01/04/2022

Enel chegará a 300 mil medidores inteligentes em São Paulo até o final do ano

A Enel (Android, iOS) chegou recentemente a 150 mil medidores inteligentes (smart meters, no original em inglês) de energia elétrica instalados na cidade de São Paulo. De acordo com René Garrido, responsável por medição remota da concessionária, a meta original dos 300 mil sensores instalados até o final do ano está em curso.

“A meta se mantém. Como informado no release, a instalação dos 150 mil medidores inteligentes da primeira fase já foi concluída. Os outros 150 mil equipamentos da segunda etapa começam a ser instalados ainda no primeiro semestre, com previsão de conclusão até o final deste ano”, disse em resposta a Mobile Time.

Como funciona

Garrido explica ainda que a conexão do medidor inteligente – com o concentrador de dados – ocorre por meio da própria rede elétrica (PLC). Desse modo, o concentrador de dados armazena as informações e transmite via rede 3G/4G para os sistemas da Enel. O executivo explica ainda que trabalham com dois provedores de conectividade, mas não revelou seus nomes...

Fonte: Abinee - Mobile Time

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=345562&sid=105

Entrada de novas NCMs é prorrogada em decreto presidencial

O Governo Federal divulgou ontem à noite (31), de última hora e em edição extra, o decreto de nº 11.021/2022, prorrogando a entrada das novas NCMs (Nomenclatura Comum do Mercosul) no mercado nacional para o dia 1º de maio deste ano.

A medida, com isso, altera o decreto de nº 10.923, de 30 de dezembro de 2021, que previa a entrada da nova TIPI (Tabela de Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados).

Com isso, foi prorrogada em um mês a entrada das novas nomenclaturas para módulos e kits fotovoltaicos, que estavam previstas para o dia de hoje (1º), conforme informado pela reportagem do Canal Solar...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/entrada-de-novas-ncms-e-prorrogada-em-decreto-presidencial/

EDP inaugura SE em São José dos Campos

A EDP SP inaugurou na última quinta-feira, 31 de março, a Estação de Transformação de Energia Santa Luzia, no município de São José dos Campos. Com investimento de R$ 24 milhões, a subestação beneficiará aproximadamente 18 mil clientes, entre residências, comércios e indústrias, o que corresponde a cerca de 72 mil pessoas.

A cidade de São José dos Campos, que já contava com oito subestações e 595 MWA de capacidade de transformação instalada, tem agora seu sistema expandido em 7%, passando para 635 MVA, o que proporciona mais robustez e flexibilidade operacional a todo o município. Equipado com as últimas tecnologias relacionadas a eficiência, segurança e sustentabilidade, o empreendimento tem capacidade de 40 MVA e conta também com um sistema de acústica para evitar a propagação do som para o meio externo e transformadores de potência que utilizam óleo vegetal, mitigando impactos ao meio ambiente. A subestação é 100% digitalizada, com sua supervisão, comando, controle e proteção operados de forma remota...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53206958/edp-inaugura-se-em-sao-jose-dos-campos

Siemens Energy investe € 30 milhões em produção de eletrolisadores de hidrogênio

A Siemens Energy iniciará a produção industrial de módulos de eletrólise em Berlim, levando a peça central de sua tecnologia de hidrogênio para a capital da Alemanha. O início da produção em Huttenstrasse, na unidade Moabit de Berlim, está previsto para 2023. A infraestrutura completa da unidade de produção existente nesta localidade será utilizada e novas linhas de produção para os eletrolisadores serão montadas em uma área de 2.000 m², com um investimento de cerca de € 30 milhões. Atualmente, a unidade fabrica sobretudo turbinas a gás, que estão entre as mais potentes e eficientes do mundo e já podem ser operadas com até 50% de hidrogênio, devendo chegar a 100% até 2030.

A Siemens Energy está reunindo sua experiência nessas duas áreas em Berlim para garantir uma transição energética confiável e bem-sucedida para um novo mix de energia. Isso também inclui a área de negócios de transição energética: na planta de Painéis Elétricos em Berlim, a Siemens Energy fabrica produtos inovadores de alta tensão, garantindo que a eletricidade chegue aos consumidores de forma confiável…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53206931/siemens-energy-investe-e-30-milhoes-em-producao-de-eletrolisadores-de-hidrogenio

Neoenergia assina contrato para construção de SE em MG

A Neoenergia e a Agência Nacional de Energia Elétrica assinaram na última quarta-feira, 30 de março, o contrato de concessão para a instalação e a operação de três compensadores síncronos na subestação Estreito, em Minas Gerais. O empreendimento foi arrematado no lote 4 do leilão 02/2021, realizado pelo órgão regulador em dezembro do ano passado. A cerimônia de assinatura ocorreu na sede da Aneel, em Brasília (DF). O ativo foi arrematado no leilão com Receita Anual Permitida de R$ 37,1 milhões. A previsão de investimentos pela Aneel é de cerca de R$ 660,9 milhões e o prazo máximo de entrada em operação comercial estabelecido pela Aneel é de 48 meses, concluído em março de 2026, com previsão de antecipação.

De acordo com o diretor de Transmissão e Projetos de Subtransmissão da Neoenergia, Fabiano Uchoas, o investimento amplia a área de atuação de maneira estratégica na região Sudeste e reforça a presença do grupo nesse segmento…

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53206910/neoenergia-assina-contrato-para-construcao-de-se-em-mg

Angola Cables acordo comercial com OG Networks

A Angola Cables Brasil fechou uma nova parceria com a brasileira OG Networks para a comercialização dos serviços de conectividade físicos e virtuais. O acordo foi firmado dentro do Programa de Parceiros da Angola Cables.

A OG Networks vai revender os seguintes serviços:

– Global Data Center Interconnection (GDI), infraestrutura que oferece conexão ponto-a-ponto ou ponto-multiponto direta a mais de 15 data centers mundiais, o que permite eficácia e expansão da oferta para múltiplos produtos de tráfego e hosting na rede ao longo do anel transatlântico (US-Brasil-Europa-África). Trata-se de uma ligação direta para os principais pontos de presença dentro dos data centers internacionais cobertos pela rede da empresa, o que beneficia provedores de conteúdo, instituições financeiras, OTTs, ISPs, hiperscalers, entre outros...

Fonte: Abinee - TI Inside

Leia mais em:

http://www.clipping.abinee.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=345542&sid=105

Geração distribuída de energia elétrica atinge 10 GW no Brasil

O Brasil alcançou 10 gigawatts (GW) de potência instalada em geração distribuída de energia elétrica, modalidade em que os consumidores produzem sua própria energia em telhados solares ou usinas de pequeno porte, informou nesta quinta-feira (31) o Ministério de Minas e Energia.

Segundo a pasta, ao todo são 922 mil unidades com micro ou minigeração distribuída, principalmente da fonte solar fotovoltaica.

Os 10 GW de capacidade instalada estão concentrados principalmente nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul e são suficientes para abastecer aproximadamente 5 milhões de residência, ou quase 20 milhões de pessoas.

O ministério destacou o forte ritmo de crescimento da modalidade no país, já que a marca de 1 GW foi alcançada há menos de 3 anos, em junho de 2019.

“Além de propiciar a redução nas faturas dos consumidores, esse modelo de micro e minigeração contribui para a matriz elétrica brasileira de forma sustentável, pois são instalações de geração a partir de fontes renováveis ou cogeração qualificada”, disse, em nota, o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone.

Fonte: CNN Brasil

Leia mais em:

https://www.cnnbrasil.com.br/business/geracao-distribuida-de-energia-eletrica-atinge-10-gw-no-brasil/

Rede Elétrica Inteligente da Copel chega a mais sete municípios do Centro-Sul

Por meio do programa Rede Elétrica Inteligente, maior do gênero na América Latina, a Copel começou a instalação de medidores inteligentes em mais sete municípios da região Centro-Sul do Paraná. O investimento é uma troca tecnológica sem custo algum para o consumidor e sem mudanças na conta de luz.

Candói, Espigão Alto do Iguaçu, Reserva do Iguaçu, Cantagalo, Marquinho, Virmond e Porto Barreiro entraram no calendário de implantações da nova tecnologia que irá substituir os medidores de energia atuais, criando uma comunicação direta e em tempo real com o Centro Integrado de Operação da Distribuição da Copel.

Com o novo sistema, a leitura de consumo passa a ser remota, o que facilita o controle de toda a rede elétrica, desde a subestação até o consumidor final. Além disso, o consumidor terá autonomia para monitorar o seu uso de energia por meio do aplicativo da Copel para celular...

Fonte: AEN.gov

Leia mais em:

https://www.aen.pr.gov.br/Noticia/Rede-Eletrica-Inteligente-da-Copel-chega-mais-sete-municipios-do-Centro-Sul

Portaria do Inmetro regulamenta inversores híbridos no Brasil

O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) publicou, nesta quarta-feira (30), no DOU (Diário Oficial da União), a Portaria 140/2022 – novo regulamento para equipamentos fotovoltaicos comercializados no Brasil.

Trata-se de uma atualização da Portaria nº 004/2011 e que traz como principais novidades as inclusões dos inversores on-grid com baterias (híbridos) e das baterias de lítio.

O documento destaca ainda que todos os produtos, no ponto de venda, deverão ostentar a ENCE (Etiqueta Nacional de Conservação de Energia), de forma visível ao consumidor, sem que sua visualização seja obstruída por qualquer outra informação anexada pelos fornecedores.

Antes da publicação do documento, não existia um regulamento pelo Inmetro para a utilização dos inversores híbridos conectados à rede.  Por esse motivo, entre os profissionais, a resolução está sendo considerada uma vitória para o setor de energia solar...

Fonte: Canal Solar

Leia mais em:

https://canalsolar.com.br/portaria-do-inmetro-regulamenta-inversores-hibridos-no-brasil/

Neoenergia avalia uso de faixa subgiga para expansão de rede 4G privada

A Neoenergia iniciou o plano de expansão do projeto para operar uma rede 4G LTE (no inglês, Long Term Evolution) privada. Por meio de uma prova de conceito (PoC), a companhia vai avaliar o uso de faixa de frequência com maiores alcances e expandir a rede de comunicação com eficiência e menor custo.

A iniciativa integra o projeto Energia do Futuro, que está implantando na região de Atibaia, em São Paulo, um novo modelo de rede elétrica inteligente, baseado na digitalização e na automação de rede. A rede 4G foi implantada para garantir uma maior confiabilidade à transmissão de dados dos equipamentos do projeto de redes inteligentes para o Centro de Operações da Neoenergia Elektro. O objetivo é reforçar a qualidade do serviço para os clientes.

De acordo com a empresa, a rede LTE é atualmente utilizada na faixa de frequência de 3,5 Gigahertz (GHz). O estudo tem o objetivo de avaliar a faixa de 410-415 Megahertz (MHz) e 420-425 Megahertz (MHz) que está padronizada em LTE. A faixa de frequência em 410 MHz é de interesse da Neoenergia porque oferece uma boa relação entre cobertura e capacidade. Com a frequência mais baixa, é possível atingir um maior número de clientes utilizando a mesma quantidade de torres atual, do sistema em 3,5 GHz, garantindo, assim, mais eficiência...

Fonte: Canal Energia

Leia mais em:

https://www.canalenergia.com.br/noticias/53206820/neoenergia-avalia-uso-de-faixa-subgiga-para-expansao-de-rede-4g-privada

ANEEL e agentes assinam contratos do Leilão de Transmissão 02/2021

A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL assinou nesta quarta-feira (30/3) os cinco contratos decorrentes do Leilão de Transmissão nº 2/2021, realizados pela Agência em dezembro do ano passado. As obras ocorrerão em cinco estados: Amapá, Bahia, Minas Gerais, Paraná e São Paulo. A expectativa de investimento é de R$ 2,9 bilhões, com previsão de 6.607 novos empregos diretos.

Com a celebração dos contratos, cinco empresas se comprometem a construir e manter 902 quilômetros em linhas de transmissão e 750 megavolt-ampères (MVA) em capacidade de transformação de subestações. As proponentes vencedoras do certame foram: Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A (Taesa), representada na cerimônia pelo diretor-presidente André Moreira; Sterlite Brazil Participações S.A., representada pelo diretor-presidente Amitabh Prasad; Rialma Administração e Participações S.A., representada pelo diretor de transmissão Marcus Vinicius Nascimento; Neoenergia S.A., representada pelo diretor de Projetos de Transmissão de Energia, Fabiano Uchoas Ribeiro; e Energisa Amapá, representada pelo diretor Alexandre Nogueira Ferreira...

Fonte: Aneel

Leia mais em:

https://www.gov.br/aneel/pt-br/assuntos/noticias/2022/aneel-e-agentes-assinam-contratos-do-leilao-de-transmissao-02-2021