05/02/2020

WindEurope briefing on EU-UK energy future released

European wind energy think-tank WindEurope has released a briefing on what can be expected in the European and UK wind markets following the latter’s official departure from the European Union (EU).

The UK has begun a “transition period” during which the two regions will negotiate their future relationship, but will remain in the EU Internal Energy Market until the end of the period at the end of 2020.

Furthermore says WindEurope, the UK will remain bound by EU regulations and policies, though no longer be represented in the EU’s decision-making bodies.

Free movement of goods, services, labour, and capital will continue for the time being, as the UK will remain in the Single Market and Customs Union...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/business-finance-regulation/windeurope-briefing-on-eu-uk-energy-future-released/

Comissão deve adiar para março votação do PLS 232

O presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, Marcos Rogério (DEM-RO), afirmou em conversa com jornalistas que pretende votar PLS 232 na primeira quinzena de março. O projeto de lei que trata da modernização do setor elétrico é o primeiro item da pauta da comissão desta quarta-feira, 5 de janeiro, e o senador sinalizou que já há um acordo com os demais parlamentares para um pedido de vistas coletivo. “Eu quero votar, se for a compreensão da comissão, na primeira quinzena de março” disse Rogério.

Relator da proposta na CI, o senador alegou que fez mudanças substanciais em seu relatório para adequar prazos, em razão da portaria do Ministério de Minas e Energia que ampliou as faixas de migração de consumidores de energia elétrica para o mercado livre. O pedido de vistas seria em princípio, por uma semana, mas como a semana que vem antecede o carnaval, é possível que a matéria seja pautada novamente somente depois do feriado. “Conversei com [o senador] Jean Paul [Prates] ontem e eu mesmo sugeri a ele que fizesse o pedido de vistas, até para que desse oportunidade para quem não viu [o relatório]. Não quero votar nada que ninguém diga ‘ah, não conhecia’”, justificou.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53126029/comissao-deve-adiar-para-marco-votacao-do-pls-232

Aneel debate modernização da rede de transmissão

A Agência Nacional de Energia Elétrica vai abrir consulta pública para discutir sobre a necessidade de revisão das regras  de substituição de equipamentos de transmissão em fim de vida útil. A avaliação da Aneel é de que a manutenção da regulamentação atual é a decisão mais prudente a ser tomada, uma vez que parte do sistema de transmissão brasileiro passa por um processo de envelhecimento natural, e a substituição maciça e instantânea desses equipamentos é inviável do ponto de vista técnico e econômico.

A Associação Brasileira das Empresas de Transmissão de Energia Elétrica calcula que seriam necessários investimentos da ordem de R$ 33 bilhões na substituição de 480 mil equipamentos. Desses, 60% teriam a vida útil esgotada em 2019.

Levantamento do Operador Nacional do Sistema Elétrico concluiu, por outro lado, que existem 96.740 equipamentos com vida útil regulatória até 2022. Desses, mais de 14 mil estariam em processo de substituição...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53125983/aneel-debate-modernizacao-da-rede-de-transmissao

Abdan e NEI assinam memorando para desenvolvimento do Programa Nuclear Brasileiro

A Associação Brasileira para o Desenvolvimento da Atividade Nuclear e Instituto de Energia Nuclear dos Estados Unidos (NEI)  assinaram memorando de entendimento para expansão do Programa Nuclear Brasileiro. A assinatura ocorreu durante o Fórum de Energia Brasil – Estados Unidos, realizado nesta segunda-feira, 3 de fevereiro, no Rio de Janeiro. O foco do memorando é a cooperação no desenvolvimento de novas tecnologias no Brasil. A assinatura vem na esteira do acordo diplomático Brasil – Estados Unidos assinado pelo presidente Bolsonaro no ano passado.

De acordo com o presidente da Abdan, Celso Cunha, há um processo de recuperação da cadeia produtiva do setor nuclear, já que o programa brasileiro ficou paralisado e agora está sendo reativado com força total em várias frentes, com as usinas Angra 1 e 3, medicina nuclear, mineração e agricultura. “São muitas frentes ao mesmo tempo”, afirma. Segundo ele, serão assinados outros memorandos com órgãos como o NE para recuperar o encadeamento produtivo local. “Precisamos ser rápidos, acelerar esse processo”, observa...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53125876/abdan-e-nei-assinam-memorando-para-desenvolvimento-do-programa-nuclear-brasileiro