02/12/2020

Vale anuncia projeto para geração de energia solar em Minas Gerais

A Vale (VALE3) anunciou nesta quarta-feira projeto para geração de energia solar Sol do Cerrado no município de Jaíba (MG), que prevê investimentos de cerca de 500 milhões de dólares para a sua implantação e tem o início da operação prevista para o quarto trimestre de 2022.

“O projeto…produzirá aproximadamente 193 megawatts médios (MWm) de energia para as operações da Vale por ano, correspondentes a 13% da demanda estimada da Vale em 2025”, acrescentou a mineradora em comunicado ao mercado.

Fonte: Money Times

Leia mais em:

https://www.moneytimes.com.br/vale-anuncia-projeto-para-geracao-de-energia-solar-em-minas-gerais/

Bradesco adquire 1,4 milhão de I-RECs da AES Brasil por cinco anos

O Bradesco adquiriu mais de 1,4 milhão de certificados de energia renovável, os chamados I-RECs, em um contrato com a AES Brasil. O investimento foi de R$ 1,7 milhão, com desembolsos anuais de acordo com a utilização, durante o período de cinco anos.

“Com a aquisição, o Bradesco cumpre seu compromisso de, já em 2020, ter 100% de suas operações abastecidas com energia elétrica de fontes renováveis”, afirma Adelmo Romero Perez Junior, diretor do banco, que além de certificados de energia renovável, usa outros mecanismos de aquisição de energia limpa, como a compra no mercado livre e junto a projetos de geração distribuída e PPA (do inglês, Power Purchase Agreement).

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53156302/bradesco-adquire-14-milhao-de-i-recs-da-aes-brasil-por-cinco-anos

B3 estreia no mercado livre e já flerta como futura clearing house do setor elétrico

A B3 lançou nesta terça-feira, 1º de dezembro, um serviço voltado aos agentes do mercado livre de energia. Batizado de “Selo de Confiança B3”, a intenção é oferecer a consumidores, comercializados e geradores ferramentas de análise de risco de contraparte nas negociações de compra e venda de energia.

A discussão sobre o aumento da segurança do mercado livre se intensificou depois que comercializadoras fizeram apostas erradas no início de 2019 e deixaram um rombo de mais de R$ 200 milhões.

De acordo com Fabio Zenaro, diretor de Produtos de Balcão, Commodities e Novos Negócios da B3, o selo é visto como o pontapé inicial de um plano futuro muito maior da bolsa: criar um câmara de compensação de energia com contraparte central (clearing house) e oferecer produtos financeiros aderentes às necessidades de proteção dos agentes do mercado livre...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53156299/b3-estreia-no-mercado-livre-e-ja-flerta-como-futura-clearing-house-do-setor-eletrico

A Embraer e a EDP Smart, divisão que reúne o portfólio de soluções em energia da portuguesa EDP, firmaram uma parceria que promete revolucionar o setor de mobilidade no Brasil.

Isso porque as empresas anunciaram que deverá ser realizado em 2021 o primeiro voo de um protótipo de avião elétrico com tecnologia de propulsão 100% elétrica.

O investimento faz parte do acordo de cooperação que ambas assinaram para avançar no conhecimento de tecnologias de armazenamento de energia e recarga de baterias para a aviação.

A parceria vai permitir investigar a aplicabilidade de baterias de alta tensão para o sistema de propulsão elétrico de um avião de pequeno porte, além de avaliar suas principais características de operação, como peso, eficiência e qualidade de energia, controle e gerenciamento de aquecimento, ciclagem de carregamento, descarregamento e segurança de operação…

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/noticias/item/1292-embraer-anuncia-1-voo-de-aviao-eletrico-para-2021-no-brasil

Apesar de ainda acima do limite regulatório, a Celesc vem atuando para reduzir as suas perdas não técnicas. Em teleconferência de resultados nesta segunda-feira, 3 de novembro,  a diretora de Finanças e Relações com Investidores, Claudine Furtado Anchite, revelou que a distribuidora vem tomando medidas para melhorar os resultados. Identificação de casos de fraude, revisão de metas de fiscalização e a implantação de sistemas antifurto são as principais medidas adotadas desde o ano passado. “É um trabalho de formiga, de médio prazo, mas que vem surtindo efeito”, explica. O patamar regulatório estipulado para perdas não técnicas é de

Por outro lado, os índices de qualidade DEC e FEC tiveram bons resultados na série histórica. Em nove meses, o DEC ficou em 6,3 horas quando o regulatório é de 11horas. Já o FEC, de frequência de interrupção, fico  em 4,7 vezes, quando o regulatório é de 8,6 vezes. “É fruto dos grandes investimentos que fizemos ao longo de 2019, com obras na alta tensão  e reformas na média  e na baixa tensão”, avisa a executiva. Esses investimentos foram potencializados devido a financiamento obtido com o BID…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53156189/celesc-trabalha-para-reduzir-perdas-nao-tecnicas

ANEEL reativa bandeiras e define vermelha patamar 2 para dezembro

A diretoria da ANEEL decidiu, em reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira (30/11), reativar a sistemática de acionamento das Bandeiras Tarifárias. Aplicando a metodologia, ficou estabelecida a bandeira vermelha Patamar 2 no mês de  dezembro de 2020, com custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora consumidos.

Em maio deste ano, em virtude da pandemia do novo Coronavírus, a ANEEL havia decidido manter a bandeira verde acionada até 31 de dezembro deste ano, mas a queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas e a retomada do consumo de energia  levaram à revisão da decisão hoje.

Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias funciona como uma sinalização para que o consumidor de energia elétrica conheça, mês a mês, as condições e os custos de geração no País. Quando a produção nas usinas hidrelétricas (energia mais barata) está favorável, aciona-se a bandeira verde, sem acréscimos na tarifa. Em condições ruins, podem ser acionadas as bandeiras amarela, vermelha 1 ou vermelha 2. Saiba mais sobre as Bandeiras Tarifárias em vídeo educativo da ANEEL…

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://bit.ly/36nSyrW