04/08/2021

Smart meters on UK’s DCC network doubled in one year

According to reports released by the Data Communications Company, the UK’s smart meter installations and connection to the DCC network recovered from COVID-19 disruptions with rollout improving to pre-pandemic levels by the beginning of the second lockdown in the UK. Daily installation rates improved to reach almost 20,000 per working day.

Almost 4 million smart meters were migrated to the DCC network between 2020 and 2021, increasing the number of smart meters using the network to 13 million units from 11 million units as of 31 March 2021. Up to 8.5 million units currently on DCC’s network are second-generation ‘SMETS2’ meters.

The 13 million milestone means the UK is now able to avoid more than 300,000 tonnes of greenhouse gas emissions per annum and help residential and business customers save £347 million ($481.8 million)...

Fonte: Smart Energy

Leia mais em:

https://www.smart-energy.com/industry-sectors/smart-meters/uk-doubles-number-of-smart-meters-on-dcc-network-in-one-year/

Com a rápida expansão dos sistemas fotovoltaicos, fabricantes e consumidores estão cada vez mais preocupados com a segurança mecânica das instalações. Seja em telhado ou em solo, as estruturas e os sistemas de fixação devem ser corretamente dimensionados e projetados para suportar as condições de operação.

Segundo Reinaldo Burcon, engenheiro de desenvolvimento industrial na Romagnole, os coeficientes de arraste aerodinâmicos – que permitem medir a força de resistência ao ar ou a outro fluido por uma determinada área/superfície – são de extrema importância neste meio, pois a imprecisão destes pode levar tanto a uma estrutura subdimensionada, quanto a uma superdimensionada.

Tendo em vista este cenário, a atual norma brasileira que rege os carregamentos de ventos, NBR-6123, está passando por um processo de revisão. Esta nova versão contemplará alteração das isopletas de vento, com um refinamento que permitirá uma maior precisão de cálculos...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/nbr-6123-sera-alterada-para-integrar-estruturas-fotovoltaicas/

A fabricante Canadian Solar fechou uma linha de financiamento de R$ 500 milhões com os bancos brasileiros BTG Pactual e Itaú BBA. Segundo a empresa, o montante será utilizado para o desenvolvimento e construção de projetos fotovoltaicos no Brasil.

De acordo com a Canadian, a linha financiará até 70% dos aportes de capital da empresa em um subconjunto de sua carteira de projetos no Brasil.

“Com essa linha, podemos alavancar ainda mais nossa contribuição de capital para construir projetos no Brasil e monetizá-los pós-COD [data das operações comerciais] com avaliações atrativas, enquanto mantemos a opção de reter propriedade significativa de longo prazo” comentou Shaw Qu, presidente e CEO da Canadian Solar...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/canadian-vai-investir-r-500-milhoes-em-projetos-no-brasil/

Faro Energy recebe R$ 105,8 milhões para construir usinas de GD no Brasil

A Faro Energy e o Santander estruturaram um financiamento de R$ 105,8 milhões para a instalação de 22 centrais fotovoltaicas em sete estados brasileiros (Ceará, Pernambuco, Paraíba, Piauí, Tocantins, Rio Grande do Norte e Distrito Federal).

O acordo, firmado na modalidade project finance, utilizada para o desenvolvimento de grandes investimentos de infraestruturas, onde o fluxo de caixa gerado pelo projeto é a principal fonte de pagamento do serviço e da amortização do capital de terceiros, foi avaliado e certificado pelo Bureau Veritas como uma operação de “Título Verde” de acordo com os critérios da Climate Bond Initiative.

A transação é um dos maiores financiamentos do setor de GD (geração distribuída) apenas com garantias dos próprios projetos, em uma estrutura conhecida como non-recourse – sem onerar o balanço do acionista do projeto – utilizada internacionalmente…

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/faro-energy-recebe-r-1058-milhoes-para-construir-usinas-de-gd-no-brasil/

Cresce em 192,5% a importação de módulos solares em junho

A importação de módulos fotovoltaicos para o país apresentou alta de 192,5% em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com relatório da Greener. A consultoria aponta que o volume de equipamentos que entraram no Brasil foi de 534 MWp, sendo, ao todo, 2.545 MWp no segundo trimestre.

Os números indicam manutenção na tendência de aumento dos módulos fotovoltaicos. A tecnologia Poli-Perc foi a mais afetada, crescendo 5,95% no preço médio, seguida por Poli-Standart, com 3,9%, e Mono Perc, com 1,3%.

Foi observado um aumento médio de 2,6% no preço FOB dos módulos ao comparar com os resultados de maio de 2021, chegando a um crescimento percentual de 10% desde dezembro de 2020. A sigla free on board (FOB) remete à categoria de frente em que a responsabilidade é do cliente, inclusive, os riscos e custos da mercadoria...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/inversor-solar/cresce-em-1925-a-importacao-de-modulos-solares-em-junho.html

Radar GD: Brasil bate marca de 700 mil unidades consumidoras beneficiadas

O Brasil chegou à marca de 700 mil unidades consumidoras (UCs) beneficiadas pela geração distribuída (GD). É o que mostram os dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A capacidade instalada no segmento alcança 6,40 GW e quase 540 mil sistemas operando.

Mais de 184 mil consumidores novos entraram na categoria apenas no primeiro semestre de 2021, ganhando créditos de geração por meio de concessionárias. Comparado com o mesmo período do ano passado, 123 mil UCs a mais foram registradas no Brasil.

No balanço por estado, Minas Gerais é o que possui o maior número de UCs com GD solar, sendo superior a 134 mil. São Paulo possui 198 mil; Rio Grande do Sul, 91 mil; Mato Grosso, 39 mil; e Rio de Janeiro, 35 mil, fechando os cinco primeiros lugares do ranking...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-solar-nas-cidades/radar-gd-brasil-bate-marca-de-700-mil-unidades-consumidoras-beneficiadas.html

Neoenergia recupera 44 milhões de Kwh de energia furtada no DF

No primeiro semestre deste ano, a Neoenergia Distribuição Brasília recuperou 44 milhões de kWh de energia elétrica. O número é 178% superior ao total correspondente a todo o ano de 2020. Segundo a empresa, a energia que estava sendo desviada é suficiente para abastecer mais de três milhões de habitantes, equivalente a população de todo o Distrito Federal, durante três dias.

Para chegar a essa recuperação, a Neoenergia informou que foram realizadas diversas ações de prevenção e combate aos desvios de energia, como regularização de clientes clandestinos, fiscalização e substituição de medidores. Além disso, o uso de tecnologia auxiliou na prevenção de fraudes.

A concessionária efetuou, de janeiro a julho, quase 20 mil inspeções e foram substituídos 4,4 mil medidores obsoletos ou com defeito. De acordo com a distribuidora de energia, foram regularizados mais de 13 mil clientes clandestinos, aqueles que não têm medidores de energia instalados e estavam irregulares…

Fonte: Abinee - Correio Braziliense

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=340567&sid=105

Enel Rio realiza operação “Energia Legal” em Teresópolis

A Enel Rio realizará durante essa semana, de 03 a 08 de agosto, a operação Energia Legal, que dessa vez acontecerá em Teresópolis, com o objetivo de combater o furto de energia na cidade. A operação, que será feita em conjunto com a Polícia Civil, realizará fiscalizações para identificar ligações irregulares, também conhecidas como “gato”. No total, serão cerca de 55 colaboradores da empresa realizando inspeções em residências e estabelecimentos comerciais.

De acordo com a distribuidora, até hoje, nas 11 edições do projeto Energia Legal, a companhia identificou furto de energia em 6.043 clientes, sendo 5.524 residências e 519 comércios de 9 cidades de sua área de concessão. Além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, o furto de energia afeta diretamente a qualidade do serviço prestado pela companhia e põe em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica. Os clientes que quiserem denunciar o furto de energia podem fazê-lo pela internet: www.enel.com.br, pelo aplicativo Enel Rio ou pelo 0800 280 0120. Não é necessário se identificar.

Durante a operação, os moradores de Teresópolis também terão acesso a diversas ações da Enel Distribuição Rio, por meio de uma unidade móvel de atendimento, que percorrerá alguns pontos dos bairros ao longo da semana. Nesta unidade, os clientes poderão solicitar vários serviços, como segunda via de conta e troca de titularidade, bem como parcelamentos de dívidas.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53182594/enel-realiza-operacao-energia-legal-em-teresopolis

Engie se une à ABH2 para acelerar as tecnologias de hidrogênio verde no Brasil

A Engie anunciou o seu ingresso na Associação Brasileira de Hidrogênio (ABH2), tornando-se a primeira empresa do setor de energia a se filiar à entidade. A iniciativa vem de encontro ao seu propósito global de agir para a acelerar a transição para um mundo neutro em carbono por meio do consumo reduzido de energia e de soluções mais sustentáveis.

De acordo com a Engie, seu objetivo é avançar no segmento de hidrogênio verde, um dos principais focos de crescimento do grupo no mundo e no Brasil. Entrar na associação e fomentar parcerias e estudos nessa área reforça a meta da Engie de zerar suas emissões líquidas até 2045, bem como diversificar sua atuação para novos combustíveis renováveis. Outro foco da parceria com a associação é, além da colaboração tecno-científica, a capacitação profissional. Nesse sentido, o trabalho junto à ABH2 e suas outras associadas proporcionará oportunidades de alavancar marcos normativos e regulatórios no país, estabelecendo um ambiente de negócios competitivo e atraente para investidores...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53182601/engie-se-une-a-abh2-para-acelerar-as-tecnologias-de-hidrogenio-verde-no-brasil

Neoenergia inicia testes de sensor inteligente para redes de alta tensão

A Neoenergia está avançando no desenvolvimento de sensores inteligentes para redes elétricas de 69 kV, em alta tensão, com tecnologia nacional a partir do programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), regulado pela Aneel, e em parceria com o Instituto Lactec e a Tecsys. Os equipamentos servem para monitorar as principais informações das linhas de transmissão, como corrente, fator de potência e corrente de surto. Além disso, identificam faltas de energia de forma automática.

Formado por três sensores, sendo um para cada fase da rede elétrica, e uma unidade concentradora, instalada no poste ou estrutura da linha de transmissão, o aparelho tem sua comunicação por radiofrequência, enviando todas as informações medidas pelo conjunto para o Centro de Operações da companhia, por meio de rede celular, rádio, satélite ou fibra ótica...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53182386/neoenergia-inicia-testes-de-sensor-inteligente-para-redes-de-alta-tensao

Bandeira tarifária para o mês de agosto continua vermelha patamar 2

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu manter a bandeira vermelha, patamar 2, para o mês de agosto. Com isso, o custo de cada 100 kilowatt-hora (kWh) consumido continua sendo de R$9,492. Segundo a agência, agosto inicia-se com igual perspectiva hidrológica, com os principais reservatórios do SIN em níveis consideravelmente baixos para essa época do ano, forçando o uso de fontes de energia mais caras.

Segundo a Aneel, essa conjuntura sinaliza horizonte com reduzida capacidade de produção hidrelétrica e necessidade de acionamento máximo dos recursos termelétricos, pressionando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD). O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada.

O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53182428/bandeira-tarifaria-para-o-mes-de-agosto-continua-vermelha-patamar-2