missão Inovação, reunirá líderes mundiais e observadores de várias instituições internacionais e acontecerá de forma totalmente virtual. Entre os participantes confirmados estão o enviado especial dos Estados Unidos para assuntos climáticos, John Kerry; o empresário e ex-prefeito de Nova York, Michael Bloomberg; a presidente do Conselho Mundial de Energia, Angela Wilkinson, e o presidente do Fórum Econômico Mundial, Borge Brende...

Fonte: Uol

Leia mais em:

https://noticias.uol.com.br/meio-ambiente/ultimas-noticias/redacao/2021/05/05/chile-sediara-cupula-internacional-sobre-energia-limpa.htm

Validade do benefício de ICMS para geração distribuída no Rio de Janeiro é confirmada pela Secretaria da Fazenda do estado

Seguindo os moldes da legislação de Minas Gerais, a Secretaria da Fazenda do Rio de Janeiro (Sefaz-RJ) aprovou a validade do benefício de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) destinado à geração distribuída no estado.

A medida foi sancionada em julho de 2020 e promovida pelo governo do Rio de Janeiro por intermédio da Lei Estadual 8.922/2020. Em dezembro, a Secretaria Executiva do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) foi responsável por convalidar a medida.

Já que a medida atendeu aos limites da cláusula décima terceira da Lei Complementar n.º 160 de 2017 e do Convênio ICMS 190/17, ela está juridicamente válida, visto que a Sefaz-RJ formalizou a validade desse benefício, destacando que isso se deve à publicação da lei e à convalidação realizada pela Secretaria Executiva do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) por meio do Certificado de Registro e Depósito...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/geracao-distribuida/validade-do-beneficio-de-icms-para-geracao-distribuida-no-rio-de-janeiro-e-confirmada-pela-secretaria-da-fazenda-do-estado.html

Neoenergia utiliza novas tecnologias para fiscalizar áreas de proteção ambiental

A Neoenergia está utilizando novas tecnologias para monitorar a ocupação das Áreas de Preservação Permanente (APPs) dos reservatórios e para o apoio nas atividades relacionadas à organização fundiária. Os drones, como são popularmente conhecidos os veículos aéreos não-tripulados (VANTs), são equipamentos que possibilitam o acesso a imagens em alta resolução, que podem ser trabalhadas por meio de ferramentas de fotogrametria, geoprocessamento e sensoriamento remoto, dando mais agilidade e objetividade ao controle dessas áreas.

Através do equipamento, que está sendo utilizado nas usinas hidrelétricas Baixo Iguaçu (PR), Corumbá III (GO) e Teles Pires (MT/PA), podem ser obtidos mosaicos de imagens de determinados locais, são as chamadas ortofotos, que, por sua vez, permitem que os técnicos possam avaliar e acompanhar de maneira detalhada a recuperação das Áreas de Preservação Permanente com um enfoque mais amplo. Em Baixo Iguaçu, por exemplo, a APP se estenderá até o Parque Nacional do Iguaçu, consolidando um Corredor de Biodiversidade por onde espécies poderão transitar e VANTs apoiarão nas atividades de consolidação dessas áreas protegidas...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53171523/neoenergia-utiliza-novas-tecnologias-para-fiscalizar-areas-de-protecao-ambiental

Siemens Energy desenvolve solução para otimizar intervenções técnicas em equipamentos

A Siemens Energy desenvolveu um sistema de monitoramento do Banco de Capacitor Série (BCS), a fim de evitar paradas não programadas e antecipar falhas de equipamentos. Essa solução foi escolhida por Furnas para o projeto que consistiu na modernização do Banco de Capacitor Série da Subestação da Usina Hidrelétrica de Serra da Mesa de Furnas, localizada na Bacia do Alto Tocantins, em Goiás, por conta do seu grande diferencial de acompanhamento preditivo.

Uma das vantagens dessa tecnologia, é que ela garante a redução dos tempos de reparo e da frequência de manutenção corretiva, diminuindo paradas não programadas e aprimorando o prazo entre manutenções preventivas, aumentando a eficiência e disponibilidade dos equipamentos.

Segundo a Siemens Energy, a solução faz o diagnóstico em tempo real do equipamento instalado na Subestação da Usina Hidrelétrica, traçando prognósticos e estimativas de possíveis falhas. Adicionalmente, a localização e classificação dos possíveis distúrbios técnicos podem ser realizadas de qualquer navegador web da rede do cliente, consolidando uma importante etapa de digitalização do equipamento. A UHE de Serra da Mesa tem capacidade instalada de 1.275 MW e possui grande relevância no panorama energético brasileiro.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53171481/siemens-energy-desenvolve-solucao-para-otimizar-intervencoes-tecnicas-em-equipamentos

EDF conclui usina para Braskem e planeja expansão

A francesa EDF Renewables superou a marca de 1 gigawatt (GW) em projetos de geração renovável na América Latina com a entrada em atividade do complexo eólico Folha Larga Norte, na Bahia, com energia contratada pela Braskem, e agora pretende acelerar seu crescimento. Para isso, estuda novas oportunidades tanto para o mercado regulado quanto livre, e pode vender participações em empreendimentos operacionais para financiar esse desenvolvimento.

“Hoje, estamos entregando, em média, 300 MW por ano. Queremos fazer mais, temos um portfólio grande que queremos materializar com mais rapidez”, disse ao Valor o CEO da EDF Renewables no Brasil, Paulo Abranches.

No mês passado, a geradora colocou em operação seu terceiro empreendimento no país, o complexo eólico Folha Larga Norte, em Campo Formoso (BA). Com investimentos de mais de R$ 1,5 bilhão, Folha Larga Norte tem 344 MW de capacidade instalada e possui um “mix” de contratos - no mercado livre, o cliente âncora é a Braskem, que se comprometeu a comprar energia do projeto por 20 anos...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=338131&sid=105