top of page

02/02/2024

Taesa recebe licença de instalação para Pitiguari

A Taesa recebeu do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina a Licença de Instalação para os trechos da Linha de Transmissão Abdon Batista – Videira (C1/C2) e da Linha de Transmissão Abdon Batista – Barra Grande (C3), incluindo as obras de ampliação das subestações Barra Grande, Abdon Batista e Videira a serem interligadas, referentes às instalações da concessão Pitiguari Transmissora de Energia Elétrica.
Pitiguari é um empreendimento referente ao lote 10 do leilão de transmissão nº 01/2022, realizado em junho de 2022, 100% controlada pela Taesa. Pitiguari apresenta uma RAP total de R$ 21,4 milhões para o ciclo 2023-2024 e um Capex Aneel de R$ 243,2 milhões. O empreendimento está localizado no Estado de Santa Catarina, com extensão aproximada de 92,7 km de linhas de transmissão, sendo 66,7 km de circuito duplo. O prazo estipulado pela Aneel para energização é março de 2027.

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53269952/taesa-recebe-licenca-de-instalacao-para-pitiguari

TCU proibe desconto automático na Tust/Tusd para projetos renováveis

A Agência Nacional de Energia Elétrica foi autorizada pelo Tribunal de Contas da União a outorgar novos projetos de geração renováveis com potência inferior a 300 MW, sem garantir, no entanto, a aplicação automática dos descontos nas tarifas de uso dos sistemas de transmissão (Tust) e de distribuição (Tusd).
O entendimento estabelecido pela corte na última quarta-feira, 31 de janeiro, é de que os geradores poderão seguir, por sua conta e risco, com a implantação dos empreendimentos, em processos de autorização nos quais o enquadramento da usina no desconto tarifário vai depender de regulamentação posterior.
A decisão é resultante de um embargo de declaração com pedido de esclarecimentos feito pela agência reguladora sobre um acórdão do TCU do ano passado. Em novembro de 2023, o tribunal proibiu a Aneel de conceder novos descontos na Tust e na Tusd para projetos de fontes incentivadas, até que agência estabelecesse critérios que tornassem eficaz o limite legal de 300 MW por usina para a concessão do benefício...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53269910/tcu-proibe-desconto-automatico-na-tust-tusd-para-projetos-renovaveis

Power Purchase Agreement: entenda o que é o PPA

As fontes renováveis estão ganhando cada vez mais relevância no cenário mundial e para que as empresas possam contribuir com a redução de emissão de gases poluentes na atmosfera existem algumas alternativas. Neste artigo, iremos explicar tudo o que você precisa saber sobre o PPA (Power Purchase Agreement), que é uma das maneiras das empresas de grande porte adotarem a energia solar de forma eficaz e econômica.
O que é PPA para energia solar?
O PPA para energia solar é um contrato de longo prazo para a compra e venda de energias renováveis. O acordo permite que produtores de energia solar comercialize energia elétrica a consumidores com preços prefixados.
O modelo PPA para energia solar é indicado para corporações de grande porte, que demandam de um grande volume de energia.
O objetivo do contrato é de viabilizar os investimentos na construção de novas usinas de energias renováveis.  Normalmente, o documento tem validade de oito a 20 anos...

Fonte: Portal Solar

Leia mais em:

https://www.portalsolar.com.br/noticias/mercado/consumidor/power-purchase-agreement-entenda-o-que-e-o-ppa

ANEEL lança painel para acompanhamento da expansão da oferta de geração de energia elétrica

A partir desta quarta-feira (31/1), está disponível no Portal de Relatórios Abertos (PARA) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) a atualização do painel RALIE, que reúne informações sobre a expansão da oferta de geração de energia elétrica. 
Com formato mais intuitivo, a ferramenta amplia o acesso aos dados de fiscalização de novas usinas em implantação e facilita o acompanhamento da expansão da oferta de geração de acordo com o ano, região, tipo de fonte de energia, entre outros filtros. 
O objetivo é aprimorar a interatividade e fornecer mais informações sobre obras de geração. 
As informações do painel são atualizadas mensalmente baseadas nas inspeções in loco nas obras das centrais geradoras e nos dados disponibilizados no Relatório de Acompanhamento de Empreendimentos de Geração de Energia Elétrica (Rapeel), que conta com a contribuição das empresas fiscalizadas para uma análise minuciosa da equipe de monitoramento...

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://www.gov.br/aneel/pt-br/assuntos/noticias/2024/aneel-lanca-painel-para-acompanhamento-da-expansao-da-oferta-de-geracao-de-energia-eletrica#:~:text=O%20painel%20oferece%20uma%20visualiza%C3%A7%C3%A3o,contratos%20celebrados%20pelas%20empresas%20fiscalizadas.

Itaipu investe cerca de R$ 1,3 bilhão em Foz do Iguaçu

O programa Itaipu Mais que Energia, lançado em 2023, alcançou a marca de R$ 1,3 bilhão de investimentos somente no município de Foz do Iguaçu (PR). Os números contemplam recursos destinados a obras, projetos de responsabilidade social, moradia popular, turismo, meio ambiente e saúde.
Segundo a companhia, somados os R$ 750 milhões previstos para a construção do campus da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), cuja licitação está prevista para ser lançada no segundo semestre deste ano, o total ultrapassa os R$ 2 bilhões. A apresentação dos dados foi feita na última quarta-feira, 31 de janeiro, no Centro de Recepção de Visitantes (CRV) da Itaipu.
No evento foi anunciado o projeto de revitalização da Avenida Juscelino Kubitschek, uma das mais importantes do município e que nunca passou por reforma estrutural profunda, desde que foi construída, na década de 1970. Os investimentos previstos no projeto são de R$ 22 milhões em dois anos. As melhorias incluem um novo sistema de drenagem, recapeamento, reforço na iluminação e instalação de ciclovia e pista de caminhada...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53269870/itaipu-investe-cerca-de-r-13-bilhao-em-foz-do-iguacu

Prefeitura de SP pede ao TCU a rescisão do contrato com Enel

Em uma nova ofensiva contra a distribuidora de energia Enel São Paulo, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes entrou, nesta quarta-feira (31), com ação no Tribunal de Contas da União (TCU) para pedir a rescisão do contrato com a concessionária. Ele também pediu mais rigor na fiscalização sobre o serviço prestado pela Enel na capital paulista.
O ofício da prefeitura aponta falhas na prestação do serviço e os transtornos causados à população. Acompanhado dos deputados federais Paulinho da Força, presidente do Solidariedade, e Baleia Rossi, presidente do MDB, Nunes se reuniu com o ministro Bruno Dantas para tratar do assunto.
Atualmente, é a União que faz as licitações das concessões do serviço de distribuição de energia e a regulação e fiscalização é de competência da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). De acordo com a nota da prefeitura, antes de chegar ao Tribunal, o município já havia solicitado à agência reguladora o cancelamento do contrato de concessão da empresa italiana...

Fonte: Abinee - Valor Econômico

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=358403&sid=105

bottom of page